O Antagonista

Lira tira PEC da Anistia da pauta de votação na Câmara

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 19.06.2024 19:49 comentários
Brasil

Lira tira PEC da Anistia da pauta de votação na Câmara

PEC da Anistia tem o objetivo de dar o maior perdão da história a irregularidades cometidas por partidos políticos

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 19.06.2024 19:49 comentários 0
Lira tira PEC da Anistia da pauta de votação na Câmara
Presidente da Câmara, Arthur Lira, negociou inclusão de jabutis no PL do Mover | Foto: Bruno Spada/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, deputado Arthur Lira (PP-AL), retirou da pauta de votação da Casa nesta quarta-feira, 19 de junho, a PEC da Anistia, que tem o objetivo de dar o maior perdão da história a irregularidades cometidas por partidos políticos.

O texto, que estava pautado desde terça, 18, também anistia as legendas que descumpriram a cota mínima de recursos ou por não destinarem os valores mínimos para candidaturas de negros e mulheres nas eleições de 2022 para trás.

A PEC foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), mas ficou parada na Comissão Especial sobre o tema. Como não houve votação no prazo, o presidente da Câmara pode levar o assunto diretamente para o plenário.

A decisão de Lira de levar o tema para o plenário ocorreu após reunião de líderes nesta tarde. Como mostramos, a articulação para aprovar a medida conta com apoio de partidos como o PT, do presidente Lula, e do PL, do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Para que uma emenda à Constituição seja aprovada, é necessário o voto de ao menos 60% dos deputados federais e dos senadores, em dois turnos de votação em cada Casa legislativa. Se for aprovada pelos deputados, a PEC da Anistia ainda vai precisar passar pelo Senado.

O tema é de interesse dos partidos, já que a anistia pode chegar a R$ 23 bilhões – valor das multas aplicadas às agremiações e que ainda são alvo de recursos na Justiça Eleitoral.

Quando o caso tramitou na CCJ, a bancada do PL, do ex-presidente Jair Bolsonaro, e a do PT, do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, se aliaram no intuito de garantir a aprovação do texto.

A presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), chegou a dizer na CCJ que as sanções aplicadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não são exequíveis.

Nós não temos dinheiro. [As multas] não se referem apenas a aplicação dos recursos para cota, elas trazem taxas de juros e fazem correção. E mais, elas trazem a visão subjetiva da equipe técnica do tribunal, que sistematicamente entra na vida dos partidos políticos querendo dar orientação, interpretando a vontade de dirigentes, a vontade de candidatos. Ou seja, são multas e multas que viabilizam os partidos”, disse a petista.

Mais Lidas

1

Atentado a Trump: autoridade confirma 2 mortos, incluindo atirador

Visualizar notícia
2

Atentado a Trump, o que dizem autoridades do mundo inteiro

Visualizar notícia
3

"Nos vemos na posse", diz Bolsonaro em mensagem sobre Trump

Visualizar notícia
4

Crusoé: Como o atentado a Trump impacta a campanha nos EUA

Visualizar notícia
5

Elon Musk manifesta apoio a Trump após disparos

Visualizar notícia
6

"Senti a bala rasgando a pele", diz Trump sobre atentado

Visualizar notícia
7

Atentado a Trump é investigado como tentativa de assassinato

Visualizar notícia
8

“O que vimos hoje é inaceitável”, diz Lula, sobre atentado a Trump

Visualizar notícia
9

Biden sobre atentado a Trump: "Esse tipo de violência é doentia"

Visualizar notícia
10

Serviço secreto dos EUA: “Trump está seguro”

Visualizar notícia

Tags relacionadas

PEC da Anistia
< Notícia Anterior

Moraes volta atrás em censura a reportagens sobre Lira

19.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Flamengo fecha novo patrocínio milionário

19.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Quem lacra não lucra? Maju Coutinho pode ser retirada do comando do Fantástico

Quem lacra não lucra? Maju Coutinho pode ser retirada do comando do Fantástico

13.07.2024 21:18 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
“O que vimos hoje é inaceitável”, diz Lula, sobre atentado a Trump

“O que vimos hoje é inaceitável”, diz Lula, sobre atentado a Trump

13.07.2024 21:06 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
BYD e GWM dominam top 10 de carros elétricos mais vendidos em 2024

BYD e GWM dominam top 10 de carros elétricos mais vendidos em 2024

13.07.2024 20:37 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Audi, BMW e outros carros usados com muito estilo por menos de R$ 50 Mil

Audi, BMW e outros carros usados com muito estilo por menos de R$ 50 Mil

13.07.2024 19:37 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.