O Antagonista

“Episódio de Aras” originou fake news, diz diretor da Transparência Internacional

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 07.02.2024 12:39 comentários
Brasil

“Episódio de Aras” originou fake news, diz diretor da Transparência Internacional

Bruno Brandão disse que o ex-procurador-geral, indicado por Bolsonaro, "levantou informações equivocadas em um documento oficial, que foi vazado"

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 07.02.2024 12:39 comentários 0
“Episódio de Aras” originou fake news, diz diretor da Transparência Internacional
Foto: Leobark Rodrigues/SECOM/MPF

O diretor-executivo da unidade brasileira da Transparência Internacional, Bruno Brandão, reforçou o que Felipe Moura Brasil apontou em O Antagonista: a narrativa usada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli contra a ONG teve origem com o procurador-geral da República indicado por Jair Bolsonaro e citado por Rui Falcão, do PT, em pedido de investigação ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

“Jamais recebemos nem direta e nem indiretamente nenhum recurso de acordo de leniência, seja da J&F ou de qualquer outro acordo de outras empresas. Essa é uma fake news que vem permanecendo e aumentando nos anos. Isso começou com o episódio de Augusto Aras (foto) que levantou informações equivocadas em um documento oficial, que foi vazado, e isso se tornou objeto de campanha difamatória contra nossa organização”, disse Brandão à rádio CBN.

A narrativa de Aras

Como mostramos, a subprocuradora Samantha Dobrowolski rebateu em 2020 a narrativa de Aras, confirmando que “a Transparência Internacional não recebeu e tampouco receberá qualquer tipo de remuneração pela assistência prestada”.

Brandão disse também que “o trabalho da Transparência Internacional incomoda muita gente, à esquerda e à direita, mas incomoda especialmente acima, poderosos que nós denunciamos e criticamos”.

“São comuns reações hostis. Isso é parte do nosso cotidiano em todo mundo”, completou.

O pedido petista

No pedido feito ao STJ contra a Transparência Internacional, Rui Falcão alegava envolvimento da ONG no caso do “depósito” de 270 milhões de reais e da “gestão” de 2,3 bilhões de reais da multa da J&F, empresa dos irmãos Joesley e Wesley Batista, fixada em acordo de leniência.

O pedido do ex-presidente do PT acabou sendo atendido, na prática, por Toffoli, indicado por Lula ao Supremo Tribunal Federal, embora a substituta interina de Aras, Elizeta Ramos, que comandou a Procuradoria no primeiro ano do governo Lula, antes da indicação de Paulo Gonet, ex-sócio de Gilmar Mendes, tenha se manifestado contra Toffoli assumir o caso. O ministro do STF determinou na segunda-feira, 5, coleta de documentos e outros trâmites necessários para dar início à investigação.

Brasil

INSS: cobranças abusivas em consignados, CGU revela falhas no controle de juros

26.02.2024 05:30 2 minutos de leitura
Visualizar

Revisão da Vida Toda: STF avança em análise para aposentadorias

Visualizar

Jogando bem, Corinthians perde para Ponte Preta e se complica

Visualizar

Cromossomo Y Está desaparecendo

Visualizar

Conheça a última área a ser mapeada nos EUA por ser inacessível

Visualizar

Estudo revela que povos tradicionais possuem a mesma felicidade de países ricos

Visualizar

Tags relacionadas

Augusto Aras Bruno Brandão Dias Toffoli Rui Falcão Transparência Internacional
< Notícia Anterior

737 Max 9 voava com parafusos a menos

07.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

STF, a favor ou contra Toffoli?

07.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

INSS: cobranças abusivas em consignados, CGU revela falhas no controle de juros

INSS: cobranças abusivas em consignados, CGU revela falhas no controle de juros

26.02.2024 05:30 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Revisão da Vida Toda: STF avança em análise para aposentadorias

Revisão da Vida Toda: STF avança em análise para aposentadorias

26.02.2024 05:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Casa Tody: loja de calçados fecha após 70 anos na Avenida Paulista

Casa Tody: loja de calçados fecha após 70 anos na Avenida Paulista

25.02.2024 21:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Conheça as mansões de famosos como Bruno Gagliasso e Simone Mendes disponíveis para aluguel

Conheça as mansões de famosos como Bruno Gagliasso e Simone Mendes disponíveis para aluguel

25.02.2024 20:55 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.