Crusoé: Após climão na China, Lula tenta por panos quentes na indústria Crusoé: Após climão na China, Lula tenta por panos quentes na indústria
O Antagonista

Crusoé: Após climão na China, Lula tenta por panos quentes na indústria

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 11.06.2024 13:20 comentários
Economia

Crusoé: Após climão na China, Lula tenta por panos quentes na indústria

Presidente incluiu na sua agenda um encontro com representantes da CNI, após uma medida provisória impor limites às compensações tributárias do setor

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 11.06.2024 13:20 comentários 0
Crusoé: Após climão na China, Lula tenta por panos quentes na indústria
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Lula incluiu, na agenda desta terça-feira, 11, uma reunião de meia hora com o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Ricardo Alban. A reunião no Palácio do Planalto, antes da viagem do petista para a Europa, tenta botar panos quentes na relação do Executivo com a indústria.

Na semana passada, as duas partes protagonizaram um climão na China. Acompanhando uma comitiva de ministros que foram a um fórum de empresários chinês, Alban e a CNI abandonaram abruptamente a comitiva após o governo editar uma medida provisória (MP) com regras para a fruição de benefícios fiscais — e principalmente, limitando a compensação de créditos de PIS e Cofins, proibindo o ressarcimento de saldos credores destes créditos.

A CNI estima que o impacto negativo para indústria será de 29,2 bilhões de reais nos sete meses em que a medida estiver em vigor em 2024. Em 2025, esse impacto negativo pode chegar a 60,8 bilhões de reais. Seria mais uma derrota para o setor industrial, que viu o retorno do voto de desempate pró-Fazenda Nacional no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) como outra derrota significativa.

“Chegamos ao nosso limite. Nós somos um vetor fundamental para o desenvolvimento do país e vamos às últimas consequências jurídicas e políticas para defender a indústria no Brasil”, disse Alban, ao deixar a China. “Não adianta ter uma nova e robusta política industrial de um lado se, do outro, vemos esse ataque a nossa competitividade.”

Desde então, foi a CNI quem diminuiu o tom das críticas. Nesta segunda-feira, 10, o mesmo presidente da confederação indicou que as negociações estão seguindo um “caminho de boa convergência”. 

No entanto, o artigo cita reuniões com Câmara dos Deputados e Senado — sem citar o Executivo, com quem a CNI aprontou a cena em terras chinesas. Nem a reunião com o presidente da República mereceu nota.

Leia mais aqui; assine Crusoé e apoie o jornalismo independente.

Esportes

Dorival confirma escalação para estreia da seleção brasileira

23.06.2024 19:02 3 minutos de leitura
Visualizar

Inteligência artificial estaria tirando empregos nos EUA

Visualizar

IA Claude 3.5 chega como concorrente ao ChatGPT

Visualizar

ONU se reúne com Talibã no Catar e causa polêmicas

Visualizar

Ralf homenageia Chrystian em carta emocionante: "Saudades"

Visualizar

Eliana se despede do SBT, o que muda na emissora?

Visualizar

Tags relacionadas

CNI Crusoé Indústria Lula
< Notícia Anterior

Palmeiras avança em negociação por Agustin Giay

11.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Secretário pede demissão após suspensão de leilão do arroz

11.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

FGTS Calamidade: salva famílias em Campos dos Goytacazes

FGTS Calamidade: salva famílias em Campos dos Goytacazes

23.06.2024 13:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
MEIs têm direito a licença-maternidade de 4 meses: veja como conseguir o seu

MEIs têm direito a licença-maternidade de 4 meses: veja como conseguir o seu

23.06.2024 12:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
INSS: adota novo calendário de pagamentos em 2024, veja se você se beneficia

INSS: adota novo calendário de pagamentos em 2024, veja se você se beneficia

23.06.2024 12:30 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Descubra seu Número de Identificação Social (NIS): guia completo de consulta

Descubra seu Número de Identificação Social (NIS): guia completo de consulta

23.06.2024 12:15 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.