Toffoli suspende multa de R$ 10,3 bilhões da J&F Toffoli suspende multa de R$ 10,3 bilhões da J&F
O Antagonista

Toffoli suspende multa de R$ 10,3 bilhões da J&F

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 20.12.2023 11:43 comentários
Brasil

Toffoli suspende multa de R$ 10,3 bilhões da J&F

O ministro Dias Toffoli (foto), do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu nesta quarta-feira, 20, a multa de 10,3 bilhões de reais que a J&F, dos irmãos Wesley e Joesley Batista, aceitou pagar em acordo de leniência com o Ministério Público Federal...

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 20.12.2023 11:43 comentários 10
Toffoli suspende multa de R$ 10,3 bilhões da J&F
Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

O ministro Dias Toffoli (foto), do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu nesta quarta-feira, 20, a multa de 10,3 bilhões de reais que a J&F, dos irmãos Wesley e Joesley Batista, aceitou pagar em acordo de leniência com o Ministério Público Federal.

No despacho, o magistrado também autorizou a empresa a reavaliar os anexos de seu acordo junto à Corregedoria-Geral da União (CGU) para corrigir possíveis “abusos que tenham sido praticados, especialmente (mas não exclusivamente) no que se refere à utilização das provas ilícitas declaradas imprestáveis no bojo desta reclamação, para que no âmbito da CGU apenas sejam considerados anexos realmente com ilicitude reconhecida pela Requerente”.

Toffoli também concedeu à J&F acesso à íntegra das mensagens apreendidas pela Polícia Federal na operação Spoofing, que trata do vazamento de conversas entre integrantes da Lava Jato.

A defesa da J&F, que conta com a esposa de Toffoli —Roberta Rangel— e com Ricardo Lewandowski em seu quadro de advogados, também solicitou a anulação de “negócios jurídicos de caráter patrimonial decorrentes da situação de inconstitucionalidade estrutural e abusiva em que se desenvolveram as operações Lava Jato e suas decorrentes, Greenfield, Sépsis Cui Bono”, mas o pedido foi negado.

Com esse pedido, a J&F planejava anular a venda da Eldorado Celulose para o grupo indonésio Paper Excellence.

O eixo Lula-Joesley-Lewandowski-Toffoli

Enquanto o atual consultor dos irmãos Batista, Ricardo Lewandowski, é cogitado para assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública, Lula facilitou a vida dos clientes do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, aceitando que o consumidor brasileiro pague de 900 reais a 1.080 reais pelo MWh (megawatt-hora) pela energia elétrica que será importada pela Âmbar, braço de energia da J&F Investimentos, da Venezuela.

Documentos revelados na terça-feira, 19, mostram que a Âmbar Energia negociava a compra de energia da Venezuela desde março. O governo brasileiro, no entanto, só mencionou a intenção de comprar energia do país vizinho em maio.

Agora, a empresa de Wesley e Joesley Batista, representada por Lewandowski, é beneficiada também por uma decisão de Dias Toffoli, indicado por Lula.

Conflito de interesses?

Em agosto, o Supremo Tribunal Federal liberou os juízes para atuarem em processos de clientes do escritório de advocacia de seu cônjuge ou parente. A ação foi apresentada pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), que pediu que seja declarado inconstitucional um trecho do Código de Processo Civil que dispõe sobre o impedimento nestes casos. O ministro Dias Toffoli, cuja esposa trabalha para a J&F, votou a favor da decisão.

Leia também:

Um choque de anticapitalismo

Os casais poderosos do STF

Dias Toffoli é um escândalo!!!

Brasil

Barroso contra a “perversidade” de Salomão no CNJ

16.04.2024 20:53 7 minutos de leitura
Visualizar

Justiça reconduz ao cargo presidente de conselho da Petrobras

Visualizar

Reino Unido avança em legislação para proibir tabaco

Visualizar

Geadas previstas para os próximos dias no Sul do Brasil

Visualizar

Estádio do Flamengo: sede da Gávea pode ajudar no financiamento

Visualizar

CNJ forma maioria para derrubar afastamento de ex-juíza da Lava Jato

Visualizar

Tags relacionadas

Dias Toffoli Joesley Bastista Josley e Wesley Batista Lula Ricardo Lewandowski
< Notícia Anterior

Lula diz que não é possível “dar cavalo de pau” na economia

20.12.2023 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Governo sabia que J&F se beneficiaria de importação de energia da Venezuela

20.12.2023 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (10)

Wanderlei Lopes De Lima

2023-12-21 08:45:50

Vamos imaginar 3% desse montante, é um bom dinheiro.


Alexsandro Brito

2023-12-20 16:47:56

Inacreditável. Mas pelo menos alguém não vai dormir de calça em casa.


Moisés Fróes

2023-12-20 15:39:53

Toffoli, pilantra, vagabundo, corruPTista, escória, tá levando quanto, dos não menos bandidos, os irmãos batistas?


Ulysses Galletti

2023-12-20 15:39:08

Lamentavel. O Brasil não tem jeito. O Toffoli liberou geral


Rogério Schwinden

2023-12-20 14:56:49

VOCÊS SABEM QUANTO É 10% DE 10.3 BILHÕES?? KKKKKKKKKKKK


Noely Fischer

2023-12-20 14:05:34

O povo tem que exigir que este seja excluído do STF., não merec e o cargo por não ser isento e deve ter recebido bons e gordod presntes dos irmãos metralha da JBS.


Rodrigo Carioni

2023-12-20 13:58:21

E o consórcio da imprensa se cala...


José

2023-12-20 13:43:15

Não tem outro jeito, só na bomba e na bala com essa corja


David Breves Coda

2023-12-20 13:32:51

E tem mais, o povinho brasileiro, vagabundo e covarde, merece se fu


Joaquim Arino Durán

2023-12-20 13:22:49

Put@ri@


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Barroso contra a “perversidade” de Salomão no CNJ

Barroso contra a “perversidade” de Salomão no CNJ

16.04.2024 20:53 7 minutos de leitura
Visualizar notícia
Justiça reconduz ao cargo presidente de conselho da Petrobras

Justiça reconduz ao cargo presidente de conselho da Petrobras

16.04.2024 20:40 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Geadas previstas para os próximos dias no Sul do Brasil

Geadas previstas para os próximos dias no Sul do Brasil

16.04.2024 20:36 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
CNJ forma maioria para derrubar afastamento de ex-juíza da Lava Jato

CNJ forma maioria para derrubar afastamento de ex-juíza da Lava Jato

16.04.2024 20:18 6 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.