O Antagonista

PL da ‘saidinha’ deve ser votado pelo Senado após o Carnaval

avatar
Wilson Lima
3 minutos de leitura 06.02.2024 15:09 comentários
Brasil

PL da ‘saidinha’ deve ser votado pelo Senado após o Carnaval

A Comissão de Segurança Pública do Senado aprovou a proposta que extingue o benefício da saída temporária de presos

avatar
Wilson Lima
3 minutos de leitura 06.02.2024 15:09 comentários 0
PL da ‘saidinha’ deve ser votado pelo Senado após o Carnaval
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O projeto de lei que acaba com as ‘saidinhas’ de presos em datas comemorativas deve ser votado pelo plenário do Senado após o Carnaval, conforme líderes ouvidos por este site nesta terça-feira, 6.

Como mostramos mais cedo, a Comissão de Segurança Pública do Senado aprovou a proposta que extingue o benefício da saída temporária de presos. O texto passou pela comissão em votação simbólica.

Senadores aprovaram ainda um requerimento de urgência para que o PL seja levado diretamente para o plenário da Casa. Pelo rito normal, o texto ainda precisaria ser discutido pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Nesta terça-feira, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), voltou a indicar a lideranças que dará celeridade à proposta. Parlamentares de oposição querem reforçar, ainda hoje, o pedido para que o assunto seja votado pelo plenário após o Carnaval.

A ideia, a princípio, seria apreciar o tema já nesta terça-feira. Mas não há quorum o suficiente para que o assunto seja alvo de apreciação dos parlamentares.

O fim das ‘saidinhas’ voltou ao debate público após várias mortes provocadas por detentos que tiveram esse benefício.

O policial Roger Dias da Cunha, de 29 anos, por exemplo, morreu no começo de janeiro, depois de ser baleado na cabeça durante confronto em Belo Horizonte (MG). Os autores dos disparos deveriam ter retornado à prisão depois da saída de fim de ano.

De acordo com dados da Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen), do Ministério da Justiça, de janeiro a junho de 2023, 120.244 presos tiveram acesso à saída temporária em todo o país. Desses, 7.630 não retornaram, se atrasaram na volta à unidade prisional ou cometeram uma falta no período da saída, o que representa uma parcela de 6,3% do total de beneficiados.

O que diz o PL da ‘saidinha’

Além de acabar com o benefício da saidinha para os presos, a proposta prevê a realização de exame criminológico para a progressão de regime e o uso de tornozeleira eletrônica em presos dos regimes aberto e semiaberto ou em progressão para esses regimes.

Segundo relatório do senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), a extinção do benefício é medida necessária e contribuirá para reduzir a criminalidade. Para ele, a superlotação e a precariedade no sistema carcerário prejudicam a ressocialização adequada dos presos e isso traria mais perigo no retorno dos detentos às ruas.

O texto já foi aprovado pela Câmara dos Deputados.

Esportes

São Paulo tem queda brusca de aproveitamento após título da Supercopa

26.02.2024 14:30 2 minutos de leitura
Visualizar

Estudantes passam mal após trote com substâncias tóxicas

Visualizar

Mesmo líder, Palmeiras não pode perder clássico contra o São Paulo

Visualizar

Hungria dá sinal verde à entrada da Suécia na Otan

Visualizar

Rayssa Leal e Filipe Toledo são indicados ao Prêmio Laureus 2024

Visualizar

São Paulo tem seis distritos em situação epidêmica de dengue

Visualizar

Tags relacionadas

Rodrigo Pacheco saidinhas Senado
< Notícia Anterior

Base do governo fora do debate sobre PL das 'saidinhas'

06.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Retaliação continua: CNJ mira Transparência Internacional

06.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wilson Lima

Wilson Lima é jornalista formado pela Universidade Federal do Maranhão. Trabalhou em veículos como Agência Estado, Portal iG, Congresso em Foco, Gazeta do Povo e IstoÉ. Acompanha o poder em Brasília desde 2012, tendo participado das coberturas do julgamento do mensalão, da operação Lava Jato e do impeachment de Dilma Rousseff. Em 2019, revelou a compra de lagostas por ministros do STF.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Estudantes passam mal após trote com substâncias tóxicas

Estudantes passam mal após trote com substâncias tóxicas

26.02.2024 14:08 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
São Paulo tem seis distritos em situação epidêmica de dengue

São Paulo tem seis distritos em situação epidêmica de dengue

26.02.2024 13:36 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Partidos da base de Lula tentam anular acordos da Lava Jato

Partidos da base de Lula tentam anular acordos da Lava Jato

26.02.2024 13:26 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Crusoé: Malafaia, o líder das críticas do bolsonarismo

Crusoé: Malafaia, o líder das críticas do bolsonarismo

26.02.2024 13:18 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.