Oposição mantém movimento para instalar CPI do Arroz Oposição mantém movimento para instalar CPI do Arroz
O Antagonista

Oposição mantém movimento para instalar CPI do Arroz

avatar
Wesley Oliveira
3 minutos de leitura 11.06.2024 17:06 comentários
Brasil

Oposição mantém movimento para instalar CPI do Arroz

Deputados pressionam para manter instalação do colegiado com objetivo de investigar a compra de arroz pelo governo Lula

avatar
Wesley Oliveira
3 minutos de leitura 11.06.2024 17:06 comentários 0
Oposição mantém movimento para instalar CPI do Arroz
Líderes defenderam CPI do Arroz durante reunião da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) | Foto: FPA/Divulgação

Líderes do Congresso indicaram que mesmo com o cancelamento do leilão do arroz por parte do governo federal, o pedido para instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a compra não deve ser esvaziado. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) anunciou nesta terça-feira, 11, o cancelamento do leilão efetuado para a compra do grão.

“Era inevitável anular esse leilão dadas as denúncias contra as empresas que participaram. Esperamos que o governo não volte a fazer o leilão porque não há necessidade de comprar arroz de fora do país, como já dissemos várias vezes”, disse o deputado Pedro Lupion (PP-PR), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).

Na mesma linha, o deputado Joaquim Passarinho (PL-PA), presidente da Frente Parlamentar do Empreendedorismo (FPE), indicou que o cancelamento do leilão indica a necessidade de a CPI do Arroz investigar “qual foi o erro e de quem”.

Como mostrou Crusoé, no leilão realizado na última quinta-feira, 6, para a compra de 263,3 mil toneladas de arroz, o governo federal aceitou que um pequeno supermercado, na região central de Macapá, fosse responsável por negociar mais da metade do valor negociado. A Wisley A. de Sousa LTDA, nome empresarial do supermercado “Queijo Minas”, ficaria sob a responsabilidade de entregar 147,3 mil toneladas do grão, em uma transação superior a 736 milhões de reais.

Desde domingo, 9, o deputado Luciano Zucco (PL-RS) começou a coletar assinaturas para estabelecer a CPI para investigar uma suposta fraude no leilão. Zucco afirmou que há “indícios de uso de empresas de fachada na disputa”.

Se a CPI alcançar o apoio mínimo e for protocolada, cabe ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), decidir se há fato determinado e justa causa para apuração. É improvável, neste momento, que a comissão saia do papel porque há uma lista de mais de 10 pedidos de CPI protocolados na frente e que teriam prioridade de instalação.

Secretário deixa cargo após leilão

Além de cancelar o leilão de arroz, o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, disse que o secretário de Política Agrícola, Neri Geller, pediu demissão depois de polêmica. Ex-ministro da Agricultura de Dilma Rousseff, Geller foi uma ponte entre Lula e o agronegócio durante a campanha eleitoral. 

O governo do presidente Lula anunciou a compra de arroz logo após o início das enchentes no Rio Grande do Sul. O estado é responsável por 70% da produção nacional do grão, mas já havia colhido 80% do cereal antes das inundações.

Agora, o governo diz que vai ser feita uma revisão dos mecanismos que foram estabelecidos para leilões com apoio da Advocacia Geral da União (AGU) e da Controladoria Geral da União (CGU).

“Não tem como a gente depositar esse dinheiro público sem ter as reais garantias de que esse leilão, esses contratos posteriores, serão honrados. É por esse motivo, sem gastar até aqui um centavo do dinheiro público, com todo zelo que temos que ter, com clareza jurídica, com a capacidade dessas empresas de honrarem com seus compromissos, que a decisão é anular esse leilão e proceder um novo”, disse o presidente da Conab, Edegar Pretto.

Brasil

“Decisão a favor do porte de maconha era esperada”, diz oposição na Câmara

25.06.2024 18:20 3 minutos de leitura
Visualizar

Eurocopa 2024: Dinamarca se classifica para as oitavas

Visualizar

Coala festival 2024: Lulu santos e outros artista brasileiros

Visualizar

Eurocopa 2024: Inglaterra passa para as oitavas com susto

Visualizar

Melhores cassinos com bonus no cadastro em 2024

Estúdio OÉ Visualizar

Crusoé: Livre do Ocidente, Assange voltará a ser peão de Putin

Visualizar

Tags relacionadas

arroz conab Coronel Zucco FPA Importação de arroz Joaquim Passarinho Pedro Lupion
< Notícia Anterior

Após brigas físicas, Lira apresenta resolução para suspender deputados

11.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Telescópio James Webb flagra colisão de asteroides

11.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wesley Oliveira

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

“Decisão a favor do porte de maconha era esperada”, diz oposição na Câmara

“Decisão a favor do porte de maconha era esperada”, diz oposição na Câmara

25.06.2024 18:20 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Coala festival 2024: Lulu santos e outros artista brasileiros

Coala festival 2024: Lulu santos e outros artista brasileiros

25.06.2024 18:15 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
“Descriminalização só por meio de lei”, afirma Pacheco após decisão do STF

“Descriminalização só por meio de lei”, afirma Pacheco após decisão do STF

25.06.2024 18:05 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Muita facção para poucos fiscais no Brasil

Muita facção para poucos fiscais no Brasil

25.06.2024 17:45 6 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.