Operação contra o garimpo ilegal e trabalho escravo no AM Operação contra o garimpo ilegal e trabalho escravo no AM
O Antagonista

Operação contra o garimpo ilegal e trabalho escravo no AM

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 30.04.2024 09:41 comentários
Brasil

Operação contra o garimpo ilegal e trabalho escravo no AM

Segundo a Polícia Federal, foi constatada a presença de mais de 70 garimpeiros trabalhando em condições degradantes e similares à escravidão

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 30.04.2024 09:41 comentários 0
Operação contra o garimpo ilegal e trabalho escravo no AM
Foto: Divulgação/PF

Uma ação conjunta envolvendo a Polícia Federal, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) resultou no início da Operação Mineração Obscura, na última sexta-feira, 26, com o objetivo de investigar denúncias de atividade garimpeira ilegal na cidade de Maués, no sul do Amazonas, e resgatar trabalhadores que estavam em situação análoga à escravidão.

Após deslocamento das equipes para o local, foi constatada, nesta segunda-feira, 29, a presença de mais de 70 garimpeiros trabalhando em condições degradantes e similares à escravidão. O trabalho no garimpo é realizado por meio de poços subterrâneos, onde os trabalhadores operam sem qualquer equipamento de proteção individual.

Exploração desumana

Além disso, foi identificada a prática de servidão por dívida, evidenciando a exploração desumana dos trabalhadores. De acordo com as investigações, trata-se de um dos garimpos mais lucrativos de toda a América Latina, com uma produção diária superior a 6kg de ouro.

A ação conjunta tem como objetivo coibir atividades ilegais, proteger os direitos dos trabalhadores e preservar o meio ambiente.

Os responsáveis pelo garimpo ilegal serão responsabilizados perante a lei, enquanto medidas serão tomadas para garantir o resgate e a assistência adequada aos trabalhadores encontrados em situação de vulnerabilidade.

A operação continuará até o dia 03 de maio, data em que será divulgado um balanço das ações da Polícia Federal na região.

Trabalhadores em condições análogas à escravidão no Pará

Em janeiro de 2024, Um garimpo ilegal de cobre foi descoberto com 26 pessoas em condições análogas à escravidão. As vítimas trabalhavam num local próximo à vila Nova Jerusalém, em Canaã dos Carajás, sendo este município localizado no interior do Pará e a quase 800 quilômetros de Belém. Após o flagrante, o garimpo foi fechado.

Responsáveis e possíveis consequências

Dentre os responsáveis pelo garimpo ilegal, foram identificados dois brasileiros e um chinês. Segundo os investigadores, a China é provavelmente o destino do minério que foi extraído de maneira ilegal na região.

Os proprietários do garimpo não se encontravam no local no momento da operação. Eles serão acusados por crimes de extração ilegal de minérios, crime ambiental associado ao garimpo ilegal e redução do trabalhador à condição análoga à escravidão.

Mundo

Dona do "Call of Duty" é acusada de homicídio culposo por tiroteio em escola dos EUA

24.05.2024 22:26 3 minutos de leitura
Visualizar

Google revisa IA para corrigir erros bizarros

Visualizar

Inmet alerta: Junho deve ser a salvação do Rio Grande do Sul

Visualizar

Ivan Sant'anna na Crusoé: Terra de fronteira – Primeira parte

Visualizar

Boeing e NASA superam desafios e preparam 1° voo tripulado da Starliner

Visualizar

Rodolfo Borges na Crusoé: Um goleiro nunca é o bastante

Visualizar

Tags relacionadas

Amazonas escravidão Garimpo ilegal ICMBio MPT MTE Polícia Federal Trabalho Escravo
< Notícia Anterior

Concurso dos bombeiros MG: tudo o que você precisa saber sobre o novo edital

30.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Desemprego aumenta pelo terceiro mês consecutivo

30.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Inmet alerta: Junho deve ser a salvação do Rio Grande do Sul

Inmet alerta: Junho deve ser a salvação do Rio Grande do Sul

24.05.2024 21:37 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Facções avisam que vão vingar morte de crianças em BH

Facções avisam que vão vingar morte de crianças em BH

24.05.2024 20:58 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Ministério Público vai recorrer de absolvição de Cláudio Castro

Ministério Público vai recorrer de absolvição de Cláudio Castro

24.05.2024 20:57 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Brasil ultrapassa 3 mil mortes por dengue em 2024

Brasil ultrapassa 3 mil mortes por dengue em 2024

24.05.2024 20:44 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.