Qual é a cor do cavalo caramelo de Janja? Qual é a cor do cavalo caramelo de Janja?
O Antagonista

Qual é a cor do cavalo caramelo de Janja?

avatar
Rodolfo Borges
5 minutos de leitura 14.05.2024 17:01 comentários
Análise

Qual é a cor do cavalo caramelo de Janja?

Aqueles que costumavam se gabar da capacidade de controlar narrativas se perderam nas próprias histórias. Hoje está mais difícil para um lulista emplacar suas versões, mesmo quando elas não estão tão longe assim da verdade

avatar
Rodolfo Borges
5 minutos de leitura 14.05.2024 17:01 comentários 3
Qual é a cor do cavalo caramelo de Janja?
Foto: Ricardo Stuckert / PR

O eleitor mais enervado dirá que o famigerado cavalo caramelo é da cor de petista quando foge (da cadeia com manobra processual). Mas não é exatamente disso que se trata a questão. O animal resgatado das chuvas no Rio Grande do Sul virou um símbolo da enrascada em que se meteu o governo Lula (à esquerda na foto) na reação à tragédia das inundações.

A primeira-dama Janja (à direita na foto) deu um jeito de se enfiar mais uma vez em uma história que nada tem a ver com ela e na qual teria muito pouco a acrescentar com seu estilo midiático, e confundiu ainda mais as coisas em um governo que já é confuso o bastante.

Sem conseguir controlar a situação — que é caótica pela natureza da tragédia —, o Palácio do Planalto tentou segurar a crise pelas rédeas da narrativa. E, de repente, em meio a mortos e desabrigados pelas enchentes, o governo (ou o Estado brasileiro) se tornou a vítima da história.

Em seu pedido de abertura de inquérito sobre fake news, o ministro da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, Paulo Pimenta, destacou “com preocupação o impacto dessas narrativas na credibilidade das instituições como o Exército, FAB, PRF e Ministérios, que são cruciais na resposta a emergências”.

Não pegou bem

“A propagação de falsidades pode diminuir a confiança da população nas capacidades de resposta do Estado, prejudicando os esforços de evacuação e resgate em momentos críticos”, justificou o ministro, cujo eleitorado é do Rio Grande do Sul, sem mencionar nenhum prejuízo concreto. 

A preocupação do Palácio do Planalto não pegou bem e, agora, Lula tenta corrigir os rumos da resposta federal à tragédia das chuvas.

Em reunião com os ministros na segunda-feira, 13, o petista instruiu: “Esta reunião é para a gente ter o conjunto do governo, ter todas as informações do que está acontecendo e cada ministro que for falar ou cada ministra, tentar falar sempre a mesma coisa que está acontecendo, não ficar dizendo coisas que não está acontecendo, ficar inventando coisas que ainda não se discutiu. Ou seja, não dá para cada um de nós que tem uma ideia anunciar publicamente uma ideia”.

(Uma pausa para lembrar que a ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, achou por bem cobrar votos em meio à tragédia).

Nesta terça-feira, 14, o governo anunciou, com mais de uma semana de atraso, a instalação de um gabinete do Planalto no Rio Grande do Sul, para acelerar os processos decisórios para a reconstrução do estado.

Vítimas inconvenientes

Como o governo se meteu nessa enrascada? Está claro que os lulistas estão em terreno hostil no Rio Grande do Sul — aliás, na região Sul como um todo. A última pesquisa Genial/Quaest deixou isso claro para quem ainda poderia ter alguma dúvida: apenas 39% acham que o petista mereceria um novo mandato em 2026 — no Nordeste, para comparação, 60% acham que Lula merece.

O coordenador nacional do Movimento Brasil Livre (MBL), Renan Santos, expôs o desconforto lulista de forma mais clara. O cavalo pelo qual se mobilizou Janja resume tudo. Segundo ele, o animal virou protagonista da história para o governo porque “as pessoas que podem ser tornadas símbolo [na tragédia das inundações] são inconvenientes”.

“As vítimas são famílias brancas que, em geral, não votaram no Lula. As pessoas que estão resgatando, em geral, são homens, héteros, cisgêneros, absolutamente construídos. Pessoas, às vezes armadas, estão fazendo a defesa de outras pessoas. Homens dirigindo lanchas, dirigindo jipe, estão resgatando a galera. Os verdadeiros heróis dessa história, e as vítimas dessa história, são todos inconvenientes para a beautiful people, comentou em seu podcast, acrescentando que até o cavalo acabou se tornando inconveniente, porque não era a égua em que tentaram transformá-lo.

Narrativas

A situação já é muito desconfortável para o governo, e a oposição tem deixado mais ainda, com uma enxurrada de críticas, algumas exageradas e nem todas legítimas, que alimentam, sim, ciclos de desinformação — não há por que negar isso. A abordagem de motoristas com donativos pela ANTT não foi uma maldade deliberada de Lula, até que se prove o contrário, entre outras tantas insinuações de que o governo federal tem má vontade com os gaúchos.

É de se destacar, contudo, que aqueles que costumavam se gabar pela capacidade de controlar as narrativas se perderam nas próprias histórias e, agora, estão a reboque de outras versões sobre seus atos e alegadas omissões. O fato é que hoje está mais difícil para um lulista emplacar suas narrativas, mesmo quando elas não estão tão longe assim da verdade. A ironia é cruel.

Mundo

BMW deve anunciar pelo menos 14 novos modelos até 2025

19.05.2024 13:45 3 minutos de leitura
Visualizar

EUA acompanham incidente com helicóptero de Raisi

Visualizar

Profissões antigas que a tecnologia ajudou a tirar do mercado

Visualizar

Porto Alegre reabre escolas pós-enchente: Esperança e recuperação

Visualizar

Blue Origin volta a lançar turistas ao espaço

Visualizar

Portugal confirma novo Aeroporto de Lisboa

Visualizar

Tags relacionadas

Anielle Franco Fake news governo Lula Janja Lula Paulo Pimenta Rio Grande do Sul
< Notícia Anterior

Crusoé: MP denuncia Ciro Gomes por agressão verbal a senadora

14.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Gracyanne Barbosa recebe presentes misteriosos após separação

14.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Rodolfo Borges

Rodolfo Borges é jornalista formado pela Universidade de Brasília (UnB). Trabalhou em veículos como Correio Braziliense, Istoé Dinheiro, portal R7 e El País Brasil.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (3)

Luiz Filho

2024-05-17 09:18:45

O Montanha pariu um rato com a sua inteligência. Como pode um sujeito falar tanta bobagem e fazer tanta mer da em tão pouco tempo? Luladrão contamina?


jni

2024-05-14 17:23:00

Prezada Marcia, acho que temos um efeito Tostines aqui: ele tem 60% de aprovação por que a região é pobre e mal servida ou a região é pobre e mal servida por que ele tem 60% de aprovação?


Marcia Elizabeth Brunetti

2024-05-14 17:13:57

O Renan mandou bem. Expôs o medo que os lulistas tem desse eleitor que não é o cabra da peste. No entanto, fico perplexa de ver que Lula ainda consegue 60% de aprovação entre a região brasileira mais pobre e mal servida.


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

E as fake news do governo Lula na enchente do RS?

E as fake news do governo Lula na enchente do RS?

Rodolfo Borges
19.05.2024 11:41 5 minutos de leitura
Visualizar notícia
AGU quer criar linha direta da censura com redes sociais

AGU quer criar linha direta da censura com redes sociais

Carlos Graieb
17.05.2024 12:32 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Nem o PT acredita que o direito importa nos 'tribunais supremos'

Nem o PT acredita que o direito importa nos 'tribunais supremos'

Carlos Graieb
16.05.2024 17:42 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Lembra quando Boulos cobrava decoro parlamentar?

Lembra quando Boulos cobrava decoro parlamentar?

Rodolfo Borges
16.05.2024 17:25 4 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.