O Brasil precisa virar Ocidente... O Brasil precisa virar Ocidente...
O Antagonista

O Brasil precisa virar Ocidente…

avatar
Mario Sabino
4 minutos de leitura 29.03.2022 12:47 comentários
Opinião

O Brasil precisa virar Ocidente…

Invadida pela Rússia, a Ucrânia luta heroicamente pela manutenção do seu território, pela preservação da sua identidade nacional e, não menos importante, pela defesa dos valores da democracia ocidental, embora esteja localizada na Europa Oriental. Porque o Ocidente não é uma expressão geográfica, mas uma ideia de liberdade -- ou de liberdades. Liberdades individuais, liberdade econômica, liberdade de imprensa, liberdade de manifestação, liberdade de a sociedade escolher os seus representantes dentro dos limites estabelecidos por uma Constituição...

avatar
Mario Sabino
4 minutos de leitura 29.03.2022 12:47 comentários 0
O Brasil precisa virar Ocidente…
Fotos: Adriano Machado/Crusoé

Invadida pela Rússia, a Ucrânia luta heroicamente pela manutenção do seu território, pela preservação da sua identidade nacional e, não menos importante, pela defesa dos valores da democracia ocidental, embora esteja localizada numa Europa Oriental com tradições que diferem das do oeste europeu. Porque o Ocidente não é uma expressão geográfica, mas uma ideia de liberdade — ou de liberdades. Liberdades individuais, liberdade econômica, liberdade de imprensa, liberdade de manifestação, liberdade de a sociedade escolher os seus representantes dentro dos limites estabelecidos por uma Constituição. Não há nada mais nobre do que a defesa das liberdades fundamentais numa guerra. Mas, mesmo em época de paz, a batalha pela conservação dessas liberdades é diária. O espectro do autoritarismo está sempre presente. Ele pode esconder-se numa sentença judicial, na aprovação de uma lei, no editorial de um jornal, no abuso de poder governamental e na interdição do debate por meio de movimentos articulados nos canais de expressão sociais, como mostra a cultura do cancelamento.

Li o artigo que Sergio Moro publicou no sábado, em O Antagonista, sobre a visita que ele fez à Alemanha, para encontrar-se com representantes políticos daquele país. Não há como não concordar com o que ele afirmou:

Há uma percepção negativa de que o Brasil está cada vez mais se afastando das democracias ocidentais. Além de não vermos progresso na abertura da economia brasileira para o mundo, os movimentos de Bolsonaro na direção de Putin foram notados. A visita dele, na semana anterior ao início da guerra, e a declaração de solidariedade à Rússia fizeram um estrago na já deteriorada imagem do Governo.

Para piorar, Lula e o PT, padecendo da doença infantil do antiamericanismo e saudosos da União Soviética, foram também incapazes de se manifestar de maneira clara contra a invasão da Ucrânia e em condenar a Rússia.”

Jair Bolsonaro (foto) é um saudosista da ditadura militar e nunca deixará de sê-lo, embora se diga defensor da democracia; Lula (foto) é outro liberticida, com histórico de tentativas de amordaçar a imprensa, sabotagem do processo eleitoral, por meio de campanhas financiadas com dinheiro roubado, e apoio a ditaduras de esquerda na América Latina, apesar de vender-se como o contrário. Ambos são adeptos da compra financeira de parlamentares, o que está longe de constar da cartilha democrática. Nenhum deles considera, de fato, a democracia um valor universal, mas estratégico. Ou seja, como um meio para perpetuar-se no poder. Nenhum deles poderia prezar, de fato, o Ocidente e as suas liberdades.

Entre tantas escolhas que precisam ser feitas pelos brasileiros, esta não é a menos importante: se queremos que o país integre o Ocidente ou não. Em momentos de guerra, como a que está em curso na Europa, o nosso desalinhamento com os valores ocidentais fica mais evidente. Mas a verdade é que a posição do Brasil, assim como a de outros países da América Latina, sempre foi dúbia. Não somos Ocidente. Talvez sejamos uma espécie de Ocidente Próximo, nada além disso. Recentemente, numa conversa com um diplomata europeu que serviu em Genebra, sede de organizações internacionais de realce, ele me disse exatamente isto: que era notável como o Brasil e muitos dos seus vizinhos resistiam a aderir a ações coordenadas do Ocidente. O passado colonial criou certa desconfiança, imagino, em relação às antigas metrópoles; o fato de os Estados Unidos tratarem o subcontinente como quintal deve pesar; o fato de sermos o cemitério de ideologia esquerdistas tem o seu peso também. Mas precisamos superar esses obstáculos, se quisermos preservar as liberdades que nos fortalecerão como nação interna e externamente. O Brasil tem de virar Ocidente, antes que o mar vire sertão.

Mundo

Robô frequenta escola no lugar de menino doente. Veja vídeo

29.05.2024 21:05 3 minutos de leitura
Visualizar

Jaguatirica morre atropelada na SP-123

Visualizar

Chegou o imposto ‘do bem’

Visualizar

Enchentes em Porto Alegre: Estapar nega ressarcimento a veículos

Visualizar

A derrubada da saidinha

Visualizar

Boulos, o mais rejeitado em São Paulo

Visualizar

Tags relacionadas

artigo Brasil eleições 2022 Guerra da Ucrânia Jair Bolsonaro liberdades fundamentais Lula Mario Sabino O Antagonista Sergio Moro
< Notícia Anterior

Mourão critica orçamento secreto e fala em "hipertrofia do Congresso"

29.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Lula, petróleo e prisão

29.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Mario Sabino

Mario Sabino é jornalista, escritor e sócio-fundador de O Antagonista. Escreve sobre política e cultura. Foi redator-chefe da revista Veja.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Taxa das blusinhas escancara a força do capitalismo de compadrio

Taxa das blusinhas escancara a força do capitalismo de compadrio

Madeleine Lacsko
29.05.2024 18:10 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Lula recebe Joesley no Planalto, puro suco de Brasil

Lula recebe Joesley no Planalto, puro suco de Brasil

Madeleine Lacsko
28.05.2024 19:33 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Escolas cívico-militares: solução ou paliativo?

Escolas cívico-militares: solução ou paliativo?

Madeleine Lacsko
27.05.2024 19:51 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Augusto de Franco na Crusoé: Moraes salvou a nossa democracia?

Augusto de Franco na Crusoé: Moraes salvou a nossa democracia?

27.05.2024 10:57 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.