O Antagonista

Pelo menos 40 mortos nos protestos contra o governo no Quênia

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 01.07.2024 21:06 comentários
Mundo

Pelo menos 40 mortos nos protestos contra o governo no Quênia

Além dos mortos, mais de 361 foram hospitalizadas com ferimentos variados, além de centenas de presos e desaparecidos.

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 01.07.2024 21:06 comentários 0
Pelo menos 40 mortos nos protestos contra o governo no Quênia
Pelo menos 40 mortos nos protestos contra o governo do Quênia. Foto: Captura de tela vídeo redes socais

O Quênia está vivenciando uma onda de protestos desde meados de junho, que se intensificaram drasticamente após a aprovação de um novo orçamento que contempla um aumento de impostos.

Essas manifestações têm levado a confrontos violentos entre a população e as forças de segurança, culminando em um número significativo de mortes e feridos.

De acordo com a Comissão Nacional de Direitos Humanos do Quênia (KNHRC), pelo menos 39 pessoas perderam a vida em decorrência dos confrontos, e mais de 361 foram hospitalizadas com ferimentos variados.

Além disso, o cenário de tensão se agravou com relatos de desaparecimentos e detenções em massa, incluindo 32 casos de desaparecimentos e 627 prisões.

Reação do governo aos protestos no Quênia

O presidente William Ruto, que assumiu o cargo em 2022, enfrenta grande resistência devido às políticas fiscais que impactaram diretamente o custo de vida dos quenianos.

Após os eventos violentos, sobretudo após a invasão do Parlamento em 25 de junho pela população, Ruto declarou a retirada do controverso projeto de lei do orçamento.

Inicialmente pacíficos, os protestos se intensificaram drasticamente quando os manifestantes tomaram o Parlamento após a aprovação do novo orçamento.

A resposta abrupta da polícia, que usou balas reais para dispersar a multidão, marcou um dos episódios mais sangrentos dessa série de protestos.

A KNHRC manifestou-se fortemente contra a violência, destacando que a ação policial não apenas foi desproporcional, como também violou os direitos dos cidadãos de realizar protestos pacíficos.

A violência não se limitou aos manifestantes, afetando também profissionais de saúde, advogados e jornalistas que estavam no local tentando mediar ou cobrir os eventos.

Impacto do aumento de impostos na vida dos cidadãos quenianos

O aumento de impostos implementado por Ruto desde sua posse tem sido um ponto de amarga contestação entre os quenianos.

Essas medidas fiscais têm diminuído significativamente o poder de compra da população, ampliando as disparidades sociais e econômicas e levando à situação de instabilidade atual.

O anúncio da retirada do projeto de lei foi recebido como uma vitória para os manifestantes, porém as questões de fundo permanecem sem solução.

Enquanto o governo tenta restaurar a ordem, a sociedade civil e organizações internacionais continuam a pressionar por uma abordagem que respeite os direitos humanos e que busque uma solução pacífica e duradoura para a crise econômica e social que assola o país.

Mais Lidas

1

Moro critica Janones por desinformar sobre atentado a Trump: “imbecil”

Visualizar notícia
2

Foi para isso que Boulos salvou Janones da rachadinha?

Visualizar notícia
3

Atentado a Trump: os ataques cretinos e as críticas legítimas à imprensa

Visualizar notícia
4

Israel confirma morte de comandante do Hamas

Visualizar notícia
5

Homem morto em comício de Trump protegeu família de tiros

Visualizar notícia
6

Atirador que tentou matar Trump tinha material explosivo em carro

Visualizar notícia
7

Bolsonaro: “Somente pessoas conservadoras sofrem atentado”

Visualizar notícia
8

Melania Trump descreve atirador como “monstro” e pede união

Visualizar notícia
9

Barroso, após atentado a Trump: “Violência é derrota de espírito”

Visualizar notícia
10

Entendendo os descontos no salário dos trabalhadores CLT

Visualizar notícia

Tags relacionadas

onda de protestos protestos Quênia
< Notícia Anterior

Musk X Moraes: a censura do X no caso Lira

01.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Biden sobre imunidade de Trump: "Qualquer presidente estará livre para ignorar a lei"

01.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Biden relata conversa “curta, mas boa” com Trump

Biden relata conversa “curta, mas boa” com Trump

14.07.2024 15:57 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Homem investe em LEGO e rganha mais de 2 milhões

Homem investe em LEGO e rganha mais de 2 milhões

14.07.2024 15:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Seul impõe restrições para turistas em bairros importantes

Seul impõe restrições para turistas em bairros importantes

14.07.2024 15:20 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Entenda a evolução do narcisismo na mente humana

Entenda a evolução do narcisismo na mente humana

14.07.2024 15:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.