O Antagonista

Marinha do Brasil entra na força-tarefa em meio a conflito no Mar Vermelho

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 05.02.2024 09:08 comentários
Mundo

Marinha do Brasil entra na força-tarefa em meio a conflito no Mar Vermelho

A Marinha do Brasil assume o comando de uma Força-Tarefa Multinacional contra pirataria em zonas de alto risco.

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 05.02.2024 09:08 comentários 0
Marinha do Brasil entra na força-tarefa em meio a conflito no Mar Vermelho
Fonte: Reuters/Khaled Abdullah

Na guerra entre Israel e o grupo terrorista palestino Hamas, múltiplas nações estão envolvidas através das Forças Marítimas Combinadas (CMF, em inglês), a maior coalizão naval do mundo. A Marinha do Brasil tomou recentemente as rédeas da Força-Tarefa Combinada (CTF-151) no Vermelho e Golfo de Áden, zonas marítimas intensamente disputadas e perigosas.

Missão de combate à pirataria

As CMF foram instauradas em 2001 com o objetivo de combater a pirataria, terrorismo marítimo, crimes transnacionais e ameaças à navegação. A coalizão realiza suas operações baseadas em resoluções da ONU, e o contra-almirante Antonio Braz de Souza assumiu o comando rotativo da CTF-151 no dia 23 de fevereiro de 2023. Esta é a terceira vez que o Brasil lidera a força.

Desafios inéditos

Apesar dos protocolos das CMF não envolverem participação em conflitos armados, o atual cenário tensionado na região pode exigir ações defensivas. Além de combater a pirataria e outros crimes marítimos, o contra-almirante Braz de Souza precisará lidar com atividades militares adversárias, devido à tensão crescente na área.

O mais recente ataque pirata ocorreu perto da costa da Somália e foi interrompido pela Marinha indiana. O grupo Houthi também participou do sequestro de um cargueiro em uma operação ousada que utilizou um helicóptero com tropas.

Reconhecimento internacional da Marinha brasileira

O contra-almirante ressalta que a liderança brasileira na CTF-151 pelo terceiro demonstra o reconhecimento internacional do Brasil como uma força naval capaz e confiável. Entretanto, a presença naval do Brasil na região tem sido limitada devido à transição e degradação da frota brasileira.

Impactos futuros e preocupações

A operação no Mar Vermelho e Golfo de Áden oferece ao Brasil uma oportunidade de colaboração e experiência com outras marinhas enfrentando ambientes desafiantes. O almirante acredita que uma boa performance pode contribuir para a prevenção de iniciativas hostis contra o Brasil, especialmente a pirataria. A manutenção da segurança no Mar Vermelho é crítica, pois esta região responde por 15% do tráfego comercial marítimo global. As interrupções causadas pelo conflito aumentaram a necessidade de intervenção internacional.

Esportes

Craque Neto detona responsável pela eliminação do Corinthians: "maior culpado"

04.03.2024 23:00 2 minutos de leitura
Visualizar

Vasco acerta contratação do atacante Clayton Silva, de Portugal

Visualizar

Cuca concede primeira entrevista oficial como técnico do Athletico

Visualizar

Rafael Cardoso pede desculpas em caso de agressão contra idoso

Visualizar

Os brasileiros sabem da roubalheira

Visualizar

Amigo de Robinho é multado por tumultuar andamento do processo

Visualizar

Tags relacionadas

Mar Vermelho marinha do brasil
< Notícia Anterior

Bukele: Lula “jamais me mencionou o tema segurança”

05.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

"Eles se disfarçam de civis, temos que decidir numa fração de segundo"

05.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Diplomata brasileiro morre em missão na Ruanda

Diplomata brasileiro morre em missão na Ruanda

04.03.2024 20:46 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Kate Middleton é vista em público novamente depois de 6 semanas

Kate Middleton é vista em público novamente depois de 6 semanas

04.03.2024 20:25 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Nevasca nos EUA causa estragos e perigo de avalanches

Nevasca nos EUA causa estragos e perigo de avalanches

04.03.2024 20:05 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
ONU diz que China violou direitos humanos

ONU diz que China violou direitos humanos

04.03.2024 19:05 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.