O Antagonista

“Eles se disfarçam de civis, temos que decidir numa fração de segundo”

avatar
Alexandre Borges
2 minutos de leitura 05.02.2024 09:09 comentários
Mundo

“Eles se disfarçam de civis, temos que decidir numa fração de segundo”

Atirador de elite israelense revela como Hamas comete crimes de guerra em série

avatar
Alexandre Borges
2 minutos de leitura 05.02.2024 09:09 comentários 0
“Eles se disfarçam de civis, temos que decidir numa fração de segundo”
Sniper Israel

O comandante de uma equipe de atiradores de elite, Major Yair, recentemente deixou a Faixa de Gaza após participar de combates duas vezes nas últimas semanas. Numa entrevista ao Kan News, o militar fez relatos impressionantes sobre a realidade da guerra.

Após sua unidade ser liberada do campo de batalha há cerca de um mês, Yair recebeu uma ligação urgente do comandante da brigada, solicitando mais atiradores de elite para uma brigada no norte de Gaza, onde seu irmão também serve. Yair e sua equipe prontamente se mobilizaram para retornar ao combate.

O militar descreveu a tática empregada pelos terroristas em Gaza, que circulam em roupas civis, sem armas, buscando identificar as forças israelenses. Uma vez que localizam os soldados, rapidamente pegam armam nas casas de moradores e iniciam o ataque. Essa forma de combate coloca as tropas israelenses em uma posição onde devem tomar decisões em fração de segundo para diferenciar civis de terroristas.

Durante uma operação em Beit Hanoun, no início da guerra, a unidade de Yair enfrentou seis terroristas, eliminando todos. Um dos terroristas usava um tzitzit, vestimenta tradicional judaica, levando a uma dúvida sobre se ele era um refém. Esse episódio destaca não apenas a audácia dos terroristas em se disfarçarem, mas também o treinamento e a rapidez de julgamento exigidos dos soldados israelenses.

O relato de Yair não é um caso isolado, ele reflete uma realidade enfrentada repetidamente por forças israelenses em Gaza: a utilização de táticas que confundem e colocam em risco tanto militares quanto civis, caracterizando violações ao direito internacional e a Convenção de Genebra.

A prática de combatentes se disfarçarem de civis não é nova em conflitos armados, mas é explicitamente proibida pelas leis de guerra, que buscam proteger a população civil.

Brasil

Saque do Abono PIS/Pasep 2024: 1,7 milhão de trabalhadores já podem sacar

23.02.2024 06:30 3 minutos de leitura
Visualizar

Caixa Econômica Federal oferece 5 mil vagas para níveis médio e superior: Inscreva-se agora!

Visualizar

Bolsa Família: antecipa repasse para municípios em estado de calamidade pública

Visualizar

Bolsa Família: confira o cronograma de pagamento para Março de 2024

Visualizar

Bolsa Família: pagamento liberado para 23 de fevereiro

Visualizar

Flamengo aprova patrocínio da Kwai e camisa chega a R$ 214,6 milhões

Visualizar

Tags relacionadas

Hamas Israel
< Notícia Anterior

Marinha do Brasil entra na força-tarefa em meio a conflito no Mar Vermelho

05.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Suzane von Richthofen assume novo sobrenome após firmar união estável

05.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Alexandre Borges

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (1)

Marcia Elizabeth Brunetti

2024-02-05 11:15:45

O HAMAS é capaz até de colocar crianças para espionar. E, as "escolinhas" palestinas já vem preparando seu povo para lutar desde as mais tenras idades.


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Empresa privada dos EUA pousa sonda na Lua

Empresa privada dos EUA pousa sonda na Lua

22.02.2024 21:08 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Porta-voz das FDI lista fatos que desmentem Lula

Porta-voz das FDI lista fatos que desmentem Lula

22.02.2024 20:30 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Biden ameaça Irã com sanções severas se fornecer mísseis à Rússia

Biden ameaça Irã com sanções severas se fornecer mísseis à Rússia

22.02.2024 19:47 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Daniel Alves pode ser solto em dois anos

Daniel Alves pode ser solto em dois anos

22.02.2024 19:21 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.