Chuvas deixam mais de 470 mortos na África Oriental Chuvas deixam mais de 470 mortos na África Oriental
O Antagonista

Chuvas deixam mais de 470 mortos na África Oriental

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 22.05.2024 11:58 comentários
Mundo

Chuvas deixam mais de 470 mortos na África Oriental

No Quênia, as as fortes chuvas resultaram em pelo menos 291 mortos, 188 feridos e 75 pessoas desaparecidas

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 22.05.2024 11:58 comentários 0
Chuvas deixam mais de 470 mortos na África Oriental
Foto: Reprodução

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), pelo menos 473 pessoas morreram e mais de 1,6 milhão foram afetadas pelas intensas chuvas e inundações que atingiram vários países da África Oriental desde meados de março. Esses números foram divulgados em um estudo publicado pelo Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários das Nações Unidas (Ocha).

As tempestades causaram danos significativos nas fontes de água e em outras instalações, o que aumenta a propagação de doenças como a cólera e o sarampo. Essa situação se agrava ainda mais porque os países da região já enfrentam dificuldades no sistema de saúde devido à pandemia de Covid.

Países mais afetados pelas chuvas

Os países mais afetados por essa longa estação chuvosa, que normalmente ocorre entre março e maio, são Quênia, Tanzânia, Somália, Etiópia, Uganda e Burundi. Este ano, as chuvas foram agravadas pelo fenômeno El Niño, uma alteração na dinâmica atmosférica causada pelo aumento da temperatura do Oceano Pacífico.

No mês passado, a Organização Meteorológica Mundial (OMM) emitiu um alerta vermelho ao anunciar que todos os principais recordes climáticos globais foram quebrados no ano passado. Além disso, a organização expressou ainda mais preocupação com o aquecimento dos oceanos e a redução do gelo marinho.

De acordo com o relatório anual da agência meteorológica da ONU sobre o estado do clima global, as temperaturas médias atingiram o nível mais alto em 174 anos de documentação, ultrapassando os níveis pré-industriais em 1,45°C. Esse aumento é significativo e representa uma clara evidência das mudanças climáticas em curso.

Números da tragédia na África

No Quênia, as chuvas torrenciais resultaram em pelo menos 291 mortos, 188 feridos e 75 pessoas desaparecidas. Além disso, mais de 278.380 pessoas foram obrigadas a deixar suas casas e mais de 412.760 foram afetadas pelas inundações.

Na Tanzânia, até o início de maio, 155 pessoas morreram e 126 mil foram atingidas pelas chuvas. A Autoridade Meteorológica do país emitiu um aviso sobre a possibilidade de ventos fortes, tempestades e chuvas torrenciais causadas pelo ciclone Ialy, no Oceano Índico.

Na Somália, estima-se que 225.760 pessoas tenham sido afetadas pelas chuvas, com 38.730 delas obrigadas a deixar suas casas. As inundações também causaram a perda de meios de subsistência e a destruição de pequenas empresas. Além disso, as fontes e instalações de água, saneamento e higiene foram danificadas, agravando o surto de cólera no país.

A Etiópia registrou mais de 57 mil pessoas afetadas pelas chuvas, com danos significativos nas habitações, infraestruturas públicas e terras agrícolas. Cerca de 560 mil pessoas em todo o país foram afetadas, especialmente na região fronteiriça com a Somália, onde pelo menos 51 mil pessoas foram deslocadas.

Em Uganda, mais de 52 mil pessoas foram atingidas pelas chuvas entre janeiro e abril. O país também registrou mortes, feridos e deslocamentos devido às fortes chuvas.

No Burundi, mais de 239.780 pessoas foram afetadas pelas chuvas torrenciais, com quase 37 mil deixando suas casas.

Esportes

VASCO X CRUZEIRO: confira os horários e onde assistir ao jogo do Brasileirão

16.06.2024 14:40 2 minutos de leitura
Visualizar

Neymar faz tatuagem em homenagem para a filha Mavie

Visualizar

Falta de vacinação em gestantes tem riscos sérios para bebês

Visualizar

Mudanças Climáticas: estudo relaciona aumento de enxaquecas ao excesso de calor

Visualizar

GRÊMIO X BOTAFOGO: confira os horários e onde assistir ao jogo do Brasileirão

Visualizar

Novo filme dos Smurfs será lançado em 2025

Visualizar

Tags relacionadas

África Oriental alterações climáticas chuvas El Niño OMM ONU
< Notícia Anterior

Rio Grande do Sul registra duas mortes por leptospirose

22.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Como a Hipertensão afeta seus direitos no INSS: guia completo

22.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Mudanças Climáticas: estudo relaciona aumento de enxaquecas ao excesso de calor

Mudanças Climáticas: estudo relaciona aumento de enxaquecas ao excesso de calor

16.06.2024 14:24 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Famílias e refém resgatado apelam por acordo entre Israel e Hamas

Famílias e refém resgatado apelam por acordo entre Israel e Hamas

Felipe Moura Brasil
16.06.2024 13:57 6 minutos de leitura
Visualizar notícia
Bill Gates estaria investindo em energia nuclear

Bill Gates estaria investindo em energia nuclear

16.06.2024 13:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Brasil será ouvido quando adotar princípio das nações civilizadas, diz Zelensky

Brasil será ouvido quando adotar princípio das nações civilizadas, diz Zelensky

16.06.2024 13:31 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.