Plano industrial leva dólar a R$ 5 e derruba Ibovespa Plano industrial leva dólar a R$ 5 e derruba Ibovespa
O Antagonista

Plano industrial leva dólar a R$ 5 e derruba Ibovespa

avatar
Rodrigo Oliveira
2 minutos de leitura 22.01.2024 18:18 comentários
Economia

Plano industrial leva dólar a R$ 5 e derruba Ibovespa

O receio com a saúde fiscal do país voltou a preocupar os agentes econômicos nesta segunda-feira, 22. Além do relatório do TCU (Tribunal de Contas da União) apontando para receitas "superestimadas" no orçamento da União,  o problema agora é o programa Nova Indústria Brasil apresentado pelo governo...

avatar
Rodrigo Oliveira
2 minutos de leitura 22.01.2024 18:18 comentários 0
Plano industrial leva dólar a R$ 5 e derruba Ibovespa
Foto: Ricardo Stuckert/PR via Vlickr

O receio com a saúde fiscal do país voltou a preocupar os agentes econômicos nesta segunda-feira, 22. Além do relatório recente do TCU (Tribunal de Contas da União) apontando para receitas “superestimadas” no orçamento da União,  o problema agora é o programa Nova Indústria Brasil apresentado pelo governo.

Operadores de mercado demonstraram receio em relação ao financiamento do plano do governo de investimentos de R$ 300 bilhões até 2026 na indústria local, além da desconfiança com a retomada de ideias velhas como subsídios e obrigatoriedade de conteúdo local.

De acordo com comunicado da Presidência, os financiamentos serão provenientes de várias fontes e serão geridos pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) e Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial). O BNDES será responsável por disponibilizar R$ 250 bilhões.

O programa inclui linhas de crédito especiais, recursos não-reembolsáveis, ações regulatórias e de propriedade intelectual, além de uma política de obras e compras públicas com incentivo ao conteúdo local.

A incerteza se refletiu no desempenho do real, que teve o pior desempenho entre as principais moedas e entre as emergentes. Por aqui, o dólar que encerrou o dia em alta de mais de 1%, cotado a R$ 4,99, o maior patamar desde novembro.

Os juros futuros de longo prazo também registraram aumento de cerca de 7 pontos base. As taxas registraram alta em todos os vencimentos acima de 18 meses. Apesar disso, o mercado manteve a aposta de cortes na Selic para este ano, que levariam a taxa básica de juros para 9,5% ao ano.

Na bolsa de valores, enquanto os índices acionários em Nova York apresentaram alta, o Ibovespa recuou 0,81%, de volta aos 126,6 mil pontos – o menor nível em mais de um mês. Entre as principais contribuições negativas, as empresas ligadas ao varejo e ao setor financeiro ocuparam posição de maior destaque.

Mundo

Crusoé: Milei exonera chefe de gabinete

Caio Mattos, Da Cidade do México
27.05.2024 22:34 2 minutos de leitura
Visualizar

Adolescente suspeito de matar família é encontrado morto em SP

Visualizar

Advogado é assassinado com 23 tiros em frente ao fórum de Ibirité

Visualizar

Família come carne de urso e sofre ataque de vermes nos EUA

Visualizar

Operação em Roraima prende sobrinhos do governador com 145kg de skunk

Visualizar

A ganância no caso Marielle

Visualizar

Tags relacionadas

Bolsa de Valores Ibovespa juros futuros risco fiscal
< Notícia Anterior

A “urgência” de Moraes para o julgamento de Moro

22.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Venezuela prende 32 pessoas em suposto plano para assassinar Nicolás Maduro

22.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Rodrigo Oliveira

Jornalista pela UnB (Universidade de Brasília), pós-graduado em Marketing &amp; Mídias Digitais pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) e especializado em finanças e negócios. É Analista de Valores Mobiliários (CNPI) certificado pela Apimec (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais) com quatro anos de experiência profissional no mercado financeiro.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Governo reduz teto do consignado do INSS pela oitava vez

Governo reduz teto do consignado do INSS pela oitava vez

27.05.2024 19:15 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Sem acordo, taxação das blusinhas da Shein pode ser alvo de PL específico

Sem acordo, taxação das blusinhas da Shein pode ser alvo de PL específico

Wilson Lima
27.05.2024 19:00 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Ibovespa sobe levemente e interrompe sequência de quedas

Ibovespa sobe levemente e interrompe sequência de quedas

27.05.2024 18:35 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Governo mira cigarros para compensar desoneração da folha

Governo mira cigarros para compensar desoneração da folha

27.05.2024 17:47 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.