Joesley e Wesley estão de volta Joesley e Wesley estão de volta
O Antagonista

Joesley e Wesley estão de volta

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 27.03.2024 08:24 comentários
Economia

Joesley e Wesley estão de volta

Os irmãos Wesley e Joesley Batista voltarão a ocupar cargos no conselho de administração da JBS depois de quase sete anos

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 27.03.2024 08:24 comentários 0
Joesley e Wesley estão de volta
Foto: Divulgação/JBS

A JBS informou à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) a criação de duas novas vagas no conselho de administração da empresa, que serão ocupadas por dois velhos conhecidos do mercado e do Ministério Público: os irmãos Wesley e Joesley Batista.

Afastados do conselho desde maio de 2017, eles renunciaram aos cargos em meio a acusações de que eles teriam utilizado informações privilegiadas sobre as delações premiadas fechadas com o MPF para manipular o mercado com a compra e venda de ações.

Embora tenham sido presos em 2018, os irmãos Batista foram absolvidos pela CVM.

O retorno

Os irmãos Wesley e Joesley Batista já haviam retornado ao noticiário após a J&F, grupo que controla a JBS, conseguir no Supremo Tribunal Federal a suspensão do pagamento da multa de 10,3 milhões de reais estabelecida no acordo de leniência firmado com o Ministério Público.

O valor corresponde a desvios identificados em uma série de operações, incluindo Greenfield, Sépsis, Cui Bono (Lava-Jato), Carne Fraca e Bullish.

Em dezembro de 2023, o ministro Dias Toffoli, do STF, acatou um pedido da empresa para suspender os pagamentos. A J&F alegou que o MPF estava cometendo abusos na aplicação do acordo de leniência.

No despacho, o magistrado autorizou a empresa a reavaliar os anexos de seu acordo junto à Corregedoria-Geral da União (CGU) para corrigir possíveis “abusos que tenham sido praticados, especialmente (mas não exclusivamente) no que se refere à utilização das provas ilícitas declaradas imprestáveis no bojo desta reclamação, para que no âmbito da CGU apenas sejam considerados anexos realmente com ilicitude reconhecida pela Requerente”.

“Ban the Batistas”

Enquanto o grupo dos irmãos Wesley e Joesley Batista renegocia acordos de leniência firmados no Brasil, movimentos internacionais, como o “Ban the Batistas”, tentam impedir a JBS de conseguir acesso ao mercado de capitais americano.

Em janeiro de 2024, 12 parlamentares do Reino Unido, onde a JBS atua por meio da marca Pilgrim’s Pride Corporation, enviaram uma carta à comissão de valores mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês) pedindo “para que o pedido de IPO da JBS seja rejeitado”, um desejo por uma “mensagem clara de que os EUA permanecem firmes em seu compromisso de combater às mudanças climáticas”.

Também em janeiro de 2024, senadores americanos enviaram uma carta ao presidente da SEC, Gary Gensler, dizendo que a “aprovação da proposta de listagem da JBS sujeitaria os investidores dos EUA ao risco de uma empresa com um histórico de corrupção flagrante e sistêmica, e ainda consolidaria seu poder de monopólio”.

Além dos parlamentares americanos, o movimento “Ban the Batistas” foi lançado em novembro de 2023 para bloquear a listagem da JBS na Bolsa de Valores de Nova York.

Em janeiro, o “Ban the Batistas” registrou no Congresso dos Estados Unidos o escritório Actum, do qual Spell é vice-presidente, para realizar seu lobby em Washington contra a listagem da empresa dos irmãos Wesley e Joesley Batista.

Leia também:

A “sensibilidade” da esquerda com empresários amigos

Brasil

Crusoé: "Twitter Files" mostra que TSE também censurou a esquerda

22.04.2024 22:43 2 minutos de leitura
Visualizar

Crusoé: Milei anuncia 3º mês de superávit

Visualizar

Alerta em Noronha com branqueamento de corais

Visualizar

A testosterona fake de Bolsonaro

Visualizar

Corolla Cross 2025 deixa freio e aposta em design

Visualizar

Reino Unido aprova polêmica Lei de Asilo

Visualizar

Tags relacionadas

CVM JBS Joesley Batista Wesley Batista
< Notícia Anterior

Lucro da JBS despenca 96% no trimestre, para R$ 82 mi

27.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Pacheco reúne Haddad e líderes para alinhar pautas do governo

27.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Empresas financeiras ocidentais na China em desaceleração

Empresas financeiras ocidentais na China em desaceleração

22.04.2024 18:18 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Mercado inicia semana corrigindo exageros passados

Mercado inicia semana corrigindo exageros passados

22.04.2024 18:00 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Manoel Horácio: do Olimpo corporativo à demissão por ciúmes

Manoel Horácio: do Olimpo corporativo à demissão por ciúmes

22.04.2024 17:05 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Novo reconhecimento facial no App Gov.br eleva acesso a serviços

Novo reconhecimento facial no App Gov.br eleva acesso a serviços

22.04.2024 12:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.