Crusoé: Simplificar é complicado Crusoé: Simplificar é complicado
O Antagonista

Crusoé: Simplificar é complicado

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 26.04.2024 10:17 comentários
Economia

Crusoé: Simplificar é complicado

A primeira das três partes da regulamentação da reforma tributária está descrita em 499 artigos e 360 páginas. Tudo vai ficar mais fácil, claro (contém ironia)

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 26.04.2024 10:17 comentários 0
Crusoé: Simplificar é complicado
Reprodução

Em um lugar muitas vezes tido como o país da piada pronta, não deveria ser surpresa que a simplificação do sistema tributário fosse complexa.

Não é sobre o fato de que o imposto único brasileiro, na verdade, seja três. O IVA (Imposto sobre Valor Agregado) brasileiro se divide em CBS (Contribuição sobre bens e serviços, federal), o IBS (Imposto sobre Bens e Serviços, estadual e municipal) e ainda o IS (Imposto Seletivo), para alguns “casos especiais”.

Também não é sobre o fato de que esses três novos tributos substituam cinco que existiam anteriormente (PIS, Cofins e IPI, no caso do CBS, e ICMS e ISS, no caso do IBS).

A complexidade da simplificação tributária ficou evidente de verdade com o esforço para regulamentá-la.

De acordo com o Ministério da Fazenda, a confecção dos três projetos que vão desemaranhar a teia tributária nacional envolveu 309 profissionais, 330 reuniões, mais de 200 insumos técnicos e mais de 70 instituições.

No fim da tarde de quarta-feira, 24, o ministro da pasta, Fernando Haddad, entregou, com a devida pompa, circunstância e — pelo menos — dez dias de atraso, o primeiro desses três projetos.

Entrego este projeto nas mãos de uma pessoa que até agora, desde a transição até hoje, tem demonstrado uma resolutividade, uma determinação em ajudar o país a encontrar seu caminho de desenvolvimento e de justiça social”, disse Haddad, referindo-se ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), que no fim do ano passado aprovou a PEC da Reforma em uma semana, para não perder suas (sugestivas) férias no cruzeiro de Wesley Safadão.

A primeira das três partes da simplificação tributária contém 499 artigos, que ocupam 360 páginas. Lira prometeu aprová-la antes do recesso parlamentar, que se inicia em 17 de julho. Mas, para simplificar (?!), pensa em dividir o trabalho em duas relatorias independentes.

Leia mais aqui; assine Crusoé e apoie o jornalismo independente.

Mundo

Crusoé: Congresso dos EUA discute sanções contra TPI

21.05.2024 14:39 2 minutos de leitura
Visualizar

Crusoé: A desculpa de Jerônimo para a criminalidade na Bahia

Visualizar

Hulk podia estar na Europa, mas seu destino era no Atlético-MG

Visualizar

Europa regulamenta inteligência artificial

Visualizar

Geleira do Juízo Final ameaça elevar o nível do mar

Visualizar

Mudanças climáticas podem tornar turbulências mais comuns

Visualizar

Tags relacionadas

Arthur Lira Crusoé Fernando Haddad Reforma Tributária Simplificação tributária
< Notícia Anterior

Multiplan renova lucro recorde para um 1º trimestre

26.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Rússia amplia laços militares asiáticos contra pressão dos EUA

26.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Guia Completo Microempreendedor Individual: como solicitar Auxílio Maternidade

Guia Completo Microempreendedor Individual: como solicitar Auxílio Maternidade

21.05.2024 12:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Unigel fecha acordo por Recuperação Extrajudicial

Unigel fecha acordo por Recuperação Extrajudicial

21.05.2024 11:48 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
MEI e Auxílio-Doença: saiba solicitar e beneficiar-se em 2024

MEI e Auxílio-Doença: saiba solicitar e beneficiar-se em 2024

21.05.2024 11:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Mão invisível do governo cada vez mais fundo no bolso do brasileiro

Mão invisível do governo cada vez mais fundo no bolso do brasileiro

21.05.2024 11:14 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.