O Antagonista

Carnaval deve gerar R$ 9 bilhões e impulsionar o setor de turismo

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 29.01.2024 17:30 comentários
Economia

Carnaval deve gerar R$ 9 bilhões e impulsionar o setor de turismo

De acordo com confederação, esta será a primeira vez que o faturamento do Carnaval superará o patamar anterior à pandemia da Covid

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 29.01.2024 17:30 comentários 0
Carnaval deve gerar R$ 9 bilhões e impulsionar o setor de turismo
Rio de Janeiro (RJ), 21/02/2023 – Bloco Fervo da Lud arrasta milhares de foliões pelas ruas do centro do Rio de Janeiro. Foto Tomaz Silva/Agência Brasil

O Carnaval de 2024 promete ser um grande impulsionador da economia brasileira, movimentando cerca de R$ 9 bilhões de reais. Essa estimativa foi divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) nesta segunda-feira, 29. De acordo com a entidade, esse valor representa um aumento de 10% em relação ao ano passado.

Esta será a primeira vez que o faturamento do Carnaval superará o patamar anterior à pandemia da Covid. A CNC também destaca que esse crescimento está alinhado com a recuperação do setor de turismo, que vem apresentando avanço nos últimos anos.

Segundo Roberto Tadros, presidente da CNC, os dados de faturamento do setor de turismo indicam um avanço na atividade nos últimos anos, tanto em âmbito nacional quanto regional.

O efeito do Carnaval, como um evento isolado, contribui para a recuperação econômica do segmento de maneira geral e expressiva”, afirmou na nota divulgada pela CNC.

No que diz respeito aos estados que lideram a projeção de crescimento no setor de turismo durante o Carnaval, temos Minas Gerais (20,2%), Paraná (14,5%) e Rio Grande do Sul (12,2%) no topo da lista.

À Agência Brasil, Felipe Tavares, economista-chefe da CNC, afirma que essa tendência de crescimento deve se manter em 2024.

A profissionalização da atividade do turismo nos últimos anos, além da maior demanda por esses serviços, justifica o surgimento de destinos menos tradicionais como protagonistas para os turistas que buscam aproveitar esse período não somente para as grandes festas de carnaval”, relatou.

Estados com maior faturamento

Em relação aos estados que devem ter maior faturamento no mês do Carnaval, São Paulo desponta como o campeão, com uma expectativa de faturamento de R$ 16,3 bilhões. Em seguida, vem o Rio de Janeiro, com R$ 5,3 bilhões, e Minas Gerais, com R$ 5,2 bilhões. Bahia e Rio Grande do Sul ficam empatados, com previsão de R$ 2,7 bilhões.

O faturamento das atividades turísticas no mês do Carnaval reflete a dinâmica econômica geral de cada estado. Quanto maior o fluxo turístico, a população residente e a renda média, mais alta é a projeção.

Com a melhora da situação financeira, espera-se também um aumento nos gastos dos turistas brasileiros durante o Carnaval. Isso vai contribuir para a circulação de renda no comércio e nos serviços durante esse período.

Segundo dados do Banco Central (BCB), em 2023, os gastos dos brasileiros no exterior aumentaram 44% em comparação ao ano anterior, totalizando US$ 1,1 bilhão.

Os gastos dos turistas estrangeiros

Já em relação aos turistas estrangeiros no Brasil, os gastos em 2023 superaram em 44% o montante de 2022. Para Tavares, essa tendência de alta deve se manter em 2024. A estimativa é que as despesas dos turistas brasileiros no exterior cresçam 19%, chegando a US$ 1,3 bilhão. Já os estrangeiros no Brasil devem gastar 19,4% a mais, totalizando cerca de US$ 971 bilhões durante o carnaval em 2024.

Além do setor de turismo, outras áreas econômicas também se beneficiam com o carnaval. De acordo com a CNC, há uma expectativa de aumento na contratação de temporários em diversas áreas, especialmente no setor de serviços, onde estão incluídas as atividades de turismo. A previsão é que sejam criados 66.699 postos temporários para 2024, com uma taxa de efetivação de 3,1%.

Brasil

INSS: cobranças abusivas em consignados, CGU revela falhas no controle de juros

26.02.2024 05:30 2 minutos de leitura
Visualizar

Revisão da Vida Toda: STF avança em análise para aposentadorias

Visualizar

Jogando bem, Corinthians perde para Ponte Preta e se complica

Visualizar

Cromossomo Y Está desaparecendo

Visualizar

Conheça a última área a ser mapeada nos EUA por ser inacessível

Visualizar

Estudo revela que povos tradicionais possuem a mesma felicidade de países ricos

Visualizar

Tags relacionadas

carnaval CNC economia
< Notícia Anterior

ChatGPT da OpenAI investigado por violação de regras de proteção de dados na Itália

29.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Criança morre após acidente com viatura da Brigada Militar em Novo Hamburgo

29.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (1)

saul simoes junior

2024-01-29 17:42:55

E vai custar 10 bilhões entre patrocínios de prefeituras, atendimento médico no SUS, gasto com policiamento, corrupção nas concorrências, etc, etc.


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

INSS: cobranças abusivas em consignados, CGU revela falhas no controle de juros

INSS: cobranças abusivas em consignados, CGU revela falhas no controle de juros

26.02.2024 05:30 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Revisão da Vida Toda: STF avança em análise para aposentadorias

Revisão da Vida Toda: STF avança em análise para aposentadorias

26.02.2024 05:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Japão, Alemanha e Reino Unido em recessão técnica em 2024

Japão, Alemanha e Reino Unido em recessão técnica em 2024

25.02.2024 19:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Jaguar Land Rover impulsiona reciclagem de baterias no Brasil com investimento milionário

Jaguar Land Rover impulsiona reciclagem de baterias no Brasil com investimento milionário

25.02.2024 16:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.