Brasil gasta muito e mal, mostra ranking de IDH Brasil gasta muito e mal, mostra ranking de IDH
O Antagonista

Brasil gasta muito e mal, mostra ranking de IDH

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 23.05.2024 17:07 comentários
Economia

Brasil gasta muito e mal, mostra ranking de IDH

O país ocupa a última posição do índice de retorno de bem-estar, calculado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) desde que ele foi criado, em 2011

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 23.05.2024 17:07 comentários 0
Brasil gasta muito e mal, mostra ranking de IDH
Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

O Estado brasileiro gasta muito e mal, aponta o índice calculado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT). Nas contas do instituto, o Brasil tem o menor IDH (índice de desenvolvimento humano) entre os 30 países com maior carga tributária, e ocupa, assim a última colocação no índice de retorno de bem-estar.

O governo federal arrecadou quase um trilhão de reais de janeiro a abril deste ano. A arrecadação atingiu 892,23 bilhões de reais nos quatro primeiros meses de 2024, uma alta de 8,33% em comparação com o mesmo período do ano passado descontada a inflação. O resultado é um recorde da série histórica.

O IBPT calcula a relação entre tributação e IDH desde 2011. Pelos dados disponíveis em 2022, o Brasil tem uma carga de 32,4% do PIB, o que coloca o país na 24ª posição entre as maiores tributações, e tem um IDH de 0,760. O país ocupa a última posição do ranking desde que ele foi criado.

Mais impostos?

“A gente está mostrando matematicamente que o valor decorrente dos tributos continua sendo muito mal aplicado aqui no Brasil. Apesar de termos uma carga tributária digna de países desenvolvidos, o nosso IDH reflete um desenvolvimento muito precário”, disse João Eloi Olenike, presidente-executivo do IBPT, à Folha de S.Paulo.

Essa relação explica a dificuldade do governo para aprovar qualquer aumento de imposto. O governo Lula parece ter abandonado, por exemplo, a ideia de derrubar a isenção de taxas para importações de menos de 50 dólares.

A medida é uma demanda da indústria nacional, que tem dificuldade para concorrer com empresas chinesas. A Câmara tentou sem sucesso votar a questão nesta semana, mas o governo Lula não demonstrou empenho na questão, apesar de o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, ainda estar atrás de recursos para fechar as contas do governo.

Brasil

Alerta: Níveis do Rio Guaíba disparam e ilhas tem novo alagamento

20.06.2024 12:11 3 minutos de leitura
Visualizar

Como a sucessão de Lira trava a escolha do vice de Nunes

Visualizar

Suspeitos de homicídio na Linha Amarela "Coroa" e "Diretor" estão procurados

Visualizar

IBM processada por políticas "woke" que discriminam funcionários

Alexandre Borges Visualizar

Meio-Dia em Brasília: Lula tenta controlar o BC e fracassa

Visualizar

UE em guerra: Sanções radicais proíbem gás russo e acendem alerta vermelho

Visualizar

Tags relacionadas

Fernando Haddad governo Lula IDH Shein
< Notícia Anterior

Edenílson, do grêmio, abriga mais de 40 pessoas em sua casa

23.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Uber entra em serviços de saúde e vai investir R$1 bilhão no Brasil em 5 anos

23.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Rafaela Vitória assume Relações com Investidores do Inter&Co

Rafaela Vitória assume Relações com Investidores do Inter&Co

20.06.2024 11:24 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Confira as novas regras para saque-aniversário do FGTS: prepare-se!

Confira as novas regras para saque-aniversário do FGTS: prepare-se!

20.06.2024 11:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Petrobras paga dividendo hoje; veja quem deve receber

Petrobras paga dividendo hoje; veja quem deve receber

20.06.2024 10:47 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Isenção de ICMS para empresas no Simples Nacional: entenda a decisão judicial

Isenção de ICMS para empresas no Simples Nacional: entenda a decisão judicial

20.06.2024 10:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.