Alta do dólar e queda do Ibovespa marcam a semana Alta do dólar e queda do Ibovespa marcam a semana
O Antagonista

Alta do dólar e queda do Ibovespa marcam a semana

avatar
Rodrigo Oliveira
2 minutos de leitura 19.01.2024 18:17 comentários
Economia

Alta do dólar e queda do Ibovespa marcam a semana

O dólar encerrou a semana em alta de cerca de 1,5% contra o real, cotado a R$ 4,93. Na semana passada, a divisa americana havia zerado os ganhos acumulados desde a virada do ano, mas voltou a pressionar o real com o aumento nas taxas de juros futuras nos Estados Unidos...

avatar
Rodrigo Oliveira
2 minutos de leitura 19.01.2024 18:17 comentários 0
Alta do dólar e queda do Ibovespa marcam a semana
Divulgação B3

O dólar encerrou a semana em alta de cerca de 1,5% contra o real, cotado a R$ 4,93. Na semana passada, a divisa americana havia zerado os ganhos acumulados desde a virada do ano, mas voltou a pressionar o real com o aumento nas taxas de juros futuras nos Estados Unidos.

A pressão externa tem contribuído para essa reprecificação mais cautelosa por parte dos investidores, que buscam refúgio em moedas consideradas mais estáveis em momentos de indefinição. Na sessão desta sexta-feira, a moeda americana finalizou as negociações praticamente estável, com variação de -0,03%.

O Ibovespa fechou o dia em leve alta de 0,25%, aos 127,6 mil pontos, após uma sequência de três quedas consecutivas, que levaram o índice a encerrar a semana em queda de 2,57%. Entre as principais contribuições negativas para o indicar nos últimos 5 dias, destaque para Vale (-5,01%), Petrobras (-1,99% para a ON) e Hapvida (-11,26%) que ocuparam as três primeiras posições.

No período, apenas 12 das 87 ações que compõem o Ibovespa ficaram em terreno positivo. Os papéis de Banco do Brasil (1,54%), BB Seguridade (3,90%) e Petroreconcavo (12,14%) ocuparam o pódio para o grupo que escapou das perdas na semana.

As taxas de juros futuros registraram uma semana de apreciação conforme a preocupação com a saúde fiscal do país volta ao noticiário e, no exterior, o início dos cortes é adiado. Os papéis com vencimento acima de oito meses viram as taxas subir, com os prazos mais longos acumulando até 15 pontos base de alta.

E a situação pode não melhorar tão cedo. Nesta sexta-feira, 19, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, afirmou que a desoneração da folha de pagamento “valerá”, e mencionou acordo com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, com a reedição da Medida Provisória da reoneração para garantir a prorrogação aprovada no Congresso Nacional. Logo depois, no entanto, Haddad afirmou que o governo insiste na reoneração gradual e que vai discutir a melhor forma de proceder.

Brasil

Enfermeira desaparecida é encontrada: "Encontrei uma amiga virtual"

23.06.2024 22:49 2 minutos de leitura
Visualizar

Guardas civis relatam problemas de saúde pela cracolândia

Visualizar

Inverno aumenta chances de problemas cardíacos

Visualizar

Motivo da saída: Patricia Abravanel pede desculpas à Eliana

Visualizar

Conheça as composições de Maiara, dupla de Maraisa

Visualizar

Chrystian e Ralf não se viam há 4 anos

Visualizar

Tags relacionadas

dólar Ibovespa juros futuros Petrobras Vale S.A.
< Notícia Anterior

Tribunal que julga cassação de Moro é hackeado

19.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Make Odebrecht Great Again: a reinauguração de Abreu e Lima

19.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Rodrigo Oliveira

Jornalista pela UnB (Universidade de Brasília), pós-graduado em Marketing &amp; Mídias Digitais pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) e especializado em finanças e negócios. É Analista de Valores Mobiliários (CNPI) certificado pela Apimec (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais) com quatro anos de experiência profissional no mercado financeiro.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

FGTS Calamidade: salva famílias em Campos dos Goytacazes

FGTS Calamidade: salva famílias em Campos dos Goytacazes

23.06.2024 13:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
MEIs têm direito a licença-maternidade de 4 meses: veja como conseguir o seu

MEIs têm direito a licença-maternidade de 4 meses: veja como conseguir o seu

23.06.2024 12:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
INSS: adota novo calendário de pagamentos em 2024, veja se você se beneficia

INSS: adota novo calendário de pagamentos em 2024, veja se você se beneficia

23.06.2024 12:30 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Descubra seu Número de Identificação Social (NIS): guia completo de consulta

Descubra seu Número de Identificação Social (NIS): guia completo de consulta

23.06.2024 12:15 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.