O Antagonista

Uma agência de viagens chamada Ministério dos Povos Indígenas

avatar
Wilson Lima
2 minutos de leitura 02.07.2024 07:00 comentários
Brasil

Uma agência de viagens chamada Ministério dos Povos Indígenas

O Ministério dos Povos Indígenas gastou 11 milhões de reais com o pagamento de passagens aéreas e hospedagens desde 2023

avatar
Wilson Lima
2 minutos de leitura 02.07.2024 07:00 comentários 3
Uma agência de viagens chamada Ministério dos Povos Indígenas
Ministra Sonia Guajajara | Foto: Rony Eloy/ Ministério dos Povos Indígenas

O Ministério dos Povos Indígenas gastou aproximadamente 11 milhões de reais com o pagamento de passagens aéreas e hospedagens a não servidores desde o início da gestão Sônia Guajajara. Os dados levam em consideração os dispêndios até maio deste ano.

Segundo informações do Portal da Transparência obtidas por O Antagonista, somente com o pagamento de diárias, a pasta gastou 6,9 milhões de reais de janeiro de 2023 até maio deste ano. Em média, o Ministério dos Povos Indígenas gastou 3,6 mil reais em diárias por viagem.

Em relação às passagens aéreas, a pasta já adquiriu 2 mil trechos e gastou 4 milhões de reais. Em média, cada trecho (aéreo ou de ônibus) custou à pasta 1,8 mil reais.

Segundo dados obtidos por O Antagonista, a pessoa que mais viajou pela pasta foi Hone Riquison Pereira Sobrinho, mais conhecido como Hony Sobrinho. O ativista de 27 anos é amigo da ministra Sonia Guajajara. Somente ele teve 23 viagens custeadas pelo ministério no período.

As viagens de Hony Sobrinho já são alvo de procedimento investigatório junto ao Tribunal de Contas da União (TCU). Neste momento, o caso está em fase de diligência por parte de integrantes do TCU. A investigação está nas mãos do ministro Jhonatan de Jesus.

Durante reuniões e encontros promovidos por Sonia Guajajara, Hone é apresentado como assessor especial da ministra, uma espécie de braço-direito da ativista.

O pagamento de diárias ou passagens a colaboradores eventuais não é proibido. Essa figura trata-se de um prestador de serviços à União, que não possui vínculo empregatício com o Serviço Público Federal, exercendo as atividades voltadas para a realização de cursos, palestras, seminários e outros eventos similares.

Apesar dos gastos, o governo Lula não tem feito um trabalho exemplar na demarcação de terras indígenas.

Lula anunciou em 18 de abril, por exemplo, a demarcação de duas novas terras indígenas, em cerimônia na sede do Ministério da Justiça. A expectativa era de homologação de seis terras.

Mais Lidas

1

Foi para isso que Boulos salvou Janones da rachadinha?

Visualizar notícia
2

Atentado a Trump: os ataques cretinos e as críticas legítimas à imprensa

Visualizar notícia
3

Homem morto em comício de Trump protegeu família de tiros

Visualizar notícia
4

Israel confirma morte de comandante do Hamas

Visualizar notícia
5

Atirador que tentou matar Trump tinha material explosivo em carro

Visualizar notícia
6

Atirador que tentou matar Trump trabalhava em casa de repouso

Visualizar notícia
7

Melania Trump descreve atirador como “monstro” e pede união

Visualizar notícia
8

Barroso, após atentado a Trump: “Violência é derrota de espírito”

Visualizar notícia
9

Biden anuncia investigação independente de atentado contra Trump

Visualizar notícia
10

Dino critica “esquisito direito constitucional” a porte de armas

Visualizar notícia

< Notícia Anterior

Câmara pretende gastar R$ 11,5 milhões com passagens a deputados

02.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

ALERTA: Onda de Calor recorde em São Paulo no mês de junho

02.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wilson Lima

Wilson Lima é jornalista formado pela Universidade Federal do Maranhão. Trabalhou em veículos como Agência Estado, Portal iG, Congresso em Foco, Gazeta do Povo e IstoÉ. Acompanha o poder em Brasília desde 2012, tendo participado das coberturas do julgamento do mensalão, da operação Lava Jato e do impeachment de Dilma Rousseff. Em 2019, revelou a compra de lagostas por ministros do STF.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (3)

Marcia Elizabeth Brunetti

2024-07-02 09:24:50

Esses são os funcionários escolhidos pelo LULE. Sem competência, gastam dinheiro público e não trazem nenhum benefício para o Brasil em contrapartida . Essa Sônia Guajajara tem competência para gerir um Ministério? óbvio que foi uma "personagem" que o presidente quis colocar no Planalto. O mesmo que Anielle. Figuras de enfeite.


EUD

2024-07-02 08:38:40

O Brasil Já Conta Com 39 Ministérios Da "MAMATA" !!!!!KKKKKKK


Luís Silviano Marka

2024-07-02 08:26:13

Vai ver é porque eles não sabem usar whatsapp, email, telefone, Skype, Telegram ou messenger e precisam fazer tudo pessoalmente.


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Aumento das apreensões de cigarros eletrônicos no Brasil

Aumento das apreensões de cigarros eletrônicos no Brasil

14.07.2024 17:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Dino critica “esquisito direito constitucional” a porte de armas

Dino critica “esquisito direito constitucional” a porte de armas

14.07.2024 17:23 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Polícia prende o homem mais procurado da zona sul do Rio de Janeiro

Polícia prende o homem mais procurado da zona sul do Rio de Janeiro

14.07.2024 17:01 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Jeep Renegade 2025 traz novidades nas versões para manter competitividade

Jeep Renegade 2025 traz novidades nas versões para manter competitividade

14.07.2024 15:37 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.