O Antagonista

TSE dá direito de resposta para Lula em 184 inserções de Bolsonaro

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 20.10.2022 07:44 comentários
Brasil

TSE dá direito de resposta para Lula em 184 inserções de Bolsonaro

Decisões de ministros do TSE (foto) concederam ontem 184 inserções de direito de resposta a Lula em propagandas eleitorais de Jair Bolsonaro. As inserções são de 30 segundos cada. Ainda nessa quarta (19), o presidente obteve 14 inserções como direito de resposta...

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 20.10.2022 07:44 comentários 0
TSE dá direito de resposta para Lula em 184 inserções de Bolsonaro
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Decisões de ministros do TSE (foto) concederam ontem 184 inserções de direito de resposta a Lula em propagandas eleitorais de Jair Bolsonaro. As inserções são de 30 segundos cada. Ainda nessa quarta (19), o presidente obteve 14 inserções como direito de resposta em propagandas do petista.

A ministra Maria Bucchianeri concedeu 164 inserções de direito de resposta a favor de Lula. Na avaliação da magistrada, em 164 vezes, a campanha de Bolsonaro veiculou fatos sobre o petista “sabidamente inverídicos por descontextualização”. A ministra mencionou propagandas que associavam Lula ao crime organizado ao afirmar que o ex-presidente foi o mais votado em presídios. As decisões também envolvem propagandas de Bolsonaro que dizem que Lula pediu para FHC libertar os sequestradores do empresário Abílio Diniz.

O ministro Paulo de Tarso Sanseverino concedeu 20 inserções de propaganda no rádio e na TV para o petista nos horário de Bolsonaro. O caso é referente à publicidade do candidato do PL do último dia 9 em que o ex-presidente Lula foi apontado como “corrupto” e “ladrão”. O magistrado alegou que a propaganda é ilícita ao realizar as acusações, já que não respeita a garantia constitucional de presunção de inocência. De acordo com Sanseverino, não há menção às condenações contra Lula anuladas pelo STF.

O ministro Sanseverino também concedeu direito de resposta a Bolsonaro por causa das propagandas que associam o presidente ao canibalismo. “Observa-se que o recorte produzido pelos representados é incongruente com a mensagem original, de modo a configurar grave descontextualização aviltante a imagem do candidato à reeleição Jair Messias Bolsonaro”, disse o magistrado, que determinou que sejam veiculadas respostas do presidente no espaço de publicidade do petista. A campanha de Bolsonaro terá direito a fazer 14 inserções de 30 segundos.

Papo Antagonista

A malandragem do governo Lula sobre o aborto

29.02.2024 23:56 1 minuto de leitura
Visualizar

TSE reabre a temporada de censura?

Visualizar

Anistia, só para corruptos

Visualizar

Os número de James Rodríguez na sua volta ao São Paulo

Visualizar

Arena MRV é indicada ao prêmio "Estádio do Ano"

Visualizar

Ipespe/Febraban: 67% dos brasileiros acham que inflação cresceu

Visualizar

Tags relacionadas

bolsonaro eleições 2022 Jair Bolsonaro Lula Maria Bucchianeri Paulo de Tarso Sanseverino Tribunal Superior Eleitoral TSE
< Notícia Anterior

Fábio Faria: "A esquerda aprendeu a usar as redes sociais"

20.10.2022 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Brasmarket divulga nova pesquisa sobre corrida presidencial

20.10.2022 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Fugitivos de Mossoró são vistos na divisa com Ceará, diz jornal

Fugitivos de Mossoró são vistos na divisa com Ceará, diz jornal

29.02.2024 21:23 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Prefeitura de SP autoriza recuperação da marquise do Ibirapuera

Prefeitura de SP autoriza recuperação da marquise do Ibirapuera

29.02.2024 20:56 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Ex-apresentador do SBT, Marcelo Carrião, preso por suposto fornecimento de drogas

Ex-apresentador do SBT, Marcelo Carrião, preso por suposto fornecimento de drogas

29.02.2024 20:47 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Martinho da Vila processa INSS por cancelar aposentadoria

Martinho da Vila processa INSS por cancelar aposentadoria

29.02.2024 19:56 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.