Robinho tenta se apoiar em Lula de novo Robinho tenta se apoiar em Lula de novo
O Antagonista

Robinho tenta se apoiar em Lula de novo

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 02.04.2024 16:12 comentários
Brasil

Robinho tenta se apoiar em Lula de novo

Defesa do ex-jogador questiona decisão de Luiz Fux que permitiu a prisão imediata em 21 de fevereiro, antes do trânsito em julgado. Julgamento do STF permitiu que Lula deixasse a cadeia em 2019

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 02.04.2024 16:12 comentários 0
Robinho tenta se apoiar em Lula de novo
Foto: Santos Futebol Clube

Os advogados de Robinho questionaram no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta terça-feira, 2, a decisão do ministro Luiz Fux que permitiu a prisão imediata do ex-jogador. Mais uma vez, eles se escoram na decisão do próprio STF que permitiu a Lula deixar a cadeia em 2019.

O STF registra que “foi apresentado recurso contra a decisão do(a) ministro(a) responsável pelo caso para exame de uma das Turmas (grupo de 05 ministros) ou do Plenário (11 ministros reunidos), que decidirão se mantêm ou modificam a decisão anterior”. O recurso foi encaminhado para Fux, responsável pelo caso.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) homologou em fevereiro a condenação de Robinho por estupro coletivo na Itália e determinou que ele começasse a cumprir a pena imediatamente. A defesa do ex-jogador questionou a decisão no STF, alegando que o cliente só poderia ser preso após ser negado o último possível, ao próprio Supremo.

O STF decidiu em 2019 que um condenado só pode ser preso após o trânsito em julgado de seu processo. Três anos antes, em 2016, o mesmo tribunal decidira que era possível começar a cumprir pena após condenação em segunda instância.

Lula

Lula foi para a cadeia dois anos depois, em 2018, após ser condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) em processo da Operação Lava Jato. O petista deixou a cadeia no dia seguinte ao STF mudar sua jurisprudência sobre o assunto.

“Pelo mesmo princípio da presunção da inocência, não se pode determinar a execução da pena estabelecida em sentença estrangeira se não está assentado de forma definitiva o seu cumprimento no Brasil”, argumenta a defesa de Robinho, como registra o portal G1.

Os advogados seguem: “Para que se tenha o respeito ao devido processo legal com o cumprimento da pena imposta por país estrangeiro, é necessário assegurar a ampla defesa e o devido processo legal com o trânsito em julgado da decisão de homologação da sentença estrangeira.”

As esperanças

Como já lembramos, Fux, que negou o pedido de habeas corpus da defesa de Robinho, tentou evitar em 2019 que o STF revertesse a jurisprudência sobre o assunto. Dos ministros que restam hoje na corte, Gilmar Mendes e Dias Toffoli votaram em 2019 por mudar o momento da prisão. Eles são, hoje, a maior esperança do ex-jogador dentro do STF.

A defesa do ex-jogador também apresentou ao STF nesta terça um segundo pedido de habeas corpus, desta vez questionando a decisão do STJ de homologar sua condenação na Itália.

“O regramento não autoriza a transferência da execução da pena, versando tão somente acerca da possibilidade do nacional ser julgado em seu país de origem, em homenagem ao princípio da extraterritorialidade da lei penal”, argumentam os advogados.

Leia mais: Robinho não saiu para a Páscoa

Brasil

Após erro de rota, GOL entrega cachorro morto ao seu tutor

23.04.2024 15:41 2 minutos de leitura
Visualizar

Onde assistir Unión La Calera x Cruzeiro: confira detalhes da partida

Visualizar

Melhores slots com dinheiro real no Brasil

Estúdio OÉ Visualizar

Senado aprova redução de IR para motoristas de táxi e aplicativos

Visualizar

Frentes parlamentares articulam contra vetos de Lula

Visualizar

O otimismo de Lula com a farsa eleitoral de Maduro

Visualizar

Tags relacionadas

Lula Robinho STF
< Notícia Anterior

Relatório revela falhas, mas não corrupção, na fuga de Mossoró

02.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Camisa da seleção alemã é revista por lembrar nazismo

02.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Após erro de rota, GOL entrega cachorro morto ao seu tutor

Após erro de rota, GOL entrega cachorro morto ao seu tutor

23.04.2024 15:41 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Senado aprova redução de IR para motoristas de táxi e aplicativos

Senado aprova redução de IR para motoristas de táxi e aplicativos

23.04.2024 15:19 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Frentes parlamentares articulam contra vetos de Lula

Frentes parlamentares articulam contra vetos de Lula

23.04.2024 15:03 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Crusoé: Em MG, Zema reluta em nome do Novo à prefeitura de BH

Crusoé: Em MG, Zema reluta em nome do Novo à prefeitura de BH

23.04.2024 14:45 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.