O Antagonista

PF busca elo entre ‘Abin paralela’ e atos de 8 de janeiro

avatar
Wilson Lima
3 minutos de leitura 30.01.2024 16:26 comentários
Brasil

PF busca elo entre ‘Abin paralela’ e atos de 8 de janeiro

Suspeita de policiais federais é que dados da Abin Paralela tenham sido usados para criar clima de ódio após as eleições

avatar
Wilson Lima
3 minutos de leitura 30.01.2024 16:26 comentários 0
PF busca elo entre ‘Abin paralela’ e atos de 8 de janeiro
Foto: Joedson Alves/Agência Brasil

A Polícia Federal tem intensificado as investigações para buscar elos entre a “Abin paralela” e a organização dos atos de 8 de janeiro. Apesar disso, agentes que acompanham as investigações afirmaram a O Antagonista que a apuração sobre a busca desse vínculo está apenas em “estágio inicial”.

Até o momento, a PF realizou três operações para investigar o uso político da estrutura da Agência Brasileira de Inteligência e do software israelense First Mile. O aplicativo – desenvolvido pela empresa israelense Cognyte – foi adquirido ainda no governo Michel Temer por 5,7 milhões de reais. A expectativa dos agentes é que, em outros desdobramentos da operação, esse vínculo entre a “Abin paralela” e os atos de 8 de janeiro fique mais claro.

A operação realizada nesta segunda-feira, 29, pela Polícia Federal e que mirou o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) – filho do ex-presidente Jair Bolsonaro – foi autorizada pelo ministro do STF Alexandre de Moraes com base em uma troca de mensagens entre Alexandre Ramagem – ex-abin – e uma assessora parlamentar de Carlos chamada Luciana Almeida.

Inquéritos sob suspeita

Na mensagem, datada provavelmente de novembro de 2022, a assessora solicita informações sobre dois inquéritos em curso (73.630 e 73.637). Ambos tratavam de supostos crimes cometidos pelo então presidente da República e os seus filhos.

Na época, Ramagem não fazia mais parte da Abin. E a PF, nas diligências, disse que “os referidos inquéritos policiais não apresentam pertinência com os referidos Pr e 3 filhos”.

A Polícia Federal investiga se esses inquéritos citados na troca de mensagens são relacionados a apurações sobre a suposta interferência do Palácio do Planalto em ações da Polícia Rodoviária Federal.

As suspeitas entre Abin paralela e 8 de janeiro

A realização de operações mirando eleitores petistas e o bloqueio de estradas e rodovias após o segundo turno das eleições, com a leniência do então diretor-geral da PRF Silvinei Vasques, é visto por investigadores como dois fatos que, no futuro, desencadearam nos atos de 8 de janeiro.

Além disso, investigadores suspeitam que a partir da obtenção de informações via Abin, essas mensagens tenham sido amplificadas por meio do ‘Gabinete do Ódio’ e, assim, fomentado a revolta dos eleitores de Jair Bolsonaro. Essa revolta, na visão preliminar de investigadores, foi determinante para a organização e execução dos atos de 8 de janeiro.

Brasil

Saque do Abono PIS/Pasep 2024: 1,7 milhão de trabalhadores já podem sacar

23.02.2024 06:30 3 minutos de leitura
Visualizar

Caixa Econômica Federal oferece 5 mil vagas para níveis médio e superior: Inscreva-se agora!

Visualizar

Bolsa Família: antecipa repasse para municípios em estado de calamidade pública

Visualizar

Bolsa Família: confira o cronograma de pagamento para Março de 2024

Visualizar

Bolsa Família: pagamento liberado para 23 de fevereiro

Visualizar

Flamengo aprova patrocínio da Kwai e camisa chega a R$ 214,6 milhões

Visualizar

Tags relacionadas

8 de janeiro Abin paralela
< Notícia Anterior

Gol é notificada pelo Procon de SP sobre recuperação judicial

30.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Surte de gripe aviária aparece na Antártida e já matou 200 filhotes

30.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wilson Lima

Wilson Lima é jornalista formado pela Universidade Federal do Maranhão. Trabalhou em veículos como Agência Estado, Portal iG, Congresso em Foco, Gazeta do Povo e IstoÉ. Acompanha o poder em Brasília desde 2012, tendo participado das coberturas do julgamento do mensalão, da operação Lava Jato e do impeachment de Dilma Rousseff. Em 2019, revelou a compra de lagostas por ministros do STF.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (1)

saul simoes junior

2024-01-30 16:48:58

Os "secretas" fazem bobagem devido ao copia e cola e aí ficam procurando colocar no 08/01 que cabe tudo desde proibição de revolver de agua até catapora.


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Saque do Abono PIS/Pasep 2024: 1,7 milhão de trabalhadores já podem sacar

Saque do Abono PIS/Pasep 2024: 1,7 milhão de trabalhadores já podem sacar

23.02.2024 06:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Caixa Econômica Federal oferece 5 mil vagas para níveis médio e superior: Inscreva-se agora!

Caixa Econômica Federal oferece 5 mil vagas para níveis médio e superior: Inscreva-se agora!

23.02.2024 06:25 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Bolsa Família: antecipa repasse para municípios em estado de calamidade pública

Bolsa Família: antecipa repasse para municípios em estado de calamidade pública

23.02.2024 06:00 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Bolsa Família: confira o cronograma de pagamento para Março de 2024

Bolsa Família: confira o cronograma de pagamento para Março de 2024

23.02.2024 05:30 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.