Pacheco promete resolver "divergências" com governo Lula Pacheco promete resolver "divergências" com governo Lula
O Antagonista

Pacheco promete resolver “divergências” com governo Lula

avatar
Wesley Oliveira
3 minutos de leitura 30.04.2024 17:38 comentários
Brasil

Pacheco promete resolver “divergências” com governo Lula

Presidente do Senado sinalizou recuo mesmo após cancelar almoço com ministros do governo

avatar
Wesley Oliveira
3 minutos de leitura 30.04.2024 17:38 comentários 0
Pacheco promete resolver “divergências” com governo Lula
Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco | Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Depois de cancelar um almoço com ministros do governo, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), sinalizou um recuo na crise com o Palácio do Planalto nesta terça-feira, 30. Em entrevista coletiva, o senador mineiro disse que as “divergências” com o governo serão resolvidas “uma a uma”.

“Qualquer divergência que há na política é algo absolutamente natural entre Poderes, entre casas legislativas, entre pessoas que figuram nesses Poderes, nessas instituições”, disse.

“Mas jamais são conflitos que afetam o que é o interesse público. Então, a gente busca sempre a convergência e essas divergências certamente são dirimidas. A cada dia a gente vai dirimindo uma a uma”, complementou Pacheco.

A sinalização de pacificação ocorre dias depois que o presidente do Senado criticar o governo pela decisão de levar ao Supremo Tribunal Federal (STF) a questão da desoneração da folha de pagamentos. Na sexta-feira, 26, Pacheco afirmou que o Planalto “errou ao judicializar” a política.

“A provocação do Judiciário, óbvio que no momento em que se esgotam as negociações políticas, é absolutamente legítima a mim, legítima ao presidente, legítima à população, a qualquer dos Poderes, mas, enquanto está tendo diálogo político, isso realmente foi um erro, na minha opinião, primário, que poderia ter sido evitado”, avaliou o senador nesta terça.

Almoço cancelado

Apesar dos acenos, Pacheco decidiu cancelar o almoço com líderes e ministros de Lula e que estava marcado para a tarde desta terça. O objetivo do encontro, que iria reunir os ministros Rui Costa, da Casa Civil, e Alexandre Padilha, das Relações Institucionais, tinha como objetivo amenizar a crise entre Executivo e Senado.

Os atritos se intensificaram nas últimas semanas, com uma troca de farpas entre Pacheco e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad. O chefe da pasta econômica cobrou responsabilidade fiscal por parte do Congresso depois que os senadores avançaram com a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que turbina os salários dos juízes.

Ainda nesta terça, Pacheco defendeu a PEC e disse que o texto deve ser votado na próxima semana. O governo é contra a medida e afirma que, se aprovada, a proposta gerará um impacto bilionário nas contas públicas.

Leia também: Pacheco faz o PT parecer responsável 

Mundo

ICQ: O adeus de um gigante das mensagens instantâneas

27.05.2024 12:13 3 minutos de leitura
Visualizar

Deslizamento devastador em Papua-Nova Guiné: Milhares soterrados

Visualizar

Endrick faz nesta semana último jogo pelo Palmeiras

Visualizar

Encargos trabalhistas no Brasil: impacto na economia e informalidade

Visualizar

Romário e Marcos Braz em delação sobre desvio de dinheiro no Rio

Visualizar

A ajuda de 1 bilhão de euros da Espanha para Ucrânia

Visualizar

Tags relacionadas

crise desoneração da folha Fernando Haddad governo federal PEC do quinquênio presidente Lula Rodrigo Pacheco
< Notícia Anterior

Carro voador em fase de liberação no Brasil vira atração em SP

30.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Ex-presidente da Binance é condenado por lavagem de dinheiro

30.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wesley Oliveira

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Encargos trabalhistas no Brasil: impacto na economia e informalidade

Encargos trabalhistas no Brasil: impacto na economia e informalidade

27.05.2024 12:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Romário e Marcos Braz em delação sobre desvio de dinheiro no Rio

Romário e Marcos Braz em delação sobre desvio de dinheiro no Rio

27.05.2024 11:55 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
MEC homologa fim de licenciatura 100% EAD

MEC homologa fim de licenciatura 100% EAD

27.05.2024 11:47 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Concurso Público AGERSA 2024: salário inicial de R$ 1.6 mil

Concurso Público AGERSA 2024: salário inicial de R$ 1.6 mil

27.05.2024 11:37 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.