O Antagonista

Futuro incerto para graduandos em curso com formato EAD

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 20.06.2024 11:42 comentários
Brasil

Futuro incerto para graduandos em curso com formato EAD

A responsável pela regulação do ensino superior no MEC, Marta Abramo, disse que “não há ofensiva do governo contra a educação a distância”, mas especialistas do setor fazem críticas à suspensão imposta pelo governo

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 20.06.2024 11:42 comentários 0
Futuro incerto para graduandos em curso com formato EAD
Reprodução/Instagram

A responsável pela área de regulação do ensino superior no Ministério da Educação (MEC), Marta Abramo, disse que “não há ofensiva do governo contra a educação a distância” e que a paralisação do mercado era necessária para “não prejudicar” os estudantes.

O governo editou, no começo de junho, duas portarias sobre educação a distância (EAD). A mais polêmica, e que tem preocupado o setor, proibiu a abertura de polos, autorização de novos cursos e a expansão de vagas nos que já existem.

A intenção não é reprimir, mas impedir a expansão do sistema para não se criar cursos que teriam de ser adaptados depois”, afirmou ela.

Os polos de EAD tiveram um crescimento exponencial a partir da flexibilização para sua abertura, em 2018, na gestão Michel Temer (MDB), quando o MEC deixou de autorizar previamente esse processo.

Hoje o Brasil tem mais de 40 mil polos e, pela primeira vez na história, a maioria dos alunos de graduação em instituições particulares não está mais no ensino presencial.

A falta de regulação somada a questionamentos de qualidade fez o governo barrar a ampliação da EAD até março de 2025 e traz incertezas sobre o futuro das universidades e faculdades privadas.

Segundo Marta, “é preciso ter um referencial do que é um curso de educação a distância. O que é um polo, o que o aluno pode encontrar num polo de apoio didático? Se tem 5 alunos, é viável?”

A nova portaria do MEC impediu que novos cursos em EAD sejam criados até por universidades e centros universitários que têm autonomia por lei para fazê-lo sem autorização prévia, o que pode vir a ser questionado na Justiça. “É somente uma suspensão temporária com data marcada”, diz a secretária.

Especialistas do setor reconhecem que o mercado precisa de um novo marco regulatório, mas fazem críticas à suspensão imposta pelo governo.

A suspensão atinge apenas o setor privado. As medidas paralisam um mercado responsável por 78% do ensino superior brasileiro: dos 9 milhões alunos de graduação do País, 7,3 milhões estão no sistema privado e 2 milhões em universidades públicas.

As restrições impostas pela gestão Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao EAD vêm desde o ano passado, quando o ministro da Educação, Camilo Santana, declarou que “acabaria com licenciaturas 100% a distância” no País.

Em novembro, o governo suspendeu processos de autorização em 17 áreas e depois articulou com o Conselho Nacional de Educação (CNE) novas diretrizes para os cursos de formação de professores, que limitaram em 50% a parte do currículo que pode ser oferecida a distância.

Leia mais: O Brasil ficou mais burro e está em vias de ficar mais pobre

Mais Lidas

1

Washington Post pede desistência de Biden: “Ele precisa enfrentar a realidade”

Visualizar notícia
2

Trump desafia Biden a fazer exame cognitivo

Visualizar notícia
3

Economista alemão critica ajuda financeira de Lula e Bolsonaro a Putin

Visualizar notícia
4

Prefeito de Curitiba critica Bolsonaro em cerimônia de homenagem a Doria

Visualizar notícia
5

Bolsonaro mantém agenda com Ramagem no Rio

Visualizar notícia
6

Trump é retirado de comício após barulhos de supostos tiros

Visualizar notícia

Tags relacionadas

educação MEC
< Notícia Anterior

Hyundai Inster: novo modelo elétrico da marca na Europa

20.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Mãe de Marília Mendonça revela seu estado de saúde atual e detalhes do ocorrido

20.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

O Antagonista é um dos principais sites jornalísticos de informação e análise sobre política do Brasil. Sua equipe é composta por jornalistas profissionais, empenhados na divulgação de fatos de interesse público devidamente verificados e no combate às fake news.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Onda de Frio intenso com temperatura abaixo de 0°C atinge o Rio Grande do Sul

Onda de Frio intenso com temperatura abaixo de 0°C atinge o Rio Grande do Sul

13.07.2024 18:52 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Toyota Etios usado é uma escolha inteligente de carro em 2024

Toyota Etios usado é uma escolha inteligente de carro em 2024

13.07.2024 18:37 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Prefeito de Curitiba critica Bolsonaro em cerimônia de homenagem a Doria

Prefeito de Curitiba critica Bolsonaro em cerimônia de homenagem a Doria

13.07.2024 18:32 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
PM de São Paulo faz apreensão de 15 mil pedras de crack

PM de São Paulo faz apreensão de 15 mil pedras de crack

13.07.2024 18:26 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.