O Antagonista

Dívidas com a Receita Federal terão isenção total de juros e multas

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 07.01.2024 07:00 comentários
Brasil

Dívidas com a Receita Federal terão isenção total de juros e multas

Cidadãos que possuem dívidas com a Receita Federal agora podem ter isenção de 100% sobre os juros e multas. Veja como aderir

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 07.01.2024 07:00 comentários 0
Dívidas com a Receita Federal terão isenção total de juros e multas
Dividas com a Receita Federal terão isencao total de juros e multas

Desde a 6°feira, dia 05, os brasileiros que possuem dívidas com a Receita Federal têm uma nova oportunidade de quitar seus débitos com isenção total. Com a implementação de um programa inédito de autorregularização incentivada de tributos, será possível obter um desconto de 100% em juros e multas sobre o valor devido.

Para participar, é necessário realizar uma solicitação através do portal do Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal, aqui. A iniciativa é voltada tanto para pessoas físicas quanto jurídicas, e o prazo para adesão ao programa estende-se até o dia 1º de abril.

Como funciona a autorregularização de tributos?

A dinâmica do programa funciona da seguinte maneira: o contribuinte reconhece a existência de débitos e se compromete a pagar o valor principal da dívida, além de desistir de possíveis ações judiciais relacionadas a ela.

Em troca, a Receita Federal concede o perdão total dos juros e das multas, evitando assim a realização de autuações fiscais.

A proposta, que foi oficializada através da Lei 14.740, sancionada em novembro de 2023, prevê que o débito consolidado seja quitado sem multa e juros – basta pagar 50% do montante como entrada e dividir o restante em 48 parcelas.

Limitações do programa de isenção de dívidas da Receita Federal

É importante frisar que apenas dívidas com a Receita Federal são elegíveis para a autorregularização.

Isso significa que débitos referentes à dívida ativa da União, cuja cobrança é responsabilidade da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, estão fora do programa.

Além disso, as dívidas oriundas do Simples Nacional – regime especial destinado a micro e pequenas empresas – também não se enquadram na nova medida de renegociação.

Benefícios da autorregularização fiscal

Ao aderir ao programa, os contribuintes também podem fazer uso de créditos tributários, como a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), para abater até 50% da dívida.

Outra vantagem é a possibilidade de utilizar precatórios adquiridos de terceiros.

Ainda de acordo com a instrução normativa que regulamenta o programa, a redução das multas e juros não será contabilizada no cálculo do Imposto de Renda Pessoa Jurídica, da CSLL, do Programa de Integração Social (PIS), do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

Contudo, a participação no programa pode ser revogada caso o contribuinte não honre as condições estipuladas.

Entre os critérios para exclusão estão a inadimplência de três parcelas consecutivas ou seis alternadas, e o não pagamento de uma parcela, mesmo que as demais estejam em dia.

Mais Lidas

1

Astro de Hollywood cancela turnê após "piada" sobre atentado a Trump

Visualizar notícia
2

"Tiros mostram qual é a alternativa à democracia constitucional"

Visualizar notícia
3

PT não acredita que Trump sofreu um atentado?

Visualizar notícia
4

Exclusivo: Após lobby, clã Bolsonaro cria ‘startup’ para explorar grafeno

Visualizar notícia
5

Janones promete seguir "chafurdando na lama"

Visualizar notícia
6

China bane maior aplicativo católico do mundo

Visualizar notícia
7

A receita para denunciar desafetos do STF

Visualizar notícia
8

Mercado repercute Lula e Trump

Visualizar notícia
9

Human Rights Watch finalmente reconhece centenas de crimes de guerra do Hamas

Visualizar notícia
10

Musk mobiliza Vale do Silício para apoiar Trump

Visualizar notícia

Tags relacionadas

dívidas negociação de dívidas Receita Federal
< Notícia Anterior

Programa CPF na Nota: Consulte seus Créditos Online e Aproveite os Benefícios!

07.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Trump inicia campanha e se diz vítima de perseguição política

07.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

CadÚnico: saiba como receber programas sociais do Governo Federal

CadÚnico: saiba como receber programas sociais do Governo Federal

17.07.2024 12:15 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Após operação do governo, CCJ adia votação da PEC da autonomia do BC

Após operação do governo, CCJ adia votação da PEC da autonomia do BC

Wesley Oliveira
17.07.2024 12:11 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Abono Salarial: saiba como consulta o seu  benefício através da CTPS Digital

Abono Salarial: saiba como consulta o seu benefício através da CTPS Digital

17.07.2024 12:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Fundão de R$4,9 bilhões é matéria no Financial Times

Fundão de R$4,9 bilhões é matéria no Financial Times

17.07.2024 11:54 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.