Dino alega "grave ameaça à integridade física" para faltar à audiência na Câmara Dino alega "grave ameaça à integridade física" para faltar à audiência na Câmara
O Antagonista

Dino alega “grave ameaça à integridade física” para faltar à audiência na Câmara

avatar
Wesley Oliveira
2 minutos de leitura 24.10.2023 10:38 comentários
Brasil

Dino alega “grave ameaça à integridade física” para faltar à audiência na Câmara

O ministro da Justiça faltou nesta terça-feira, 24, pela segunda vez seguida à convocação da Comissão de Segurança da Câmara...

avatar
Wesley Oliveira
2 minutos de leitura 24.10.2023 10:38 comentários 0
Dino alega “grave ameaça à integridade física” para faltar à audiência na Câmara
Tom Costa / MJSP

O ministro da Justiça, Flávio Dino, enviou um ofício ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), onde afirmou que comparecer a audiência da Comissão de Segurança Pública poderia configurar “grave ameaça” a sua integridade física. O chefe da pasta faltou nesta terça-feira, 24, pela segunda vez seguida à convocação do colegiado.

Dino era esperado na comissão para falar sobre diversos temas do ministério, listados em 20 requerimentos de convite e convocação. No documento enviado ao presidente da Câmara, o ministro apresentou diversas frases de parlamentares membros da comissão de Segurança.

“A partir dessas frases dos citados parlamentares, membros da Comissão autora da convocação, é verossímil pensar que eles andam armados, o que se configura uma grave ameaça à minha integridade física, se eu comparecesse à audiência”, afirmou.

As frases apresentadas no documento são do presidente do colegiado, deputado Sanderson (PL – RS), e dos deputados Gilvan da Federal (PL-ES), Sargento Fahur (PSD-PR), Evair Vieira de Melo (PP-ES) e Cabo Gilberto Silva (PL-PB).

Dino disse ainda que os “os parlamentares não se submetem aos detectores de metais, o que reforça a percepção de risco, inclusive em razão dos reiterados desatinos por parte de alguns”.

No último dia 10, o ministro já havia sugerido a realização de uma comissão-geral no Plenário para que ele atenda a todos os pedidos de convocação de uma só vez.

“Coloco-me à disposição para comparecer a Comissão-Geral no Plenário para que, simultaneamente, eu possa atender a todos os pedidos de esclarecimento com a devida segurança”, escreveu,

No ofício, Dino também criticou a atuação do presidente da comissão, deputado Sanderson (PL-RS), e disse que o parlamentar não tinha capacidade de conduzir a ordem dos trabalhos.

“A falta de capacidade e isenção do Presidente da CSPCCO de conduzir os trabalhos da audiência pública, tendo vista os ataques pessoais proferidos contra este signatário, no último dia 10 de outubro”, escreveu.

Economia

Dólar caía até Lula resolver falar, de novo

Rodrigo Oliveira
20.06.2024 18:44 2 minutos de leitura
Visualizar

Moraes arquiva inquérito sobre big techs na campanha contra PL das fake news

Visualizar

Coudet, a peça essencial para a vitória do Internacional contra o Corinthians

Visualizar

Toffoli não descriminaliza, e julgamento sobre maconha no STF segue aberto

Visualizar

Eurocopa 2024: Espanha vence Itália e avança para oitavas

Visualizar

Sabrina carpenter corta franja após desgosto

Visualizar

Tags relacionadas

Arthur Lira Comissão de Segurança da Câmara deputado Sanderson Evair de Melo Flávio Dino Ministério da Justiça e da Segurança Pública
< Notícia Anterior

Situação da economia é ruim ou péssima para 38% da população

24.10.2023 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Brasileiro teme aumento da inflação, do desemprego e da pobreza

24.10.2023 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wesley Oliveira

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Moraes arquiva inquérito sobre big techs na campanha contra PL das fake news

Moraes arquiva inquérito sobre big techs na campanha contra PL das fake news

20.06.2024 18:43 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Toffoli não descriminaliza, e julgamento sobre maconha no STF segue aberto

Toffoli não descriminaliza, e julgamento sobre maconha no STF segue aberto

20.06.2024 18:33 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Os 12 meses das queimadas do "amor" no Pantanal

Os 12 meses das queimadas do "amor" no Pantanal

20.06.2024 17:43 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Aeroporto de Caxias recebe autorização para receber voos internacionais

Aeroporto de Caxias recebe autorização para receber voos internacionais

20.06.2024 17:38 1 minuto de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.