O Antagonista

Deputados deixam armas fora da cobrança do ‘imposto do pecado’

avatar
Wesley Oliveira
3 minutos de leitura 04.07.2024 13:43 comentários
Brasil

Deputados deixam armas fora da cobrança do ‘imposto do pecado’

As armas e munições serão taxados com a alíquota geral dos futuros impostos sobre o consumo

avatar
Wesley Oliveira
3 minutos de leitura 04.07.2024 13:43 comentários 1
Deputados deixam armas fora da cobrança do ‘imposto do pecado’
Fora do "imposto do pecado", as armas e munições serão taxados com a alíquota geral dos futuros impostos sobre o consumo | Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Relatório de regulamentação da reforma tributária, apresentado nesta quinta-feira, 4, prevê que armas e munições devem permanecer fora da cobrança do imposto seletivo, chamado de “imposto do pecado”. O parecer foi elaborado pelo grupo de trabalho (GT) criado pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e será votado na semana que vem.

Fora do “imposto do pecado”, as armas e munições serão taxados com a alíquota geral dos futuros impostos sobre o consumo. Atualmente essa alíquota está estimada em 26,5% pela equipe econômica.

O recuo sobre a inclusão das armas no rol de itens do imposto seletivo veio depois de pressão de parlamentares da chamada bancada da bala. “Nada impede que lideres, bancadas, frentes parlamentares, apresentem suas emendas e sugestões através dos mecanismos regimentais. Esse momento agora é do parlamento, através de suas formas de poder, sugerir ou alterar qualquer substitutivo, como é a regulamentação da reforma tributrária. Aciniciativa pode surgir das bandas ou líderes”, disse o deputado Cláudio Cajado (PP-BA).

De acordo com a emenda constitucional da reforma tributária, aprovada no fim de 2023, o imposto do pecado incidiria sobre a produção, extração, comercialização ou importação de bens ou serviços prejudiciais à saúde ou ao meio ambiente. Ele prevê uma alíquota mais alta para produtos e serviços considerados nocivos.

Alvos do ‘imposto do pecado’

Na contramão das armas, os deputados incluíram os jogos de azar, apostas online, e carros elétricos na lista de itens sujeitos ao Imposto Seletivo. De acordo com o deputado Moses Rodrigues (União Brasil-CE), todos os tipos de jogos de azar, tanto físicos quanto virtuais, serão abrangidos pelo novo imposto.

Todos os concursos de prognósticos, físicos e virtuais, estarão sujeitos ao imposto do pecado,” explicou.

Já o deputado Reginaldo Lopes (PT-MG) justificou a exclusão dos caminhões da lista de produtos tributáveis afirmando que o Brasil depende fortemente do transporte rodoviário para a atividade produtiva.

O Brasil é um país essencialmente rodoviário, com 85% de suas mercadorias transportadas por caminhões“, argumentou. No entanto, Lopes evitou comentar a inclusão de carros elétricos na tributação, enquanto caminhões movidos a combustíveis fósseis permanecem isentos.

Leia mais: Deputados retiram viagra e incluem absorventes na lista de produtos com imposto zero

Mais Lidas

1

Atentado a Trump: autoridade confirma 2 mortos, incluindo atirador

Visualizar notícia
2

Atentado a Trump, o que dizem autoridades do mundo inteiro

Visualizar notícia
3

Crusoé: Como o atentado a Trump impacta a campanha nos EUA

Visualizar notícia
4

"Senti a bala rasgando a pele", diz Trump sobre atentado

Visualizar notícia
5

Atentado a Trump é investigado como tentativa de assassinato

Visualizar notícia
6

“O que vimos hoje é inaceitável”, diz Lula, sobre atentado a Trump

Visualizar notícia
7

Biden sobre atentado a Trump: "Esse tipo de violência é doentia"

Visualizar notícia
8

Serviço secreto dos EUA: “Trump está seguro”

Visualizar notícia
9

"Grato de ouvir que ele está seguro", diz Biden sobre Trump

Visualizar notícia
10

Trump está bem, diz porta-voz

Visualizar notícia

Tags relacionadas

armas armas e munições GT da Reforma Tributária imposto do pecado
< Notícia Anterior

Justiça suspende greve dos servidores ambientais

04.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Rede Globo contra gigantes

04.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wesley Oliveira

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (1)

Marcelo Augusto Monteiro Ferraz

2024-07-04 15:46:37

A bandidada agradece, parlamentares cretinos que aprovaram essa isenção tributária para as armas! Muitos desses dizem combater o crime de um lado e, de outro, ajudam a abastecer os gatunos de pólvora, indo aos templos, em seguida, para fingirem pagar os pecados. É uma mistura de hipocrisia, safadeza, analfabetismo funcional e burrice!


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Quem lacra não lucra? Maju Coutinho pode ser retirada do comando do Fantástico

Quem lacra não lucra? Maju Coutinho pode ser retirada do comando do Fantástico

13.07.2024 21:18 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
“O que vimos hoje é inaceitável”, diz Lula, sobre atentado a Trump

“O que vimos hoje é inaceitável”, diz Lula, sobre atentado a Trump

13.07.2024 21:06 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
BYD e GWM dominam top 10 de carros elétricos mais vendidos em 2024

BYD e GWM dominam top 10 de carros elétricos mais vendidos em 2024

13.07.2024 20:37 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Audi, BMW e outros carros usados com muito estilo por menos de R$ 50 Mil

Audi, BMW e outros carros usados com muito estilo por menos de R$ 50 Mil

13.07.2024 19:37 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.