Cerrado perdeu área equivalente ao município de Maceió Cerrado perdeu área equivalente ao município de Maceió
O Antagonista

Cerrado perdeu área equivalente ao município de Maceió

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 29.02.2024 18:03 comentários
Brasil

Cerrado perdeu área equivalente ao município de Maceió

As terras privadas foram responsáveis por 74% do desmatamento do Cerrado em janeiro, enquanto as áreas protegidas somaram 9% do total

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 29.02.2024 18:03 comentários 0
Cerrado perdeu área equivalente ao município de Maceió
Foto: Adriano Gambarini/WWF Brasil

No primeiro mês de 2024, o Cerrado brasileiro sofreu uma perda significativa de vegetação nativa. Cerca de 51 mil hectares foram desmatados, o que equivale à área do município de Maceió, capital de Alagoas. Esses dados foram divulgados pelo Sistema de Alerta de Desmatamento do Cerrado (SAD), desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam).

O desmatamento aumentou 10% em comparação com janeiro de 2023. No entanto, houve uma queda de 48% em relação ao mês anterior, dezembro de 2023.

À CNN Brasil, o geógrafo e diretor do Instituto Cerrados, Yuri Salmona, explicou a importância de comparar os meses do mesmo período ao longo dos anos para analisar a tendência do desmatamento. Ele afirma que, se compararmos janeiro com janeiro, fica evidente que o desmatamento continua crescendo, passando de 46 mil hectares para 50 mil hectares. Portanto, não há redução do desmatamento. Salmona também ressalta que o desmatamento tem sido uma crescente nos últimos cinco anos.

Políticas da Amazônia no Cerrado

Especialistas alertam para a necessidade de implementar no Cerrado as mesmas políticas que reduziram o desmatamento na Amazônia no ano passado. Eles ressaltam que o foco e as políticas voltadas para a Amazônia têm ameaçado a sobrevivência do Cerrado, um bioma onde é permitido o desmatamento de até 80% da propriedade. Por essa razão, alguns ambientalistas chamam o Cerrado de “bioma de sacrifício”.

Estudos mostram que o desmatamento do Cerrado coloca em risco a segurança hídrica do país. O Cerrado é considerado o berço das águas do Brasil, sendo a origem das nascentes de oito das 12 bacias hidrográficas mais importantes do país. Além disso, é o segundo maior reservatório subterrâneo de água do mundo, formado pelos aquíferos Guarani e Urucuia.

A região do Matopiba, que engloba os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, foi a mais afetada pelo desmatamento no Cerrado em janeiro. Essa área é conhecida por ser uma grande expansão do agronegócio, principalmente da soja. Os estados de Tocantins e Piauí lideram o ranking de desmatamento em janeiro, com cerca de 10 mil hectares de vegetação suprimida cada. Em seguida, estão os estados da Bahia e Maranhão, com cerca de 9 mil hectares de Cerrado desmatados cada.

A responsabilidade do desmatamento

As terras privadas foram responsáveis por 74% do desmatamento em janeiro, enquanto as áreas protegidas somaram 9% do total. Entre as áreas protegidas afetadas, destacam-se o Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaíba e a Área de Proteção Ambiental Serra da Ibiapaba, localizados no Matopiba.

Em novembro de 2023, o governo federal lançou o Plano de Ação para a Prevenção e Controle do Desmatamento do Cerrado (PP Cerrado), com o objetivo de alcançar o desmatamento zero até 2030. O plano envolve diversas medidas intersetoriais e busca unir os esforços de órgãos públicos federais sob a coordenação do Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima.

Economia

Quanto custará a PEC que turbina salários de juízes

23.04.2024 14:14 2 minutos de leitura
Visualizar

Santos triplica números de sócios torcedores em ano de Série B

Visualizar

Homem é decapitado em hospital público de Fortaleza

Visualizar

Crusoé: Na cabeça de Lula, Brasil é polo de resistência contra "extrema-direita"

Visualizar

Onde assistir Lazio x Juventus: confira detalhes da partida

Visualizar

Ex-funcionário ataca hospital e mata colega brutalmente em Fortaleza

Visualizar

Tags relacionadas

Amazônia cerrado desmatamento Maceió
< Notícia Anterior

Papo Antagonista: Os entusiastas do terrorismo

29.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Crusoé: Stock Car movimenta a corrida eleitoral em BH

29.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Homem é decapitado em hospital público de Fortaleza

Homem é decapitado em hospital público de Fortaleza

23.04.2024 13:35 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Crusoé: Na cabeça de Lula, Brasil é polo de resistência contra "extrema-direita"

Crusoé: Na cabeça de Lula, Brasil é polo de resistência contra "extrema-direita"

23.04.2024 13:32 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Ex-funcionário ataca hospital e mata colega brutalmente em Fortaleza

Ex-funcionário ataca hospital e mata colega brutalmente em Fortaleza

23.04.2024 13:28 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Crusoé: Como presidente, Lula já passou 545 dias no exterior

Crusoé: Como presidente, Lula já passou 545 dias no exterior

23.04.2024 13:27 1 minuto de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.