Vendas do iPhone despencam 24% na China; Huawei segue crescendo Vendas do iPhone despencam 24% na China; Huawei segue crescendo
O Antagonista

Vendas do iPhone despencam 24% na China; Huawei segue crescendo

avatar
Alexandre Borges
2 minutos de leitura 05.03.2024 07:17 comentários
Tecnologia

Vendas do iPhone despencam 24% na China; Huawei segue crescendo

A Huawei, principal concorrente da Apple em smartphones premium na China, registrou um aumento de 64% =no mesmo período

avatar
Alexandre Borges
2 minutos de leitura 05.03.2024 07:17 comentários 0
Vendas do iPhone despencam 24% na China; Huawei segue crescendo
Foto: Pixabay

As vendas do iPhone na China sofreram uma queda de 24% nos primeiros seis semanas de 2024. Segundo dados da Counterpoint, a competição acirrada dos rivais domésticos, especialmente a Huawei, tem desafiado a presença da Apple no mercado chinês.

A Huawei, principal concorrente da Apple no segmento de smartphones premium na China, registrou um aumento de 64% nas vendas de unidades no mesmo período. Como resultado, a participação de mercado da Apple caiu para 15.7%, posicionando-a em quarto lugar, uma queda em relação ao segundo lugar no mesmo período de 2023, quando detinha 19% do mercado.

A ascensão da Huawei ao segundo lugar, com sua participação de mercado aumentando para 16.5% de 9.4% um ano antes, aconteceu mesmo com um mercado em queda. O mercado de smartphones chinês, no geral, encolheu 7%, segundo o mesmo relatório.

A Apple enfrentou “uma competição acirrada no segmento premium de um Huawei ressurgente, ao mesmo tempo que foi pressionada no segmento intermediário por preços agressivos de concorrentes como OPPO, Vivo e Xiaomi”, explicou Mengmeng Zhang, analista sênior da Counterpoint.

Em uma tentativa de reverter a situação, a Apple começou a subsidiar certos modelos de iPhone em até 1.300 yuan (US$ 180,68) na semana passada, através de suas lojas oficiais na Tmall, uma importante plataforma de mercado da Alibaba. Esta medida vem após descontos de até 500 yuan oferecidos em seus sites oficiais no mês passado.

A Huawei tem vivenciado um renascimento em suas vendas de smartphones premium desde o lançamento da série Mate 60 em agosto, após anos de luta contra as restrições de exportação de componentes chave impostas pelos EUA.

A Honor, marca de smartphone nascida da Huawei em 2020, foi outra marca entre as cinco principais a registrar aumento nas vendas de unidades durante as primeiras seis semanas do ano, com um aumento de 2%. Por outro lado, as marcas chinesas Vivo, Xiaomi e Oppo registraram quedas de 15%, 7% e 29%, respectivamente.

Mundo

Musk em guerra judicial por super pacote de remuneração

Alexandre Borges
25.04.2024 04:33 2 minutos de leitura
Visualizar

Athletico-PR vence o Danubio pela Sul-Americana e segue 100%

Visualizar

Botafogo vence o Universitario pela Libertadores com golaço de Luiz Henrique

Visualizar

Flamengo na Libertadores: Tite faz mudanças de última hora na escalação

Visualizar

O cinismo de André Janones sobre rachadinha

Visualizar

PC-RJ indicia suspeitos por assassinato de advogado a queima roupa

Visualizar

< Notícia Anterior

Pacheco cogita enfrentar STF em corrida sobre maconha

05.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Jornais destacam regulamentação do transporte por app

05.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Alexandre Borges

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Nokia e NASA planejam instalar internet na Lua

Nokia e NASA planejam instalar internet na Lua

24.04.2024 11:10 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Congresso americano aprova lei anti-TikTok

Congresso americano aprova lei anti-TikTok

Alexandre Borges
24.04.2024 08:15 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Lucro da Tesla cai 55%

Lucro da Tesla cai 55%

Alexandre Borges
24.04.2024 04:52 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Lei que pode banir TikTok dos EUA aprovada na Câmara

Lei que pode banir TikTok dos EUA aprovada na Câmara

Alexandre Borges
22.04.2024 05:35 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.