O Antagonista

Mourão foi aloprado, mas não criminoso

avatar
Carlos Graieb
3 minutos de leitura 09.02.2024 18:45 comentários
Opinião

Mourão foi aloprado, mas não criminoso

Pedido veio depois que o parlamentar cobrou uma reação das Forças Armadas por conta das prisões de militares

avatar
Carlos Graieb
3 minutos de leitura 09.02.2024 18:45 comentários 5
Mourão foi aloprado, mas não criminoso
Senador Hamilton Mourão (Republicanos-RS) | Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Psol e Rede estão querendo mandar para a cadeia (em prisão preventiva) o senador e general da reserva Hamilton Mourão (Republicanos-RS). Na tarde desta quinta-feira, 8, ele subiu à tribuna do Senado para discursar sobre a Operação Tempus Veritatis, que teve militares entre os alvos. Segundo Mourão, as Forças Armadas não poderiam “se omitir perante a condução arbitrária de processos ilegais que atingem seus integrantes ao largo da Justiça Militar”.

Falamos sobre o assunto no Papo Antagonista. Mourão foi criticado unanimemente pelos três participantes do programa desta quinta – Felipe Moura Brasil, Madeleine Lacsko e eu.

Meu argumento, em resumo, foi que a Justiça Militar serve para julgar a conduta de militares no cumprimento de suas funções. Não é um foro privilegiado onde até mesmo os crimes comuns cometidos por um cabo ou um almirante serão analisados.

Se soldados de qualquer patente foram flagrados participando de uma trama que atentava contra o Estado Democrático de Direito e ensaiavam um golpe de Estado, precisam ser julgados pela justiça comum e também pela Justiça Militar, na medida em que tenham infringido as regras das Forças Armadas.

Sustentei esses argumentos – e também que os militares deveriam mesmo se pronunciar, mas em repúdio à traição de seus colegas golpistas.

Embora esteja em desacordo com tudo que Mourão disse, creio que pedir sua prisão é uma reação histérica. Significa pressupor que a fala do senador incita as Forças Armadas a uma reação violenta. Obviamente, há outras possibilidades. Seria um “ato golpista” se a Justiça Militar argumentasse com o STF, pelos canais legais, que é a instância correta para julgar seus oficiais? Já disse que discordo da tese – mas teses jurídicas estão aí para serem debatidas.

Tudo que a Polícia Federal trouxe à tona nesta quinta-feira torna difícil negar que havia um complô contra a democracia acontecendo dentro do Palácio do Planalto. Quem participou deve ser punido com rigor. É preciso zelar, no entanto, para que o processo não sirva de pretexto para a criminalização, no atacado, de opiniões que analisam todo o processo político e jurídico em curso no país de maneira independente, de maneira crítica ou até mesmo de maneira burra e errada, mas sem atropelar a lei.

A punição do golpismo não pode servir de pretexto para um encolhimento histérico da liberdade de expressão.

Mundo

Hungria dá sinal verde à entrada da Suécia na Otan

26.02.2024 13:57 1 minuto de leitura
Visualizar

Rayssa Leal e Filipe Toledo são indicados ao Prêmio Laureus 2024

Visualizar

São Paulo tem seis distritos em situação epidêmica de dengue

Visualizar

Jovem promessa "Rubens" luta por titularidade no Atlético-MG!

Visualizar

Partidos da base de Lula tentam anular acordos da Lava Jato

Visualizar

Crusoé: Malafaia, o líder das críticas do bolsonarismo

Visualizar

Tags relacionadas

Hamilton Mourão
< Notícia Anterior

Mourão tenta corrigir discurso aloprado

09.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Ibovespa fecha em queda enquanto Wall Street tem novo recorde

09.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Carlos Graieb

Carlos Graieb é jornalista formado em Direito, editor sênior do portal O Antagonista e da revista Crusoé. Atuou em veículos como Estadão e Veja. Foi secretário de comunicação do Estado de São Paulo (2017-2018). Cursa a pós-graduação em Filosofia do Direito, da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP).

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (5)

Joaquim Arino Durán

2024-02-10 21:23:32

O STF é o guardião da nossa Cleptocracía.


Nina de Paula Brito de Miranda

2024-02-10 19:46:41

Precisa provar que Mourão é da mesma patota, com o mesmo pensamento? Não se esqueça que ele reverencia a ditadura e disse para quem quisesse ouvir que o regime de 64 deixou importante legado para o processo democrático. 😱 Foi formado na mesma escola militar onde desde sempre se prega que o artigo 142 da Constituição dá o direito aos militares de tomar o poder dos demais poderes.


Gustavo Nascimento

2024-02-10 12:50:16

Entendo q é muito discutível o foro ser o STF.. Sou leigo mas parece q tudo ultimamente q ocorre na política o foro é o STF.. Para alguns políticos é fast track. A outros nem anda .. E ainda prenderam 4 bagrinhos..


Thierry Gasnier

2024-02-10 12:38:12

Carlos Graieb é o principal motivo de eu permanecer no Antagonista. Me preocupa a inclusão de futebol e a redução de reportagens e me pedirem para desligar o adblock. Mas enquanto houver uma pessoa capaz de uma leitura equilibrada do que acontece na política, eu vou continuar.


Diogenes Hugo Kopp

2024-02-10 00:04:15

O verdadeiro golpe já foi dado pelo STF, que avalia as decisões de acordo com a conveniência e o réu, não tenho ideologia política e nem bandido de estimação, mas quem deveria manter a isenção e o equilíbrio é uma entidade sem princípios, vulgo guardião da democracia, mas na verdade é guardião da "DEMOCRADURA".


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Letícia Barros na Crusoé: Nossos policiais não são demônios

Letícia Barros na Crusoé: Nossos policiais não são demônios

16.02.2024 15:48 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Augusto de Franco na Crusoé: O verdadeiro golpe de Bolsonaro começou em 2019

Augusto de Franco na Crusoé: O verdadeiro golpe de Bolsonaro começou em 2019

16.02.2024 15:40 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
A mesopotâmica promoção pessoal de Arthur Lira e seu pupilo JHC

A mesopotâmica promoção pessoal de Arthur Lira e seu pupilo JHC

Carlos Graieb
12.02.2024 18:21 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Jerônimo Teixeira na Crusoé: As elites irreais

Jerônimo Teixeira na Crusoé: As elites irreais

09.02.2024 15:54 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.