Lula se aproxima do cercadinho e afasta evangélicos Lula se aproxima do cercadinho e afasta evangélicos
O Antagonista

Lula se aproxima do cercadinho e afasta evangélicos

avatar
Madeleine Lacsko
3 minutos de leitura 06.03.2024 17:02 comentários
Narrativas

Lula se aproxima do cercadinho e afasta evangélicos

Ao importar para cá o conflito no Oriente Médio, Lula criou alguns problemas domésticos e um deles é com os evangélicos

avatar
Madeleine Lacsko
3 minutos de leitura 06.03.2024 17:02 comentários 0
Lula se aproxima do cercadinho e afasta evangélicos
Arte: O Antagonista.

A insistência do presidente Lula em falar prioritariamente para seu próprio cercadinho vai afastá-lo cada vez mais dos evangélicos. A insistência sobre Israel é algo bastante importante neste contexto.

É possível dizer que a ligação do público evangélico com Israel está além da guerra em si, do povo judeu ou dos israelenses. É algo religioso, que tem a ver com a Terra Santa e com o povo escolhido de Deus.

Ocorre que no cercadinho lulista a questão é semelhante. Ninguém está falando da guerra em si ou de Israel. Fosse esse o caso, na terça-feira, 5, o presidente teria se manifestado sobre os estupros cometidos pelo Hamas, detalhados em relatório da ONU. A questão ali é com o folclore ideológico que Israel representa na esquerda.

Viúvos da União Soviética

Para a esquerda viúva da União Soviética, a palavra de ordem é o antiamericanismo. Tudo o que vem dos ianques é ruim e deve ser repudiado. Portanto, Israel é o imperialismo americano e o repúdio deve ser constante. Já para a esquerda “todEs”, Israel é o ícone do branco colonialista, portanto opressor e contra quem tudo pode. Pouco importa que judeus não sejam brancos, estamos falando de folclore ideológico, não realidade.

Ao acender o tema, Lula destampou uma onda antissemita entre integrantes do cercadinho. Não entendem nada de guerra nem de Oriente Médio, mas são movidos pela emoção. Se querem parecer virtuosos para o grupo, precisam condenar Israel. 

Falam o tempo todo contra a única democracia do Oriente Médio e o único país da região onde mulheres têm direitos como os dos homens e se permite livremente a vida de casais homossexuais. Não é sobre realidade. Colocam no perfil a bandeira de um país ditatorial e onde todas as bandeiras da diversidade são rechaçadas. O folclore ideológico é muito mais forte do que a vida real.

Defensiva

Pessoas que agem assim são movidas por sentimento de grupo e amor incondicional ao líder. Agora que saiu a pesquisa Genial/Quaest falando da rejeição dos evangélicos, vão querer defender Lula. E farão isso como? Mostrando aos evangélicos as vantagens do governo? Claro que não, isso seria agir como adulto e dentro da realidade.

A palavra de ordem será atacar os evangélicos, como já começaram a fazer. Os ataques vão desde delírios autoritários de controlar igrejas até a condescendência elitista e perversa pelas redes. O evangélico não sabe nada, precisa aprender com o inteligentinho. Até aula de Bíblia o pessoal quer dar para evangélico, mesmo sem nem saber do que fala. 

É evidente que isso vai afastar ainda mais Lula dos evangélicos. Pode até ser um cálculo. Talvez esse público seja mesmo bolsonarista e não tem jeito. Não é que o mostra o histórico da pesquisa. Em agosto do ano passado, Lula caminhava para uma aproximação e conseguiu ter mais aprovação que desaprovação entre evangélicos.

Ao importar para cá o conflito no Oriente Médio, Lula criou alguns problemas domésticos e um deles é com os evangélicos. Por que ele faz isso bem quando os preços dos alimentos sobem e impactam também na popularidade? Sinceramente, não sei responder.

Mundo

Tempestade catastrófica em Moscou: Uma tragédia com mortes

20.06.2024 22:51 2 minutos de leitura
Visualizar

Suspeitos de roubo de Rolexa do "Dentista dos Famosos" são presos

Visualizar

Com gol nos acréscimos, Flamengo vence o Bahia e é líder do Brasileirão

Visualizar

São João em São Paulo: Guia completo para 2024

Visualizar

12 migrantes mortos são resgatados do mar pelo governo italiano

Visualizar

Cracolândia: Grades e operações policiais causam polêmicas

Visualizar

Tags relacionadas

evangélicos Hamas Israel Lula Narrativas Antagonista
< Notícia Anterior

Léo Ortiz é oficialmente apresentado como jogador do Flamengo

06.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Anderson Leonardo, do Molejo, internado em luta contra o câncer

06.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Madeleine Lacsko

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Cancelamento do Nubank: público já percebe que ataques são orquestrados

Cancelamento do Nubank: público já percebe que ataques são orquestrados

Madeleine Lacsko
20.06.2024 19:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
PL do aborto e a arte política de brincar com questões sensíveis

PL do aborto e a arte política de brincar com questões sensíveis

Madeleine Lacsko
19.06.2024 20:33 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Lula tem dificuldades para se acostumar à perda de poder

Lula tem dificuldades para se acostumar à perda de poder

Madeleine Lacsko
18.06.2024 20:59 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Adoradores de Lula cancelam até o Sérgio Sacani

Adoradores de Lula cancelam até o Sérgio Sacani

17.06.2024 19:29 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.