“You f*king Jew”: mulheres e crianças são alvo de antissemitismo “You f*king Jew”: mulheres e crianças são alvo de antissemitismo
O Antagonista

“You f*king Jew”: mulheres e crianças são alvo de antissemitismo

avatar
Redação O Antagonista
4 minutos de leitura 05.12.2023 10:15 comentários
Mundo

“You f*king Jew”: mulheres e crianças são alvo de antissemitismo

Polícia britânica investiga caso de crianças judias impedidas de embarcar em ônibus. Mulheres judias são intimidadas em metrô de Vancouver.

avatar
Redação O Antagonista
4 minutos de leitura 05.12.2023 10:15 comentários 0
“You f*king Jew”: mulheres e crianças são alvo de antissemitismo
Reprodução/X

Polícia britânica investiga alegação de que crianças judias foram impedidas de embarcar em ônibus

Várias queixas foram feitas à polícia devido a uma série de incidentes em que motoristas de ônibus, supostamente devido ao incentivo dos passageiros, se recusaram a parar para judeus.

Em Stamford Hill, um bairro londrino que abriga uma grande comunidade judaica, vários estudantes judeus esperavam o ônibus e fizeram sinal para que ele parasse. O motorista diminuiu a velocidade, mas não parou.

Segundo a denúncia, vários passageiros encorajaram o motorista, ao mesmo tempo que fizeram comentários antissemitas e expressaram gratidão por ele não ter parado.

Depois que o incidente foi inicialmente relatado ao Shomrim local, um grupo judeu de vigilância de bairro, a denúncia foi repassada à Polícia Metropolitana de Londres. A reclamação foi feita por um passageiro do ônibus que disse ter se sentido “ameaçado, intimidado, chocado e assustado”, pois não havia outros judeus no ônibus naquele momento.

Outro incidente ocorreu três dias depois, quando uma menina judia de 13 anos relatou um incidente semelhante em que o motorista do ônibus não parou para um menino judeu, mas parou para outro londrino não-judeu.

A Transport for London disse que estava levando os relatórios “extremamente a sério”, acrescentando: “Não toleramos qualquer forma de discriminação na nossa rede”.

Isto ocorre após um aumento nos incidentes antissemitas em Londres desde o início da guerra em 7 de Outubro, que registrou um aumento de 1.353% em outubro, em comparação com o mesmo mês do ano passado.

“Nunca tivemos tantos crimes de ódio em um mês. Normalmente, em média, são três por semana. Desde 7 de Outubro, Shomrim denunciou 84 crimes de ódio. Não estamos falando que isso está acontecendo nacionalmente, apenas no bairro de Stamford Hill”.

O crescimento de antissemitismo no Canadá também é assustador. Protestos massivos pró-Palestina e até pró-Hamas expuseram milhares de pessoas furiosas clamando inequivocamente pelo genocídio – o extermínio de Israel “do rio ao mar”.

No metrô de Vancouver, dois homens com Kufiya (lenço xadrez preto e branco que geralmente é usado em volta do pescoço ou da cabeça. Lenço tradicional palestino) foram filmados puxando um coro e intimidando passageiras judias: “You f*king Jew, f*k you”, esbravejou um deles antes de descer do metrô após entoar o “From the River to the Sea, Palestine Will Be Free.

Em Toronto, pais de crianças judias estão tirando a kipá de seus filhos antes de os enviar para o transporte escolar, com medo de algum incidente. Escolas judaicas, sinagogas e um centro comunitário judaico foram alvo de tiros e coquetéis molotov em Montreal nas últimas semanas.

Em 4 de dezembro, porém, milhares de pessoas se reuniram perto do Parlamento do Canadá em manifestação em solidariedade a Israel e apelando para o fim da violência antissemita.

Dezenas de ônibus foram fretados para Ottawa a partir de Montreal e Toronto, lar de grandes comunidades judaicas: “É muito importante que diversas partes do nosso país se unam e defendam o povo judeu… e se unam contra o ódio aos judeus”, disse uma representante do United Jewish Appeal, um dos grupos que patrocinaram a manifestação.

Desde o início da guerra Israel-Hamas, o Antagonista vem acompanhando atentamente o crescimento do antissemitismo no Brasil e no mundo.

 

 

Leia mais:

 

Retórica anti-Israel e ódio ao Ocidente, de Mélenchon a Lula

 

A pressão pelo “cessar-fogo” desejado pelo Hamas

UC Berkeley processada por leniência com antissemitismo

Brasil

Brasil em estado de emergência habitacional

23.06.2024 14:15 3 minutos de leitura
Visualizar

Rodrygo assume peso da camisa 10 pela Seleção Brasileira

Visualizar

São Paulo passa por onda extrema de seca

Visualizar

PF desmantela quadrilha de tráfico de animais silvestres online

Visualizar

MDB é o principal adversário do governo, diz ministro de Lula

Visualizar

DETRAN do Rio Grande do Sul teme abandono de veículos

Visualizar

Tags relacionadas

antissemitismo
< Notícia Anterior

O que falta para a PGR denunciar Bolsonaro pelo 8/1

05.12.2023 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

O afundamento do Brasil: a politicagem por trás do caso Braskem

05.12.2023 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

O Antagonista é um dos principais sites jornalísticos de informação e análise sobre política do Brasil. Sua equipe é composta por jornalistas profissionais, empenhados na divulgação de fatos de interesse público devidamente verificados e no combate às fake news.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Crusoé: as regras do debate entre Biden e Trump

Crusoé: as regras do debate entre Biden e Trump

23.06.2024 12:56 1 minuto de leitura
Visualizar notícia
Quais os impactos da cafeína no dia a dia?

Quais os impactos da cafeína no dia a dia?

23.06.2024 12:35 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Entenda o caos climático de calor na Índia

Entenda o caos climático de calor na Índia

23.06.2024 12:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Homem é inocentado após passar 20 anos no corredor da morte

Homem é inocentado após passar 20 anos no corredor da morte

23.06.2024 11:39 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.