O Antagonista

Soldados norte-coreanos cruzam fronteira com a Coreia do Sul

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 18.06.2024 09:26 comentários
Mundo

Soldados norte-coreanos cruzam fronteira com a Coreia do Sul

Esta é a segunda vez em menos de duas semanas que soldados norte-coreanos atravessam a linha de demarcação intercoreana, que separa os dois estados ainda tecnicamente em guerra

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 18.06.2024 09:26 comentários 0
Soldados norte-coreanos cruzam fronteira com a Coreia do Sul
Reprodução

Várias dezenas de soldados norte-coreanos cruzaram a fronteira com a Coreia do Sul, antes de recuarem sob o fogo de advertência do exército sul-coreano, anunciou o Estado-Maior Conjunto em Seul na terça-feira:

Dezenas de soldados norte-coreanos cruzaram a linha de demarcação militar e retiraram-se em direção ao norte após tiros de advertência” vindos do Sul, disse o alto oficial sul coreano.

A incursão ocorreu horas antes do presidente russo, Vladimir Putin, chegar à Coreia do Norte para uma rara visita de Estado.

Num outro incidente, vários soldados norte-coreanos ficaram feridos por explosões de minas enquanto trabalhavam perto da fronteira, disse a mesma fonte, de acordo com a qual estes soldados realizavam trabalhos de limpeza e colocação de minas ao longo da fronteira, mas “sofreram muitas baixas como resultado de repetidas explosões de minas terrestres durante o seu trabalho”.

Apesar disso, os militares do Norte “parecem continuar as suas operações de forma imprudente”, acrescentou o responsável.

Durante vários meses, a Coreia do Norte tem trabalhado para desmantelar as estradas e ferrovias que a ligavam ao Sul, quando as relações entre os dois países eram melhores. Os militares do Norte também estão reforçando as fortificações no seu lado da fronteira, colocando minas, construindo novas barreiras antitanques e desmatando grandes áreas:

As atividades da Coreia do Norte parecem ser uma medida para fortalecer o controle interno, incluindo a prevenção de que as tropas norte-coreanas e os norte-coreanos desertem para o Sul”, disse o oficial sul-coreano.

Centenas de balões cheios de lixo

Esta é a segunda vez em menos de duas semanas que soldados norte-coreanos atravessam a linha de demarcação intercoreana, que separa os dois estados ainda tecnicamente em guerra.

Em 9 de junho, vários soldados do Norte entraram brevemente no território sul-coreano e retiraram-se após avisos sonoros e tiros de advertência de soldados do Sul.

As duas Coreias estão separadas por uma zona desmilitarizada (DMZ) de 4 km de largura. A linha divisória está no meio. Os lados norte e sul-coreanos da DMZ estão fortemente fortificados, mas a própria linha de demarcação, localizada no meio desta zona infestada de minas, está marcada apenas com sinais simples.

As relações entre o Norte e o Sul atravessam atualmente um dos períodos mais tensos dos últimos anos.

Os dois países continuam tecnicamente em guerra, tendo o conflito que os opôs entre 1950 e 1953 terminado num armistício e não num tratado de paz.

Nas últimas semanas, Pyongyang enviou centenas de balões cheios de lixo, como pontas de cigarro, papel higiênico e até excrementos de animais, para a Coreia do Sul. A Coreia do Norte pretendia responder ao envio para o norte por associações desertores, também por balão, de folhetos hostis ao líder Kim Jong Un e à sua família, dólares em pequenos valores e chaves USB contendo K-pop e séries sul-coreanas. Seul não pode impedir legalmente estes envios.


Mais Lidas

1

TSE vai endossar farsa eleitoral de Maduro por Lula?

Visualizar notícia
2

É tudo culpa da Casa Civil

Visualizar notícia
3

Inspirado por Biden, Datena ensaia ‘datenar’

Visualizar notícia
4

"Democratas colhem o que plantaram"

Visualizar notícia
5

Se a ideologia woke fosse uma pessoa, seria Kamala Harris

Visualizar notícia
6

Kamala Harris recusa convite para presidir sessão com Netanyahu

Visualizar notícia
7

Censura na EBC na mira da Câmara

Visualizar notícia
8

Atletas zombam da falta de conforto na Vila Olímpica

Visualizar notícia
9

Celso Amorim é mais que “observador” da farsa eleitoral de Maduro

Visualizar notícia
10

Agente da Força Nacional é baleado na cabeça em Vigário Geral

Visualizar notícia

Tags relacionadas

Coreia do Norte Coreia do Sul
< Notícia Anterior

Votos de 2022 mostram hipocrisia do STF sobre monitoramento de redes

18.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

TURQUIA X GEÓRGIA: confira os horários e onde assistir ao jogo da Eurocopa

18.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

O Antagonista é um dos principais sites jornalísticos de informação e análise sobre política do Brasil. Sua equipe é composta por jornalistas profissionais, empenhados na divulgação de fatos de interesse público devidamente verificados e no combate às fake news.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Sobrenomes que podem pedir cidadania italiana

Sobrenomes que podem pedir cidadania italiana

23.07.2024 10:17 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Tudo o que você queria saber sobre as Olimpíadas Paris 2024

Tudo o que você queria saber sobre as Olimpíadas Paris 2024

23.07.2024 10:02 6 minutos de leitura
Visualizar notícia
"Mahmoud Abbas abraça os assassinos e estupradores do Hamas"

"Mahmoud Abbas abraça os assassinos e estupradores do Hamas"

23.07.2024 09:36 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
21 de julho foi o dia mais quente da Europa

21 de julho foi o dia mais quente da Europa

23.07.2024 09:12 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.