ONU diz que China violou direitos humanos ONU diz que China violou direitos humanos
O Antagonista

ONU diz que China violou direitos humanos

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 04.03.2024 19:05 comentários
Mundo

ONU diz que China violou direitos humanos

ONU pede à China que reforme suas leis, alegando violações dos direitos fundamentais em Xinjiang e Tibete. Descubra mais sobre essa situação preocupante de direitos humanos.

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 04.03.2024 19:05 comentários 1
ONU diz que China violou direitos humanos
Fonte: Reprodução / Reuters

Nessa segunda-feira (4), Volker Turk, chefe de direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), fez um apelo à China para que esta implemente as recomendações relativas à alteração de leis que atualmente violam direitos fundamentais. O foco está especialmente nas regiões de Xinjiang e Tibete, onde tais violações são mais reportadas.

Acusações a Pequim

Grupos de defesa dos direitos humanos direcionaram acusações contra Pequim por abusos generalizados. A maior vítima seria os uigures, uma minoria étnica majoritariamente muçulmana. Estima-se que em torno de 10 milhões de pessoas pertençam a este grupo na região ocidental de Xinjiang. Entre os abusos relatados está o uso em massa de trabalho forçado em campos. As autoridades chinesas, no entanto, negam todas as acusações.

Pedido ao governo chinês

No Conselho de Direitos Humanos da ONU em Genebra, Turk apelou ao governo chinês. “Apelo também ao governo para que implemente as recomendações feitas pelo meu gabinete e por outros órgãos de direitos humanos em relação às leis, políticas e práticas que violam os direitos fundamentais, incluindo nas regiões de Xinjiang e Tibete”, afirmou. A missão diplomática da China em Genebra não se manifestou imediatamente sobre o pedido de comentário.

Tibete sob controle chinês

Em 1950, a China assumiu o controle do Tibete. O governo chiês descreve a ação como uma “libertação pacífica” da servidão feudal. Contudo, entidades internacionais de direitos humanos e exilados condenam o que eles rotulam como um regime opressivo chinês em áreas tibetanas.

Apelo pela libertação de defensores dos direitos humanos

Turk, cujo gabinete está empenhado em “diálogo” com Pequim, também apelou à libertação de defensores dos direitos humanos. Isso inclui advogados e outras pessoas que foram detidas sob a acusação de “provocar brigas e criar problemas”.

Em agosto de 2022, Michelle Bachelet, então Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, divulgou um relatório onde concluiu que a detenção de uigures e outros muçulmanos pela China pode constituir crimes contra a humanidade.

Mundo

Uso de bicicletas em Paris ultrapassa uso de carros

16.04.2024 20:05 3 minutos de leitura
Visualizar

EUA diz que China financia crise de fentanil americana

Visualizar

Gilmar Rinaldi x Neto: ex-goleiro expõe mágoa com apresentador

Visualizar

TSE adia julgamento de cassação de senador Jorge Seif

Visualizar

Empresário Rodrigo Carvalheira é indiciado por estupro

Visualizar

Senado aprova PEC das drogas; texto vai à Câmara

Wesley Oliveira Visualizar

Tags relacionadas

China ONU
< Notícia Anterior

Luan, do São Paulo, articula empréstimo para o Vitória

04.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

STJ mantém data de julgamento de “Caso Robinho”

04.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (1)

Gabriel Amar

2024-03-04 19:22:06

Então Lula, nada a comentar sobre a parceira e a ineficiência da ONO?


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Uso de bicicletas em Paris ultrapassa uso de carros

Uso de bicicletas em Paris ultrapassa uso de carros

16.04.2024 20:05 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
EUA diz que China financia crise de fentanil americana

EUA diz que China financia crise de fentanil americana

16.04.2024 20:01 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Acabaram os mísseis da Ucrânia

Acabaram os mísseis da Ucrânia

16.04.2024 19:11 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Crusoé: O tamanho do "gesto" que o Irã mandou para Israel

Crusoé: O tamanho do "gesto" que o Irã mandou para Israel

16.04.2024 18:50 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.