Itália investe 5,5 Bilhões de Euros para fortalecer laços com a África Itália investe 5,5 Bilhões de Euros para fortalecer laços com a África
O Antagonista

Itália investe 5,5 Bilhões de Euros para fortalecer laços com a África

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 29.01.2024 18:40 comentários
Mundo

Itália investe 5,5 Bilhões de Euros para fortalecer laços com a África

Primeira-ministra italiana, Giorgia Meloni, anuncia investimento de 5,5 bilhões de euros para aprimorar laços econômicos com a África e estabelecer um hub energético para a Europa.

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 29.01.2024 18:40 comentários 0
Itália investe 5,5 Bilhões de Euros para fortalecer laços com a África
Fonte: Reuters

Durante uma reunião de um dia em Roma que contou com a presença de mais de duas dezenas de líderes africanos e funcionários da União Europeia, a primeira-ministra italiana, Giorgia Meloni, traçou uma série de iniciativas para fortalecer os laços com a África. A líder italiana prometeu um investimento inicial de 5,5 bilhões de euros, incluindo garantias do Estado.

Meloni declarou que a cúpula foi um sucesso, revelando várias áreas de cooperação potencial, especialmente em relação à energia. No entanto, alguns participantes expressaram discordância, incluindo, Moussa Faki Mahamat, presidente da Comissão da União Africana, que enfatizou a necessidade de honrar os compromissos e lamentou a falta de consulta aos africanos sobre as prioridades do plano.

Críticas ao novo plano

Críticos ao plano afirmam que a Itália, com um alto nível de dívida, não pode concorrer com potências como China, Rússia e os estados do Golfo, que estão buscando ampliar sua presença na África, região rica em recursos naturais.

Apesar disso, Meloni afirmou que seu governo buscará ajuda do setor privado e de instituições internacionais, como a União Europeia, para implementar o plano, batizado de Plano Mattei, em homenagem ao fundador da petrolífera estatal italiana Eni.

Energia e imigração: desafios da parceria Itália-África

A primeira-ministra italiana assinalou que a necessidade de energia é um dos principais focos da iniciativa, com a Itália buscando servir de porta de entrada para o gás natural da África na Europa.

Por outro lado, Meloni também reconheceu a necessidade de fortalecer a indústria e a agricultura na África para aumentar as economias locais, como uma forma de desencorajar a emigração de jovens africanos.

Meloni, que se comprometeu a interromper a chegada de migrantes não autorizados durante sua campanha eleitoral, enfrenta desafios nessa área. Apenas em 2023, 157.600 migrantes chegaram à Itália por barco, a maioria partindo de países do norte da África como Tunísia e Líbia.

[A imigração] nunca será detida, os traficantes de seres humanos nunca serão derrotados se não abordarmos as muitas causas que levam uma pessoa a deixar sua casa“, declarou Meloni na cúpula.

Fica a expectativa de como a Itália implementará esse plano ambicioso, equilibrando as necessidades econômicas e sociais em um cenário que envolve múltiplas nações e desafios complexos.

Esportes

Athletico-PR vence o Danubio pela Sul-Americana e segue 100%

24.04.2024 23:00 3 minutos de leitura
Visualizar

Botafogo vence o Universitario pela Libertadores com golaço de Luiz Henrique

Visualizar

Flamengo na Libertadores: Tite faz mudanças de última hora na escalação

Visualizar

O cinismo de André Janones sobre rachadinha

Visualizar

PC-RJ indicia suspeitos por assassinato de advogado a queima roupa

Visualizar

20 toneladas de queijo sao apreendidas em Minas Gerais

Visualizar

Tags relacionadas

África Itália
< Notícia Anterior

Cautela no mercado financeiro antes de decisão sobre juros

29.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Lula e Bolsonaro se equivalem no discurso da “perseguição”  

29.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Reino Unido e Alemanha assinam acordo de defesa

Reino Unido e Alemanha assinam acordo de defesa

24.04.2024 20:46 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Coreia do Norte amplia força militar desafiando EUA

Coreia do Norte amplia força militar desafiando EUA

24.04.2024 20:14 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
CEO do TikTok espera derrubar proibição dos EUA

CEO do TikTok espera derrubar proibição dos EUA

24.04.2024 19:52 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Meta enfrenta queda de ações após apostar pesado em IA

Meta enfrenta queda de ações após apostar pesado em IA

24.04.2024 19:42 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.