O Antagonista

Iraniano armado faz reféns em trem na Suíça e é morto pela polícia

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 09.02.2024 16:33 comentários
Mundo

Iraniano armado faz reféns em trem na Suíça e é morto pela polícia

Sequestrador armado é morto pela polícia suíça após fazer reféns em trem. Uma rara ocorrência no país, o incidente alarmante envolveu negociações intensas e um desfecho dramático.

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 09.02.2024 16:33 comentários 0
Iraniano armado faz reféns em trem na Suíça e é morto pela polícia
Fonte: Reprodução / Getty Images

Na noite da última quinta-feira, a polícia suíça abateu um homem armado com um machado e uma faca que havia feito 15 passageiros reféns em um trem local. O sequestrador, segundo as informações, era um solicitante de asilo iraniano de 32 anos. Ele abordou o transporte em movimento próximo a Yverdon, obrigando o condutor a parar e se juntar aos passageiros no vagão.

Operação policial para libertação dos reféns

De acordo com a polícia, após ser atacada pelo homem, a equipe de segurança precisou invadir o trem e efetuar disparos como forma de se proteger e de resguardar as vítimas. O sequestrador acabou sendo atingido e morreu. As circunstâncias que levaram ao desfecho fatal ainda não estão claras. Todas as pessoas feitas reféns foram liberadas ilesas.

A situação alarmante foi comunicada pelas próprias vítimas e mais de 60 policiais, incluindo uma unidade especial de Genebra, foram enviados ao local. A polícia passou várias horas tentando negociar com o sequestrador, em inglês e em persa, mas sem sucesso.

Ataque surpreende pela raridade

À medida que observaram o sequestrador se afastando dos reféns, os policiais realizaram a investida, munidos de granadas de efeito moral. Um dos passageiros disse que o perpetrador parecia “muito estressado”.

Vale ressaltar que este tipo de ocorrência é rara na Suíça, apesar de já terem ocorrido episódios de sequestro em bancos e empresas. O último caso do tipo registrado no país ocorreu em janeiro de 2022, quando funcionários de uma empresa relojoeira foram feitos reféns e obrigados a abrir um cofre. O apoio psicológico às vítimas e às suas famílias já está sendo providenciado pelo serviço de saúde suíço.

Pouco se sabe sobre o sequestrador, exceto que era natural do Irã e havia sido alocado em um centro para solicitantes de asilo em Neuchatel. A motivação para a ação ainda não foi esclarecida.

Brasil

Concurso UNIFAL 2024: Oportunidades para níveis técnico e superior com salários de até R$4.556,92

05.03.2024 06:34 2 minutos de leitura
Visualizar

Recorde do Simples Nacional: mais de 650 mil empresas optam pelo regime tributário

Visualizar

Bolsa Família 2024: cronograma de pagamentos em março revelado

Visualizar

Caixa Tem: consulte os benefícios para março, Bolsa Família e PIS/PASEP liberados

Visualizar

Bolsa Família e Imposto de Renda: entenda quando é necessário declarar

Visualizar

Craque Neto detona responsável pela eliminação do Corinthians: "maior culpado"

Visualizar

Tags relacionadas

Suíça trem
< Notícia Anterior

ANEEL multa Enel em R$ 165 milhões por apagão em São Paulo

09.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Josias Teófilo na Crusoé: Cancelamento e autodeclaração

09.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Diplomata brasileiro morre em missão na Ruanda

Diplomata brasileiro morre em missão na Ruanda

04.03.2024 20:46 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Kate Middleton é vista em público novamente depois de 6 semanas

Kate Middleton é vista em público novamente depois de 6 semanas

04.03.2024 20:25 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Nevasca nos EUA causa estragos e perigo de avalanches

Nevasca nos EUA causa estragos e perigo de avalanches

04.03.2024 20:05 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
ONU diz que China violou direitos humanos

ONU diz que China violou direitos humanos

04.03.2024 19:05 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.