O Antagonista

Famílias e refém resgatado apelam por acordo entre Israel e Hamas

avatar
Felipe Moura Brasil
6 minutos de leitura 16.06.2024 13:57 comentários
Mundo

Famílias e refém resgatado apelam por acordo entre Israel e Hamas

“Não há alternativa à vitória”, diz Netanyahu, após morte de oito soldados em Gaza

avatar
Felipe Moura Brasil
6 minutos de leitura 16.06.2024 13:57 comentários 0
Famílias e refém resgatado apelam por acordo entre Israel e Hamas
Manifestação em Begin Gate, Tel Aviv

O Fórum de Reféns e Famílias Desaparecidas organizou uma manifestação no sábado, 15 de junho, em Begin Gate, em Tel Aviv, onde mais uma vez instou o governo de Israel a aceitar qualquer acordo que resulte na libertação dos reféns restantes da Faixa de Gaza, embora o gabinete do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu tenha afirmado dias antes que a última resposta do Hamas foi negativa.

Resgatado juntamente com Almog Meir Jan (21 anos), Noa Argamani (25) e Shlomi Ziv (40) na “Operação Arnon”, realizada por militares israelenses disfarçados de moradores de Gaza, o ex-refém Andrey Kozlov (27) gravou um vídeo em inglês, divulgado pelo Fórum, reiterando o apelo por acordo e mostrando que sua felicidade não é completa porque praticamente a metade dos 239 sequestrados em 7 de outubro ainda não foi trazida de volta.

“Quase todos os sábados eles nos mostravam todas as manifestações que vêm acontecendo em Tel Aviv, em Jerusalém. E eu não… eu não contei quantas pessoas estavam lá, mas vi que eram muitas. Eu me lembro de como Almog reagiu na primeira vez que viu sua foto… Ele começou a… [Suspira alto.] Sou eu, sou eu no cartaz, sou eu! E, para ele, foi… [Respira alto.] Ele começou a respirar mais livremente, sabe? Vocês gastaram muito tempo e muito esforço para nos trazer para casa. E isso é uma das coisas que me deram esperança. Vocês são heróis. Vocês são… vocês são heróis. Mais de 120 reféns ainda estão lá. E eu não consigo sentir toda a felicidade dessa situação porque eu fui libertado e eles não. Eles ainda estão lá em Gaza. Para todos os reféns que ainda estão em Gaza, é apenas uma decisão. Apenas uma. É o acordo entre Israel e o Hamas. Peço que os tragam para casa o mais rápido possível. Israel, mundo, Hamas, peço que façam um acordo o mais rápido possível”, disse Andrey Kozlov.

Einav, mãe do refém Matan Tsengaoker, declarou que, “embora existam lacunas nas negociações de acordo de reféns, elas podem ser superadas”. “Pedimos que o governo israelense tome a iniciativa e elimine essas lacunas para fechar um acordo imediatamente.”

Yael Alon, filha órfã da Guerra do Yom Kippur e mãe enlutada da atual guerra com o Hamas, disse: “Eu experimentei o pior de tudo na minha carne, duas vezes, e estou aqui para gritar e gritar ‘não mais!’.”

O temor entre as famílias presentes na manifestação é que a continuação da guerra aumente a quantidade de vidas perdidas, tanto de reféns quanto de militares das Forças de Defesa de Israel que operam em Gaza.

No sábado, as FDI anunciaram a morte de oito soldados em uma explosão em Rafah, sete deles identificados: Wassem Mahmoud, Eliyahu Moshe Zimbalist, Itay Amar, Stanislav Kostarev, Orr Blumovitz, Oz Yeshaya Gruber, e Yakir Ya’akov Levi – todos entre 19 e 23 anos.

Oito soldados israelenses foram mortos no sul de Gaza

“Fomos informados de um trágico incidente no qual oito soldados foram mortos. Oito famílias já se juntaram às famílias enlutadas. Nossos corações estão partidos e enviamos nossas condolências a elas”, disse Eyal Eshel, pai de Roni Eshel, que foi assassinado em 7 de outubro no kibutz Nahal Oz.

O que diz Netanyahu?

Benjamin Netanyahu lamentou no sábado a morte dos oito militares, antes da divulgação de todos os nomes. Para o primeiro-ministro, “apesar do preço elevado e perturbador” da guerra, “não há alternativa à vitória”.

Eis a íntegra de seu discurso:

“Cidadãos de Israel, hoje pagamos um preço doloroso em nossa guerra justa em defesa de nossa pátria. Com profunda tristeza e em pesado luto, inclino minha cabeça junto com todos os cidadãos de Israel e choro pela queda de nossos heróicos combatentes: o vice-comandante de um batalhão de engenharia, capitão Wassem Mahmoud, e outros soldados heróicos cujos nomes ainda não foram divulgados.

Nossos corações estão despedaçados diante desta terrível perda. Todo o povo de Israel abraça as queridas famílias nos seus momentos mais difíceis de luto. Estou ao lado dos nossos bravos combatentes e comandantes, que estão imbuídos da missão sagrada de derrotar os nossos inimigos e devolver os nossos reféns.

Quando o preço é tão alto, lembremo-nos por que lutamos: lutamos para garantir a nossa existência e o nosso futuro. Estamos lutando para devolver todos os nossos reféns.

Esta guerra difícil nos foi imposta por um inimigo abominável e assassino. Em Simchat Torá, os monstros do Hamas invadiram os nossos kibutzim, as nossas comunidades, as nossas cidades e o festival dos jovens que desejavam apenas o bem. Eles massacraram, violaram, decapitaram, queimaram, desmembraram e raptaram os nossos irmãos e irmãs – bebês e crianças, mulheres e homens, jovens e idosos.

Este inimigo monstruoso não tem intenção de parar por aqui. Juntamente com as outras partes do eixo do mal do Irã, continuará a tentar nos destruir. Se não pararmos isso, isso não irá parar. Portanto, não há alternativa à vitória.

Cidadãos de Israel, não deixem que ninguém os distraia de um fato claro e simples: apesar do preço elevado e perturbador, devemos nos agarrar aos objetivos da guerra: a destruição das capacidades militares e de governo do Hamas, o regresso de todos os nossos reféns, garantindo que Gaza nunca mais constituirá uma ameaça para Israel e para o regresso seguro dos nossos residentes às suas casas, tanto no norte como no sul.

Estamos no meio de uma guerra muito difícil. A guerra está sendo conduzida em diversas frentes, incluindo a frente internacional. Estamos prontos para muitos desafios adicionais. É neste momento que devemos mostrar a força de espírito do nosso povo, graças à qual vencemos todos os nossos inimigos. Assim será desta vez também. ‘É um tempo de angústia para Jacó, mas dele ele será salvo.’ (Jeremias 30:7)

Juntos lutaremos e, com a ajuda de Deus, juntos venceremos.”

Mais Lidas

1

Haddad descobre uma das únicas coisas que funcionam no Brasil, o meme

Visualizar notícia
2

Biden ironiza diagnóstico de covid-19 para criticar Musk

Visualizar notícia
3

A confissão de Janones sobre "chafurdar na lama"

Visualizar notícia
4

Atirador avisou: "13 de julho será minha estreia"

Visualizar notícia
5

ONG anti-Israel admite crimes de guerra do Hamas

Visualizar notícia
6

Crusoé: Líderes democratas no Congresso pediram a Biden que desistisse, diz imprensa

Visualizar notícia
7

Corina acusa Maduro de raptar chefe de segurança

Visualizar notícia
8

Bruninho Samudio, filho de Bruno e Eliza, assina com o Botafogo

Visualizar notícia
9

Em discurso emocional, JD Vance defende trabalhadores americanos

Visualizar notícia
10

"Israel deve focar em túneis e quebrar espinha dorsal do Hamas"

Visualizar notícia

< Notícia Anterior

Bill Gates estaria investindo em energia nuclear

16.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Escândalo de doping na natação da China

16.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Felipe Moura Brasil

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Primeira-Ministra Italiana processa jornalista por comentários sobre altura

Primeira-Ministra Italiana processa jornalista por comentários sobre altura

18.07.2024 08:08 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Incêndio em loja na China deixa 16 mortos

Incêndio em loja na China deixa 16 mortos

18.07.2024 08:07 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Fã faz tatuagem de Trump ferido após atentado em comício

Fã faz tatuagem de Trump ferido após atentado em comício

18.07.2024 07:54 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
"Israel deve focar em túneis e quebrar espinha dorsal do Hamas"

"Israel deve focar em túneis e quebrar espinha dorsal do Hamas"

Alexandre Borges
18.07.2024 07:18 4 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.