O Antagonista

Ex-reféns e vizinhos confirmam “jornalista” como captor afiliado ao Hamas

avatar
Redação O Antagonista
4 minutos de leitura 12.06.2024 15:32 comentários
Mundo

Ex-reféns e vizinhos confirmam “jornalista” como captor afiliado ao Hamas

Envolvimento de Aljamal no cativeiro de reféns do Hamas já era confirmado pelo porta-voz das FDI, Daniel Hagari, ainda no domingo, 9

avatar
Redação O Antagonista
4 minutos de leitura 12.06.2024 15:32 comentários 0
Ex-reféns e vizinhos confirmam “jornalista” como captor afiliado ao Hamas
Foto: Reprodução/X

Os reféns liberados pelas Forças de Defesa de Israel (FDI) em sábado, 8 de junho, identificaram o “jornalista” palestino Abdallah Aljamal (foto) como captor afiliado ao Hamas. A afirmação também é endossada por vizinhos de Aljamal.

A informação é do jornal americano The Wall Street Journal, publicada na terça-feira, 11 de junho.

“As forças de segurança israelenses e os reféns identificaram o ‘jornalista’ palestino Abdallah Aljamal, que morava no apartamento, como um de seus captores. Abdallah e seu pai, Ahmad Aljamal – um médico e imã em uma mesquita local administrada pelo Hamas -, foram mortos durante a operação. Seus vizinhos disseram que sempre souberam que Abdallah Aljamal era afiliado ao Hamas”, diz o jornal.

O envolvimento de Aljamal no cativeiro de reféns do Hamas já era confirmado pelo porta-voz das FDI, Daniel Hagari, ainda no domingo, 9.

“Após verificações das FDI e do Shin Bet, pode-se confirmar que Abdullah Aljamal era um agente da organização terrorista Hamas, que manteve os sequestrados Almog Meir, Andrey Kozlov e Shlomi Ziv na casa de sua família em Nuseirat. 

A família de Abdullah Aljamal manteve reféns em cativeiro juntamente com seus familiares. Esta é mais uma prova de que a organização terrorista Hamas utiliza a população civil como escudo humano.

As forças de segurança continuarão a actuar em todos os esforços para recuperar os reféns”, diz a nota de Hagari.

A reportagem do Journal publicada nesta terça também trouxe mais detalhes sobre o cativeiro dos reféns resgatados no final de semana.

“O único contacto deles com o mundo exterior vinha dos guardas que lhes traziam comida e por vezes abusavam deles. Eles podiam ouvir a família de Gaza que morava no andar de baixo, incluindo crianças, mas nunca os conheceram. Um dia, quando a família saiu, eles puderam descer para usar a cozinha.

Seus captores distribuíam punições caso os cativos não seguissem suas regras estritas, incluindo trancá-los no banheiro e empilhar cobertores sobre eles durante o tempo quente. Eles repetidamente ameaçaram matá-los.

Os reféns jogavam cartas, estudavam árabe, ensinavam hebraico ou russo uns aos outros e marcavam o tempo em diários. Os três se tornaram amigos íntimos e foi esse vínculo que os ajudou nessa provação”, diz o jornal americano.

Quem era Aljamal?

Morto na operação de resgate dos reféns no sábado, Aljamal já foi porta-voz do “Ministério do Trabalho de Gaza”, uma das fachadas do governo do Hamas.

Uma minibiografia do “repórter e fotojornalista” com a logo da Al-Jazeera ainda rendeu a alegação de que Aljamal também trabalhava para a emissora de TV Al-Jazeera, do Catar, país que hospeda líderes do Hamas.

Em 7 de outubro, dia do massacre cometido pelo Hamas em Israel com 1200 assassinatos e 239 sequestros (alguns dos quais, depois se descobriu, eram só de corpos de pessoas também assassinadas), Aljamal postou um agradecimento em tom de celebração:

“Louvado seja Deus, muito obrigado, bom e abençoado.

Oh Deus, retribua.

Oh Deus, retribua.

Oh Deus, retribua.

Oh Deus, sua vitória prometida.

Oh Alá, aceite, aceite.

Sua vitória, oh Deus.”

Al Jazeera nega vínculo com Aljamal

A Al Jazeera publicou, em sua conta oficial de relações públicas no X, uma nota para tentar se descolar do “jornalista” Abdallah Aljamal, apontado pelas Forças de Defesa de Israel no domingo, 9, como um agente do Hamas que manteve em cativeiro três dos quatro reféns resgatados no sábado, 8.

A emissora de TV do Catar, país que hospeda terroristas do grupo, referiu-se às pessoas sequestradas em território israelense em 7 de outubro de 2023 e levadas para a Faixa de Gaza como “prisioneiros”, buscando traçar uma equivalência com os prisioneiros palestinos em Israel, detidos e/ou condenados pelo cometimento de crimes.

“A conta X do Ministério da Defesa de Israel e alguns sites israelenses citaram o nome de um jornalista palestino de Gaza chamado Abdallah Aljamal e afirmaram que ele trabalha com a Al-Jazeera e que seu nome estava ligado ao que aconteceu na libertação de quatro prisioneiros pelo exército israelense no centro da Faixa de Gaza no sábado.

A Al Jazeera Media Network confirma que Abdallah Aljamal nunca trabalhou com a rede, mas contribuiu para um artigo de opinião em 2019, e que estas alegações são completamente infundadas.

A rede sublinha também que estas alegações são uma continuação do processo de calúnia e desinformação que visa prejudicar a reputação, o profissionalismo e a independência da Al Jazeera.

Mais Lidas

1

Washington Post pede desistência de Biden: “Ele precisa enfrentar a realidade”

Visualizar notícia
2

Trump desafia Biden a fazer exame cognitivo

Visualizar notícia
3

Economista alemão critica ajuda financeira de Lula e Bolsonaro a Putin

Visualizar notícia
4

Bolsonaro mantém agenda com Ramagem no Rio

Visualizar notícia
5

Prefeito de Curitiba critica Bolsonaro em cerimônia de homenagem a Doria

Visualizar notícia

Tags relacionadas

Al Jazeera Gaza Hamas reféns
< Notícia Anterior

Medel tem saída do Vasco confirmada por Pedrinho

12.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Crusoé: Por que Putin mandou navios de guerra para Cuba

12.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Indianos são resgatados na Itália em situação análoga à escravidão

Indianos são resgatados na Itália em situação análoga à escravidão

13.07.2024 18:29 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Economista alemão critica ajuda financeira de Lula e Bolsonaro a Putin

Economista alemão critica ajuda financeira de Lula e Bolsonaro a Putin

Felipe Moura Brasil
13.07.2024 17:55 5 minutos de leitura
Visualizar notícia
Alec Baldwin absolvido em caso de homicídio no set de 'Rust'

Alec Baldwin absolvido em caso de homicídio no set de 'Rust'

13.07.2024 17:32 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Coreia do Sul implementa armas a laser contra Coreia do Norte

Coreia do Sul implementa armas a laser contra Coreia do Norte

13.07.2024 17:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.