O Antagonista

EUA irão fornecer armas de longo alcance para a Alemanha

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 10.07.2024 18:21 comentários
Mundo

EUA irão fornecer armas de longo alcance para a Alemanha

Em um movimento surpreendente, os EUA vão implantar avançadas armas de longo alcance na Alemanha, incluindo mísseis Tomahawk.

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 10.07.2024 18:21 comentários 0
EUA irão fornecer armas de longo alcance para a Alemanha
Fonte: Reprodução/Joshua Roberts

A partir de 2026, os Estados Unidos darão um importante passo para fortalecer suas capacidades defensivas na Europa. Em um comunicado conjunto, Estados Unidos e Alemanha anunciaram planos para a implantação de avançadas armas de longo alcance na Alemanha, incluindo mísseis de cruzeiro Tomahawk SM-6 e novas armas hipersônicas ainda em desenvolvimento. Esta medida reflete o compromisso contínuo dos EUA com a segurança da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e a defesa do continente europeu.

Esta decisão marca uma nova era na estratégia militar, especialmente após a dissolução do Tratado de Forças Nucleares de Alcance-Intermediário (INF) em 2019, que proibia o uso de mísseis com alcances entre 500 e 5.500 quilômetros. A retirada dos EUA do tratado foi motivada por alegações de violações por parte da Rússia, que negou as acusações e posteriormente impôs uma moratória ao desenvolvimento desses mísseis.

Por que os EUA estão implantando novas armas na Alemanha?

A decisão de posicionar armas de maior alcance na Alemanha é uma resposta direta às crescentes preocupações de segurança na Europa. Especialistas sugerem que este movimento é uma tentativa de dissuadir possíveis ameaças e fortalecer a capacidade de resposta rápida da OTAN em situações críticas. Além disso, a implantação dessas armas enfatiza o apoio contínuo dos Estados Unidos aos seus aliados europeus.

O impacto do fim do Tratado INF na segurança europeia

Com a extinção do Tratado INF, diversos países, incluindo Alemanha, Hungria, Polônia, República Tcheca, Eslováquia e Bulgária, que haviam destruído seus arsenais nos anos 90, enfrentam agora um novo cenário de rearmamento. Este cenário levanta questões sobre o balanço de poder na Europa e como as nações responderão à nova dinâmica de segurança sem o tratado.

Que tipo de armas serão implantadas?

O plano inclui a implantação de mísseis de cruzeiro Tomahawk SM-6 e armas hipersônicas. Essas tecnologias representam um significativo avanço na capacidade militar, oferecendo maior alcance e precisão. A presença dessas poderosas armas na Alemanha não apenas aumenta a capacidade defensiva como também serve como um forte elemento dissuasório frente a possíveis agressores.

Enquanto os preparativos estão em andamento para a implantação dessas novas tecnologias, muitos observadores da segurança internacional continuarão monitorando de perto as implicações dessa estratégia para a estabilidade regional e a paz a longo prazo na Europa. A cooperação entre os Estados Unidos e a Alemanha neste assunto é um sinal claro de sua dedicação conjunta à manutenção da segurança europeia em um mundo cada vez mais complexo e desafiador.

Mais Lidas

1

Filmes novos vs filmes antigos 

Visualizar notícia
2

Celso Amorim toma invertidas, nos EUA, ao relativizar ditaduras

Visualizar notícia
3

Que tal taxar os memes de Haddad?

Visualizar notícia
4

Michelle Bolsonaro aciona STF contra Gleisi Hoffmann

Visualizar notícia
5

Israel bombardeia porto no Iêmen após ataque em Tel Aviv

Visualizar notícia
6

Memes sobre Haddad e intolerância ao contraditório

Visualizar notícia
7

Zema vê Tarcísio como “nome mais forte” da direita para 2026

Visualizar notícia
8

Idosa é presa por ser stalker de policial

Visualizar notícia
9

Lula tenta ajustar discurso após fala machista

Visualizar notícia
10

Mais de 30 congressistas democratas pedem para Biden desistir

Visualizar notícia

Tags relacionadas

Alemanha armas EUA OTAN
< Notícia Anterior

Após reportagem de O Antagonista, TCU suspende megalicitação da Secom

10.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Eurocopa 2024: Inglaterra na final após virada aos 90 minutos

10.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Microsoft: apagão cibernético afetou 8,5 milhões de máquinas

Microsoft: apagão cibernético afetou 8,5 milhões de máquinas

20.07.2024 19:51 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Panamá vai começar a deportar imigrantes

Panamá vai começar a deportar imigrantes

20.07.2024 19:48 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Trump: “Levei um tiro pela democracia”

Trump: “Levei um tiro pela democracia”

20.07.2024 19:24 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Arzebaijão ameaça entrar de forma militar na França

Arzebaijão ameaça entrar de forma militar na França

20.07.2024 18:55 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.