O Antagonista

Em decisão inédita, mãe é condenada por atos do filho que atirou em escola

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 06.02.2024 17:02 comentários
Mundo

Em decisão inédita, mãe é condenada por atos do filho que atirou em escola

Mãe é condenada por dar arma a filho atirador de escola em Michigan, nos EUA, ignorando sinais de violência.

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 06.02.2024 17:02 comentários 0
Em decisão inédita, mãe é condenada por atos do filho que atirou em escola
Fonte: BBC

Jennifer Crumbley, 45, foi condenada por quatro homicídios culposos, decorrentes do tiroteio realizado por seu filho adolescente em uma escola em Michigan. Segundo os promotores, Crumbley deu a arma como presente de Natal antecipado para seu filho, apesar de estar ciente de suas tendências violentas.

No dia 30 de novembro de 2021, a escola chamou os pais do adolescente após uma professora encontrar um desenho com imagens violentas na carteira escolar do aluno.

Ignorando sinais e recomendações

Os pais foram orientados a levar o filho para casa e buscar ajuda profissional para ele. Porém, decidiram não seguirem a recomendação, permitindo que o adolescente retornasse à sala de aula.

Logo após a negligência dos pais em levá-lo para casa, o estudante foi ao banheiro e voltou, abrindo fogo com a pistola SIG Sauer 9mm que recebera de presente.

A arma, última do pai, James Crumbley, seria um presente de Natal para o adolescente. No entanto, o pai enfrenta julgamento separado apenas no mês de março.

A mãe alega que a responsabilidade de guardar a arma cabia apenas ao pai, e que o uso do revólver pelo adolescente deveria estar restrito ao “stand” de tiro.

Consequências para os responsáveis

A promotora do caso argumentou que Jennifer deve responder por cada uma das quatro vítimas mortas no tiroteio.

A advogada de defesa de Jennifer, Shannon Smith, questionou: “Cada pai pode realmente ser responsabilizado por tudo o que seus filhos fazem?“, enfatizando que Jennifer não podia ser punida pelos atos de seu filho.

Esta é considerada a primeira vez que os responsáveis por um adolescente que cometeu um ataque em uma escola são condenados por homicídio, segundo veículos de imprensa dos EUA.

Esportes

De Arrascaeta fala sobre possibilidade de jogar na Europa

05.03.2024 07:36 2 minutos de leitura
Visualizar

Concurso PM MG 2024: 180 Vagas para curso de formação de oficiais com salário inicial de R$7.175,30

Visualizar

Bolsa Família: saiba se os beneficiários precisam declarar Imposto de Renda

Visualizar

Superterça: última chance de Nikki Haley

Visualizar

Jornais destacam regulamentação do transporte por app

Visualizar

Vendas do iPhone despencam 24% na China; Huawei segue crescendo

Alexandre Borges Visualizar

Tags relacionadas

ataque a escola
< Notícia Anterior

Corinthians regulariza Garro, mas estreia contra o Santos ainda é dúvida

06.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Conselho de “Direitos Humanos” defende antissemitismo lulista

06.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Superterça: última chance de Nikki Haley

Superterça: última chance de Nikki Haley

05.03.2024 07:28 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Diplomata brasileiro morre em missão na Ruanda

Diplomata brasileiro morre em missão na Ruanda

04.03.2024 20:46 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Kate Middleton é vista em público novamente depois de 6 semanas

Kate Middleton é vista em público novamente depois de 6 semanas

04.03.2024 20:25 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Nevasca nos EUA causa estragos e perigo de avalanches

Nevasca nos EUA causa estragos e perigo de avalanches

04.03.2024 20:05 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.