O Antagonista

Crusoé: Só Michelle Obama poderia bater Trump?

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 03.07.2024 17:26 comentários
Mundo

Crusoé: Só Michelle Obama poderia bater Trump?

Pesquisa publicada nesta quarta-feira, 3, pelo instituto Ipsos junto com a agência Reuters, mostra Michelle com 50%, ante 39% de Trump

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 03.07.2024 17:26 comentários 1
Crusoé: Só Michelle Obama poderia bater Trump?
Reprodução/Facebook

Uma possível candidatura da ex-primeira-dama Michelle Obama (foto) é a única capaz de vencer o republicano Donald Trump, se a eleição fosse hoje. Apesar de manter alheia da política como em quase toda a sua vida, o nome de Michelle ainda suscita boas memórias dos democratas — memórias que ficam ainda mais vivas no atual momento de desarranjo da campanha de Joe Biden.

Uma pesquisa publicada nesta quarta-feira, 3, pelo instituto Ipsos junto com a agência Reuters, mostra Michelle com 50%, ante 39% de Trump. Tudo na pesquisa é extraordinário: ela tem uma vantagem que nenhum democrata — nem Biden — atualmente tem contra Trump; ela tem uma vantagem de dos dígitos, algo inédito há muitos anos; e, mesmo fora da política, ela engaja mais a população que qualquer outro nome com mandato.

As pesquisas com o nome dela devem se tornar mais comuns nas próximas semanas. Antes, elas eram raras: em fevereiro, seu nome foi testado pela primeira vez em uma pesquisa da AtlasIntel: ela tinha, até então 41,6% das intenções de voto, ante 39% de Donald Trump, o virtual candidato republicano ao cargo.

Michelle teria uma série de atributos que são bem vistos pelos democratas: além da associação com o seu marido, a sua jovialidade com pautas ligadas à sociedade deixaram uma boa memória no eleitorado americano. Ela não é necessariamente jovem (completou 60 anos em janeiro), mas é um poço de juventude contra Biden e Trump, os dois presidentes mais velhos da história americana.

A questão é que ela não quer, nem nunca quis, entrar na política. Advogada de formação, Michelle era uma figura de apoio ao seu marido desde que este assumiu o cargo de senador pelo estado de Illinois. Quando o marido alcançou a Casa Branca, em 2009, ela passou a aparecer publicamente como uma das mais ativas primeiras-damas da história, defendendo ações antiobesidade infantil. Tudo muito longe dos corredores do Congresso ou do Salão Oval onde o marido despachava.

Nos seus raros…

Leia mais em Crusoé

Mais Lidas

1

Atentado a Trump: autoridade confirma 2 mortos, incluindo atirador

Visualizar notícia
2

Atentado a Trump, o que dizem autoridades do mundo inteiro

Visualizar notícia
3

Crusoé: Como o atentado a Trump impacta a campanha nos EUA

Visualizar notícia
4

"Nos vemos na posse", diz Bolsonaro em mensagem sobre Trump

Visualizar notícia
5

Elon Musk manifesta apoio a Trump após disparos

Visualizar notícia
6

"Senti a bala rasgando a pele", diz Trump sobre atentado

Visualizar notícia
7

Atentado a Trump é investigado como tentativa de assassinato

Visualizar notícia
8

“O que vimos hoje é inaceitável”, diz Lula, sobre atentado a Trump

Visualizar notícia
9

Biden sobre atentado a Trump: "Esse tipo de violência é doentia"

Visualizar notícia
10

Serviço secreto dos EUA: “Trump está seguro”

Visualizar notícia

Tags relacionadas

Donald Trump eleições americanas Joe Biden Michelle Obama
< Notícia Anterior

Quanto seu time precisa para não ser rebaixado no Brasileirão

03.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Influenciadora do DF morre após cirurgia estética nos glúteos

03.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (1)

Maglu Oliveira

2024-07-03 19:33:04

Essa é também a opinião dos alemães, todos torcendo todo mundo pela Michelle Obama. Falo isso desde a primeira candidatura desse mequetrefe americano, mas a Michelle sempre disse que tem horror à política. Talvez agora, vendo o país ir para o mesmo precipício em que o Brasil está, ela resolva se sacrificar. Pelo menos ela teria um bom conselheiro e co-governante ao lado dela. Biden, meu amigo, DESOCUPA A MOITA!!!!


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Crusoé: Como o atentado a Trump impacta a campanha nos EUA

Crusoé: Como o atentado a Trump impacta a campanha nos EUA

13.07.2024 23:07 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
"Senti a bala rasgando a pele", diz Trump sobre atentado

"Senti a bala rasgando a pele", diz Trump sobre atentado

13.07.2024 22:02 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Biden sobre atentado a Trump: "Esse tipo de violência é doentia"

Biden sobre atentado a Trump: "Esse tipo de violência é doentia"

13.07.2024 21:22 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Atentado a Trump, o que dizem autoridades do mundo inteiro

Atentado a Trump, o que dizem autoridades do mundo inteiro

13.07.2024 21:15 4 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.