Crusoé: O Temer argentino, pero no mucho Crusoé: O Temer argentino, pero no mucho
O Antagonista

Crusoé: O Temer argentino, pero no mucho

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 03.05.2024 12:46 comentários
Mundo

Crusoé: O Temer argentino, pero no mucho

O presidente da Argentina, Javier Milei, consegue emplacar parte de sua reforma trabalhista no Congresso

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 03.05.2024 12:46 comentários 0
Crusoé: O Temer argentino, pero no mucho
Foto: Divulgação/ Casa Rosada

O presidente da Argentina, Javier Milei, é um libertário a favor do livre mercado e de menos intervenção estatal. Uma de suas principais bandeiras é a flexibilização do mercado de trabalho, parte do pacotão de reformas que ele acredita ser fundamental para “tirar a Argentina do atoleiro”. Em muitas de suas propostas, Milei repete medidas que foram tomadas pela reforma trabalhista aprovada no Brasil em 2017, durante o governo do presidente Michel Temer. Entre seus objetivos está o de reduzir os obstáculos criados pela Justiça do Trabalho e pelos sindicatos à criação de empregos. Em algumas áreas, Milei aparenta se encaminhar para um sucesso. Em outras, nem tanto. Sua reforma não terá a mesma amplitude daquela que o Brasil conseguiu fazer. Mesmo assim, deverá render bons resultados para a economia argentina.

Na terça-feira, 30 de abril, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou o pacotão ómnibus de Milei, após diversas negociações entre o governo e a oposição. Um dos principais pontos acordados é a anistia aos empresários que empregaram pessoas no passado sem o devido registro. Caso eles formalizem os vínculos com esses funcionários, poderão ter as multas perdoadas. Trata-se de um incentivo ao trabalho formal. Cerca de metade da força de trabalho argentina está na informalidade, comprometendo a arrecadação do governo. Em comparação, o Brasil em 2017 tinha 40% da população ocupada no mercado negro.

A reforma de Temer não concedeu nenhuma anistia como a que propõe Milei, que também tem como uma de suas metas reduzir os problemas dos empresários com a Justiça. Na Argentina, são comuns os casos de empresários que fecham as portas dos seus negócios porque não conseguem pagar as multas trabalhistas. “Quando um vínculo empregatício não está bem registrado e ocorre uma demissão, o empregador tem de multiplicar a indenização ao trabalhador”, diz o economista argentino Jorge Colina, presidente do instituto Idesa, em Buenos Aires. Um pequeno erro no registro de um funcionário pode dobrar a indenização na hora de uma demissão, segundo ele.

Leia mais aqui; assine Crusoé e apoie o jornalismo independente.

Esportes

Com gol nos acréscimos, Flamengo vence o Bahia e é líder do Brasileirão

20.06.2024 22:08 3 minutos de leitura
Visualizar

São João em São Paulo: Guia completo para 2024

Visualizar

12 migrantes mortos são resgatados do mar pelo governo italiano

Visualizar

Cracolândia: Grades e operações policiais causam polêmicas

Visualizar

Lula quer monopólio da autonomia

Visualizar

Crusoé: Seoul considera armar Ucrânia após acordo entre Rússia e Coreia do Norte

Visualizar

Tags relacionadas

Argentina Crusoé Javier Milei Reforma Trabalhista
< Notícia Anterior

CNU: Ministro diz que "Enem dos Concursos" poderá ser adiado no Rio Grande do Sul

03.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Madonna: operação encontra facas enterradas em Copacabana

03.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

12 migrantes mortos são resgatados do mar pelo governo italiano

12 migrantes mortos são resgatados do mar pelo governo italiano

20.06.2024 21:22 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Crusoé: Seoul considera armar Ucrânia após acordo entre Rússia e Coreia do Norte

Crusoé: Seoul considera armar Ucrânia após acordo entre Rússia e Coreia do Norte

20.06.2024 21:02 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Filipinas divulga vídeo sob ataque chinês com armas brancas

Filipinas divulga vídeo sob ataque chinês com armas brancas

20.06.2024 20:08 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Nova lei na Louisiana exige os Dez Mandamentos em escolas públicas

Nova lei na Louisiana exige os Dez Mandamentos em escolas públicas

20.06.2024 19:54 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.