Olimpíadas de Paris: o que esperar do Brasil nas novas modalidades Olimpíadas de Paris: o que esperar do Brasil nas novas modalidades
O Antagonista

Olimpíadas de Paris: o que esperar do Brasil nas novas modalidades

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 12.05.2024 14:45 comentários
Esportes

Olimpíadas de Paris: o que esperar do Brasil nas novas modalidades

Descubra as novidades nas Olimpíadas de Paris, incluindo breaking e caiaque extremo. Torça pelos atletas brasileiros!

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 12.05.2024 14:45 comentários 0
Olimpíadas de Paris: o que esperar do Brasil nas novas modalidades
Reprodução/Instagram @paris2024

As Olimpíadas de Paris estão se aproximando, e com elas, a estreia de duas modalidades esportivas que prometem agitar o cenário competitivo: o breaking e o caiaque extremo (canoagem slalom: caiaque extremo/cross). Estes novos eventos trazem uma mistura empolgante de cultura urbana e aventura aquática, oferecendo uma nova perspectiva aos Jogos Olímpicos e possibilidades para os atletas brasileiros.

Qual é o potencial do Brasil nas novas modalidades olímpicas?

A expectativa de medalha para o Brasil neste novo cenário olímpico é cautelosa. Apesar de não sermos os principais favoritos, existem possibilidades reais de conquistas a depender do desempenho e evolução dos competidores nos campeonatos pré-olímpicos.

Desafios no Breaking

No breaking, o b-boy brasileiro Leony Pinheiro é uma das esperanças de classificação. Atualmente, ele é o 33º colocado no ranking mundial, competindo entre 566 b-boys. Sua jornada inclui disputas em etapas do pré-olímpico em Xangai e Budapeste, onde busca uma das sete vagas restantes. A competição promete ser acirrada, com 16 b-boys duelando na etapa final dos Jogos.

O que esperar do caiaque extremo para o Brasil?

  • Ana Sátila: A primeira brasileira a competir na final olímpica de canoagem slalom, possui experiências valiosas de competições internacionais, incluindo uma medalha de ouro no Campeonato Mundial de Canoagem em 2018 e múltiplas vitórias em Jogos Pan-Americanos.
  • Pepê Gonçalves: Destacou-se também nos Jogos Pan-Americanos, com medalhas de ouro em Lima e nos Jogos Sul-Americanos de 2022, mostrando que tem capacidade para ser um dos líderes neste novo formato olímpico.

Com ambos os atletas já classificados para o caiaque extremo, o país aguarda a confirmação de mais dois competidores, um em cada naipe, que serão definidos na Copa do Mundo de Canoagem em junho.

O caiaque extremo/cross poderia ser uma surpresa para o Brasil em Paris?

Embora o Brasil não seja tradicionalmente uma potência em canoagem slalom, atletas como Ana Sátila e Pepê Gonçalves têm trazido visibilidade e resultados impressionantes para o esporte, criando uma expectativa de que, mesmo sendo uma novidade, o caiaque extremo pode surpreender e trazer medalhas para casa.

O evento ocorrerá entre 26 de julho e 11 de agosto, e com as novas adições, espera-se que não só os atletas, mas também os espectadores ao redor do mundo, vivenciem os Jogos Olímpicos de uma maneira totalmente renovada e empolgante.

Acompanhe as atualizações e torça pelos atletas brasileiros em suas jornadas para as Olimpíadas de Paris através das principais plataformas de esportes e notícias.

Mundo

Dona do "Call of Duty" é acusada de homicídio culposo por tiroteio em escola dos EUA

24.05.2024 22:26 3 minutos de leitura
Visualizar

Google revisa IA para corrigir erros bizarros

Visualizar

Inmet alerta: Junho deve ser a salvação do Rio Grande do Sul

Visualizar

Ivan Sant'anna na Crusoé: Terra de fronteira – Primeira parte

Visualizar

Boeing e NASA superam desafios e preparam 1° voo tripulado da Starliner

Visualizar

Rodolfo Borges na Crusoé: Um goleiro nunca é o bastante

Visualizar

Tags relacionadas

Olimpíadas de Paris
< Notícia Anterior

Desvalorização de US$ 1,5 trilhão atinge empresas pós pandemia

12.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Aumento alarmante na mortalidade por diabetes no Brasil

12.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Rodolfo Borges na Crusoé: Um goleiro nunca é o bastante

Rodolfo Borges na Crusoé: Um goleiro nunca é o bastante

24.05.2024 21:12 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
COB estrutura suporte para Time Brasil em Paris 2024

COB estrutura suporte para Time Brasil em Paris 2024

24.05.2024 20:52 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Cruzeiro anuncia retorno de Adilson Batista como treinador

Cruzeiro anuncia retorno de Adilson Batista como treinador

24.05.2024 20:28 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Phillippe Coutinho desembarca no Brasil, acerto com Vasco perto

Phillippe Coutinho desembarca no Brasil, acerto com Vasco perto

24.05.2024 20:17 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.