Clubes gaúchos pressionam CBF por paralização de todos os jogos do Brasileirão Clubes gaúchos pressionam CBF por paralização de todos os jogos do Brasileirão
O Antagonista

Clubes gaúchos pressionam CBF por paralização de todos os jogos do Brasileirão

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 07.05.2024 07:00 comentários
Esportes

Clubes gaúchos pressionam CBF por paralização de todos os jogos do Brasileirão

Representantes dos clubes têm agendado uma reunião nesta terça-feira, 07, na sede da entidade, no Rio de Janeiro, que poderá definir o futuro imediato da competição.

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 07.05.2024 07:00 comentários 4
Clubes gaúchos pressionam CBF por paralização de todos os jogos do Brasileirão
Fotos : Ale Torres / Staff Images Woman / CBF

Grêmio, Internacional e Juventude, grandes representantes do futebol do Rio Grande do Sul, entraram em confronto direto com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nesta semana com objetivo que haja a paralização de todos os jogos do Brasileirão.

O motivo é obvio, as severas enchentes que têm assolado várias regiões do estado.

Os representantes dos clubes têm agendado uma reunião na sede da CBF, no Rio de Janeiro, que poderá definir o futuro imediato da competição.

A reunião, agendada para esta terça-feira, 07, visa discutir e, possivelmente, chegar a um consenso sobre o adiamento completo da rodada, inicialmente não previsto pela CBF.

Grêmio, Internacional e Juventude querem a paralização do Brasileirão

O apelo por parte do Grêmio, Internacional e Juventude não é isolado.

Além das evidentes complicações logísticas e de segurança causadas pelas enchentes, há uma questão de empatia e suporte às comunidades atingidas, muitas das quais incluem torcedores e funcionários dos clubes.

A CBF inicialmente havia adiado apenas os jogos diretamente afetados pelos clubes do Rio Grande do Sul.

Contudo, a evolução da situação e a pressão resultante dos clubes grandes do estado fizeram com que a entidade reconsiderasse a ideia de um adiamento geral.

Problemas como “desgaste político” e questões relacionadas a acordos de transmissão também estão sendo avaliados meticulosamente.

O desdobramento possível

A CBF considera utilizar o período de Data Fifa para reagendar as partidas que poderiam ser adiadas.

Este ajuste no calendário, que afetaria meses como junho, setembro, outubro e novembro, apresenta-se como uma solução que minimizaria impactos a longo prazo para o campeonato.

Enquanto essa situação se desenrola, fica claro que o futebol brasileiro não é apenas uma questão de jogar e competir.

Ele está intrinsecamente ligado às realidades sociais e desafios que as comunidades enfrentam.

A decisão da CBF não só reflete sobre a organização da série A do Brasileirão, mas também sobre sua responsabilidade e sensibilidade social perante situações de crise.

Brasil

Moraes decreta prisão preventiva de réu do 8/1 porque outros fugiram

23.05.2024 15:14 3 minutos de leitura
Visualizar

Seif é flagrado em jantar de ministros e ex-integrantes do TSE

Wilson Lima Visualizar

Senado aprova PL que cria espaço para comunidade LGBTQIA+ nos presídios

Visualizar

Um dos epicentros da tragédia no RS é alvo de disputa entre Lula e Bolsonaro

Visualizar

Lula sinaliza veto ao fim da isenção das blusinhas da Shein

Wesley Oliveira Visualizar

Sasha Meneghel lança sua própria marca de roupas: Mondepars

Visualizar

Tags relacionadas

Brasileirão Campeonato Brasileiro CBF
< Notícia Anterior

Concurso CRF/AC 2024: Vagas abertas para níveis médio e superior

07.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Concursos em PE: 1.534 vagas com salários até R$12,7 mil

07.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (4)

Paulo Pires

2024-05-07 09:12:47

Respeitando as devidas proporções, os EUA não pararam no 11 de setembro. Aliás, a tragédia do estado gaúcho se repete nos outros estados brasileiros: a máquina pública falida não tem dinheiro para resolver nossos graves problemas (educação, saneamento, segurança, saúde, infra-estrutura, etc), ela só tem dinheiro para bancar as mordomias e altos salários dos seus funcionários!


Marcia Elizabeth Brunetti

2024-05-07 08:51:43

Nada mais lógico . Chega de pensar em Brasil como país de futebol e carnaval! Nosso país precisa focar em uma calamidade onde, se não for a ajuda da população, sofre grandes possibilidades de desvio de verbas que deverão ser dedicadas ao RS.


Gustavo Nascimento

2024-05-07 07:33:04

Paralisação.. sem Z..


Claudia Marini Ísola

2024-05-07 07:32:05

Paralisação… é com S


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Cuca faz convite a Gabigol para jogar pelo Athletico-PR

Cuca faz convite a Gabigol para jogar pelo Athletico-PR

23.05.2024 13:55 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Onde assistir Ceará x CRB: confira detalhes da partida

Onde assistir Ceará x CRB: confira detalhes da partida

23.05.2024 13:40 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Astro da NBA enfrenta processo após atropelar fã

Astro da NBA enfrenta processo após atropelar fã

23.05.2024 13:38 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Onde assistir São Paulo x Águia de Marabá: confira detalhes da partida

Onde assistir São Paulo x Águia de Marabá: confira detalhes da partida

23.05.2024 13:20 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.