O Antagonista

Mercadante anuncia mãozinha de Dilma para o velho novo PAC

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 11.08.2023 17:50 comentários
Economia

Mercadante anuncia mãozinha de Dilma para o velho novo PAC

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico (BNDES), Aloizio Mercadante, fez um discurso efusivo no relançamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) nesta sexta-feira (11), no Rio de Janeiro...

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 11.08.2023 17:50 comentários 0
Mercadante anuncia mãozinha de Dilma para o velho novo PAC
Aloizio Mercadante fala durante o relançamento do PAC. (Foto: Reprodução/TV Brasil)

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico (BNDES), Aloizio Mercadante, fez um discurso efusivo no relançamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) nesta sexta-feira (11), no Rio de Janeiro.

“Não temos como ser Brasil sem ser grande”, disse Mercadante, emendando que “uma grande nação só se constrói planejando e executando a sua visão portadora de futuro”.

Ele foi mais direto na sequência: “Nós precisamos de mais Estado, e nós viemos para isso”. Mercadante disse que “o fortalecimento do Estado é uma exigência histórica para a humanidade”, e deu como exemplo os esforços de EUA e da União Europeia na reação às mudança climáticas.

“Nesse fortalecimento do Estado, os bancos públicos têm um papel fundamental. No caso Brasil, BNDES, Banco do Brasil, Caixa, Finep, BNB [Banco do Nordeste], Basa [Banco da Amazônia]”, enumerou, acrescentando que os bancos públicos têm R$ 440 bilhões para financiar o PAC.

O evento desta sexta, no qual o governo federal prometeu investimentos de R$ 1,7 trilhão nos próximos quatro anos, não contou com boa parte dos governadores da oposiçãoTarcísio de Freitas (Republicanos), de São Paulo, Jorginho Mello (PL), de Santa Catarina, Ratinho Jr. (PSD), do Paraná, e Eduardo Leite (PSDB), do Rio Grande do Sul mandaram avisar que não poderiam ir e enviaram representantes.

Banco dos Brics

Mercadante guardou o melhor, por assim dizer, para o final de seu discurso. A companheira Dilma Rousseff, que deixou os afazeres na China para prestigiar o relançamento do programa do qual, um dia, foi chamada de “mãe”, conseguiu mais dinheiro para emprestar ao padrinho Lula. “Ela disse, ‘não é mais isso não, Mercadante, estamos trazendo para você anunciar mais US$ 1 bilhão para o governo do presidente Lula, para a gente fazer a transição’. São US$ 2,7 bilhões só do Banco dos Brics”, anunciou Mercadante.

Sim, eles vão fazer tudo de novo.

Mais Lidas

1

"Lula segue caminho de declínio", diz Economist

Visualizar notícia
2

De tanto patrulhar humorista, esquerda não consegue mais se defender dos memes

Visualizar notícia
3

Argentina e outros 4 países mostram a Brasil como lidar com Maduro

Visualizar notícia
4

Biden: “De que diabos Trump estava falando?”

Visualizar notícia
5

O apagão mundial explicado

Visualizar notícia
6

Como assessor de Lula traduz ameaças de Maduro

Visualizar notícia
7

Crusoé: Lula e a autodeterminação dos ditadores amigos

Visualizar notícia
8

O circo da eleição americana

Visualizar notícia
9

Brasileira em Israel fala de ataque a Tel Aviv

Visualizar notícia
10

Crusoé: os números atualizados da repressão a 10 dias das eleições na Venezuela

Visualizar notícia

Tags relacionadas

Aloizio Mercadante banco dos Brics BNDES Dilma Rousseff
< Notícia Anterior

Papo Antagonista: Suco de bolsonarismo

11.08.2023 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

PL evita declarações sobre operação da PF 

11.08.2023 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

"Lula segue caminho de declínio", diz Economist

"Lula segue caminho de declínio", diz Economist

19.07.2024 18:20 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Dólar avança 17 centavos a R$ 5,61 em semana tensa com fiscal

Dólar avança 17 centavos a R$ 5,61 em semana tensa com fiscal

19.07.2024 17:28 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
CCR RioSP capta mais de R$ 9 bi em debêntures de infraestrutura

CCR RioSP capta mais de R$ 9 bi em debêntures de infraestrutura

19.07.2024 15:40 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Planejamento detalha contingenciamento na segunda à tarde

Planejamento detalha contingenciamento na segunda à tarde

19.07.2024 15:06 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.