Medicamentos e alimentos puxam avanço da inflação em abril Medicamentos e alimentos puxam avanço da inflação em abril
O Antagonista

Medicamentos e alimentos puxam avanço da inflação em abril

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 10.05.2024 10:00 comentários
Economia

Medicamentos e alimentos puxam avanço da inflação em abril

No ano, o IPCA acumula alta de 1,80% e, em 12 meses, de 3,69%; em abril de 2023, a variação havia sido de 0,61%

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 10.05.2024 10:00 comentários 0
Medicamentos e alimentos puxam avanço da inflação em abril
Foto: Arquivo/Agência Brasil

O IPCA, índice que mede a inflação oficial do país, acelerou 0,38% em abril, após alta de 0,16% em março. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, 10, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No ano, a inflação acumula alta de 1,80% e, em 12 meses, de 3,69%. Em abril de 2023, a variação havia sido de 0,61%.

O resultado ficou acima da expectativa do mercado. O consórcio Bloomberg projetava alta mensal da inflação de 0,35%.

O que pesou para a inflação?

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados pelo IBGE, sete registraram alta em abril, com destaque para saúde e cuidados pessoais, que subiu 1,16%, e alimentação e bebidas, com avanço de 0,70% no mês.

O peso de cada um para a composição do IPCA em abril foi de 0,15 ponto percentual.

Na sequência, tanto vestuário, alta de 0,55%, quanto transportes, 0,14%, contribuíram com 0,03 ponto percentual.

Medicamentos

No grupo saúde e cuidados pessoais, a maior contribuição veio dos produtos farmacêuticos, que avançaram 2,84%, após a autorização do reajuste de até 4,50% nos preços a partir de 31 de março, com destaque para os medicamentos antidiabéticos, 4,19%, anti-infecciosos e antibióticos, 3,49%, e de hipotensores e hipocolesterolêmicos, 3,34%.

Alimentação

Em alimentação e bebidas, a alimentação no domicílio acelerou de 0,59% em março para 0,81% em abril, com destaque para os preços do mamão, 22,76%, da cebola, 15,63%, do tomate, 14,09%, e do café moído, 3,08%.

A alimentação fora do domicílio subiu 0,39% em abril, ante avanço de 0,35% no mês anterior. Enquanto o lanche desacelerou de 0,66% para 0,44%, a refeição acelerou de 0,09% para 0,34%.

Para o cálculo do índice de inflação de abril, o IBGE comparou os preços coletados no período de 29 de março a 30 de abril de 2024 (referência) com os preços vigentes entre 1º e 28 de março de 2024.

Brasil

Mais de 5 milhões de casos de dengue no Brasil

21.05.2024 15:15 2 minutos de leitura
Visualizar

Pedro Lima deve retornar ao Palmeiras após despedida de clube inglês

Visualizar

Crusoé: Congresso dos EUA discute sanções contra TPI

Visualizar

Crusoé: A desculpa de Jerônimo para a criminalidade na Bahia

Visualizar

Hulk podia estar na Europa, mas seu destino era no Atlético-MG

Visualizar

Europa regulamenta inteligência artificial

Visualizar

Tags relacionadas

IBGE inflação IPCA medicamentos
< Notícia Anterior

Imposto de Renda 2024: guia completo e prazos cruciais

10.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Concurso da Marinha do Brasil 2024/2025: vagas, inscrições e detalhes

10.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Guia Completo Microempreendedor Individual: como solicitar Auxílio Maternidade

Guia Completo Microempreendedor Individual: como solicitar Auxílio Maternidade

21.05.2024 12:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Unigel fecha acordo por Recuperação Extrajudicial

Unigel fecha acordo por Recuperação Extrajudicial

21.05.2024 11:48 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
MEI e Auxílio-Doença: saiba solicitar e beneficiar-se em 2024

MEI e Auxílio-Doença: saiba solicitar e beneficiar-se em 2024

21.05.2024 11:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Mão invisível do governo cada vez mais fundo no bolso do brasileiro

Mão invisível do governo cada vez mais fundo no bolso do brasileiro

21.05.2024 11:14 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.