Investidores reagem à explicação de trapalhada de Haddad Investidores reagem à explicação de trapalhada de Haddad
O Antagonista

Investidores reagem à explicação de trapalhada de Haddad

avatar
Rodrigo Oliveira
3 minutos de leitura 10.06.2024 07:55 comentários
Economia

Investidores reagem à explicação de trapalhada de Haddad

Rumores de que Haddad teria indicado uma necessidade de cortes de despesas da ordem de 40 bilhões de reais fizeram o dólar e os juros dispararem

avatar
Rodrigo Oliveira
3 minutos de leitura 10.06.2024 07:55 comentários 4
Investidores reagem à explicação de trapalhada de Haddad
Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil

A semana começa com a reação dos mercados à tentativa do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, de acalmar a Faria Lima. Na sexta-feira, 7, rumores circularam nas mesas de operações de corretoras e banco indicando que o ministro teria indicado que há pressão sobre os gastos relacionados à Previdência e que a equipe econômica tem estudo para conter as despesas obrigatórias. No entanto, Lula poderia não concordar.

A fala ainda apontaria a necessidade de cortes da ordem de 40 bilhões de reais do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e que, se o presidente não aceitasse, Haddad pediria para sair. A conversa teria acontecido durante encontro do ministro a portas fechadas com o CEO do Santander, Mario Roberto Opice Leão, e outros convidados da instituição financeira.

A reação do mercado ainda durante a sessão foi sentida na disparada de juros futuros e do dólar, que fechou em 5,345 reais – maior patamar desde 5 de janeiro de 2023. Após o fechamento da sessão, Haddad chamou os jornalistas para explicar o ocorrido e disse que a conversa foi sobre a possibilidade de contingenciamento, caso as despesas obrigatórias crescessem acima do previsto.

“Não entendi”

“Falei que sim”, garantiu Haddad. “Não entendi a intenção da pessoa que vazou uma informação falsa a respeito do que eu disse”, completou o ministro. A sessão desta segunda-feira, 10, deve deixar claro se a explicação convenceu ou não os investidores.

O ministro, no entanto, ainda tem mais dificuldades para tratar na agenda. Nesta terça-feira, 11, Haddad tem reunião marcada com líderes parlamentares para tratar da regulamentação da reforma tributária. O encontro ocorre em meio a fortes críticas do setor produtivo à MP (Medida Provisória) 1227, que limita a utilização de crédito do PIS e Cofins.

Na semana passada, logo após a apresentação da medida, uma coligação com 27 frentes parlamentares divulgaram nota criticando a proposta e pressionando o presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco, a devolver a MP ao Executivo.

Combustíveis

Além disso, representantes de postos fizeram circular ainda na sexta-feira, 7, que os combustíveis devem sofrer aumento de até 10 centavos por litro em função da alteração provocada nas contas das empresas com as novas regras.

Na agenda econômica, os investidores ainda acompanham os números do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) na terça-feira, 11, e a decisão sobre juros nos Estados Unidos no dia seguinte.

Mundo

Homens comem mais carne do que mulheres

16.06.2024 14:45 3 minutos de leitura
Visualizar

VASCO X CRUZEIRO: confira os horários e onde assistir ao jogo do Brasileirão

Visualizar

Neymar faz tatuagem em homenagem para a filha Mavie

Visualizar

Falta de vacinação em gestantes tem riscos sérios para bebês

Visualizar

Mudanças Climáticas: estudo relaciona aumento de enxaquecas ao excesso de calor

Visualizar

GRÊMIO X BOTAFOGO: confira os horários e onde assistir ao jogo do Brasileirão

Visualizar

Tags relacionadas

aumento nos combustíveis dólar Fernado Haddad juros futuros Meta fiscal
< Notícia Anterior

Concurso Mongaguá saúde 2024: Inscrições, vagas e provas

10.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

“Joe Biden não deveria concorrer à reeleição”

10.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Rodrigo Oliveira

Jornalista pela UnB (Universidade de Brasília), pós-graduado em Marketing &amp; Mídias Digitais pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) e especializado em finanças e negócios. É Analista de Valores Mobiliários (CNPI) certificado pela Apimec (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais) com quatro anos de experiência profissional no mercado financeiro.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (4)

eduardo henrique da silva mattos

2024-06-10 12:39:43

O que o STF nos deu de presente .


Paulo Pires

2024-06-10 12:05:25

Basta o boneco de ventríloquo abrir a boca para os índices econômicos piorarem, Ruinddad não precisa nem da canetada!


Marian

2024-06-10 08:51:22

Os meninos da Faria Lima se acalmarão com essa conversa de cerca Lourenço?


MARIO CAVALCANTI GAMEIRO DE MOURA

2024-06-10 08:48:02

Finalmente o POSTE do CACHORRÃO tá chegando a conclusão que tá ali pra fazer o que o CACHORRÃO quer... não o que deve ser feito. Tenho pena não... CHAPÉU DE BURRO É MARRETA.


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Imposto de Renda 2024: saiba tudo sobre a restituição dos seus tributos

Imposto de Renda 2024: saiba tudo sobre a restituição dos seus tributos

16.06.2024 12:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Vale-Gás: o segredo para o alívio imediato da sua conta

Vale-Gás: o segredo para o alívio imediato da sua conta

16.06.2024 11:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Inovação revolucionária: acesso ao empréstimo consignado mudará para sempre

Inovação revolucionária: acesso ao empréstimo consignado mudará para sempre

16.06.2024 11:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
MEI: entenda a importância da inscrição estadual para a sua empresa

MEI: entenda a importância da inscrição estadual para a sua empresa

16.06.2024 10:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.