Haddad procura evangélicos para minimizar mal-estar Haddad procura evangélicos para minimizar mal-estar
O Antagonista

Haddad procura evangélicos para minimizar mal-estar

avatar
Otávio Augusto
3 minutos de leitura 19.01.2024 11:48 comentários
Economia

Haddad procura evangélicos para minimizar mal-estar

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, tem conversado com lideranças evangélicas  benefício para os religiosos no…

avatar
Otávio Augusto
3 minutos de leitura 19.01.2024 11:48 comentários 3
Haddad procura evangélicos para minimizar mal-estar
Foto: Paulo Pinto/Agência Brasil

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, tem conversado com lideranças evangélicas para amenizar o clima após o corte do benefício para os religiosos no imposto de renda.

Deputados da Frente Evangélica do Congresso Nacional vão se reunir nesta sexta-feira (19) com Haddad, e com o secretário da Receita Federal, Robinson Barreirinhas.

A informação foi confirmada no fim da manhã por lideranças evangélicas e pelo Ministério da Fazenda.

Haddad quer esclarecer os motivos que levaram o governo a revogar o benefício, concedido durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, em 2022.

O deputado Silas Câmara, integrante da Frente, defende que a revogação seja anulada. Segundo ele, sem o ato, o assunto fica sem regulamentação e permite que o fiscal da Receita faça a interpretação da lei da forma que quiser.

“O Ato não gera qualquer vantagem. É tão somente uma forma de regulamentar a lei, que é clara. A ausência de uma norma deixa o tema sem regulamentação, possibilitando interpretação diversas”, reclamou.

A discussão sobre o assunto ocorre no momento em que o governo estuda maneiras de melhorar o diálogo com o segmento evangélico, em uma tentativa de ampliar a aprovação do governo e impactar os resultados das eleições municipais.

Suspensão da isenção fiscal a líderes religiosos

A Receita Federal suspendeu a eficácia da isenção fiscal sobre salários de ministros de confissão religiosa, a exemplo de pastores, concedida pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em agosto de 2022, às vésperas da campanha eleitoral. A decisão foi assinada pelo chefe do órgão, Robinson Barreirinhas, e publicada na quarta-feira, 17, no Diário Oficial da União.
O benefício tributário de Bolsonaro não considerava como remuneração sujeita à contribuição os valores pagos por entidades religiosas e instituições de ensino vocacional a ministros de confissão religiosa ou a membros de instituto de vida consagrada, de congregação ou de ordem religiosa.

De acordo com o texto do ato, seriam consideradas remuneração somente as parcelas pagas com características e em condições que, comprovadamente, estejam relacionadas à natureza e à quantidade do trabalho executado. Essa hipótese, porém, exigia que o líder religioso contribuísse de forma individual ou como prestador de serviços à entidade religiosa ou à instituição de ensino vocacional.

Ao acabar com o benefício, o secretário da Receita citou um processo ainda aberto do Tribunal de Contas da União (TCU) que verifica a “legalidade e legitimidade” da isenção. A Corte abriu uma investigação sobre o caso, considerado atípico por integrantes do próprio Fisco. Um dos apontamentos foi o de que a edição do ato que concedeu a isenção não passou pela avaliação técnica da subsecretaria de tributação da Receita.

Brasil

Conquiste a estabilidade: Inscreva-se já no Concurso TRF2

13.04.2024 06:34 3 minutos de leitura
Visualizar

PIS/Pasep 2024: saiba como receber seu abono e calendário de pagamento

Visualizar

PIS/Pasep: confira datas de pagamento e os seus direitos

Visualizar

Bolsa Família: calendário de pagamento e novos benefícios

Visualizar

Bolsa Família: libera mais benefícios e renda para famílias

Visualizar

Caso Neto x Sampaoli: apresentador não comparece a audiência judicial

Visualizar

Tags relacionadas

evangélicos Fernando Haddad
< Notícia Anterior

Caso Pedro Lucas: em meio à dor, mãe viveu expectativa da chegada de bebê

19.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Israel intercepta drone vindo do Líbano pelo mar

19.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Otávio Augusto

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (3)

Wanderlei Lopes De Lima

2024-01-20 06:48:55

Os ptralhas são farsantes.


Ulysses Galletti

2024-01-19 13:41:44

Convem ouvir o Dr. Ives Gandra a respeito


Jurandir Santana

2024-01-19 12:19:53

Já fizeram com esse interesse, criar dificuldade pra vender facilidade


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

PIS/Pasep 2024: saiba como receber seu abono e calendário de pagamento

PIS/Pasep 2024: saiba como receber seu abono e calendário de pagamento

13.04.2024 06:30 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
PIS/Pasep: confira datas de pagamento e os seus direitos

PIS/Pasep: confira datas de pagamento e os seus direitos

13.04.2024 06:00 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Bolsa Família: calendário de pagamento e  novos benefícios

Bolsa Família: calendário de pagamento e novos benefícios

13.04.2024 05:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Bolsa Família: libera mais benefícios e renda para famílias

Bolsa Família: libera mais benefícios e renda para famílias

13.04.2024 05:05 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.