Governo estuda subsídio de até R$ 34 bilhões para atenuar aumento do barril de petróleo Governo estuda subsídio de até R$ 34 bilhões para atenuar aumento do barril de petróleo
O Antagonista

Governo estuda subsídio de até R$ 34 bilhões para atenuar aumento do barril de petróleo

avatar
Wilson Lima
2 minutos de leitura 07.03.2022 18:01 comentários
Economia

Governo estuda subsídio de até R$ 34 bilhões para atenuar aumento do barril de petróleo

O governo federal pretende aproveitar o aumento de aproximadamente R$ 34 bilhões nos dividendos de lucros da Petrobras em 2021, destinados ao governo federal, para conter a alta no preço dos combustíveis...

avatar
Wilson Lima
2 minutos de leitura 07.03.2022 18:01 comentários 0
Governo estuda subsídio de até R$ 34 bilhões para atenuar aumento do barril de petróleo
Foto: Roberto Parizotti/Fotos Públicas

O governo federal pretende aproveitar o aumento de aproximadamente R$ 34 bilhões nos dividendos de lucros da Petrobras em 2021, destinados ao governo federal, para conter a alta no preço dos combustíveis.

Outra ideia em estudo é o congelamento emergencial do preço do diesel em seu valor da bomba.

Como registramos mais cedo, hoje o barril de petróleo atingiu o maior patamar dos últimos 14 anos, chegando a US$ 140 por conta do conflito entre a Rússia e a Ucrânia. E, com a elevação do preço do barril de petróleo, a gasolina também fica mais cara quando chega ao consumidor final.

Ainda hoje, o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, e o ministro de Minas Energia, Bento Albuquerque, vão discutir o assunto em reunião no Palácio do Planalto. Não há a expectativa de participação do presidente Jair Bolsonaro.

Em 2021, a Petrobras pagou a seus acionistas um lucro recorde de R$ 106 bilhões. Só ao governo federal, foram destinados R$ 37 bilhões. Valor quase 11,5 vezes maior que o pago em 2020: R$ 3,2 bilhões.

A ideia do governo é utilizar esse excedente de aproximadamente R$ 34 bilhões obtido em 2021 para custear um fundo de estabilização do preço de combustíveis, uma ideia semelhante ao projeto de lei que já está em tramitação no Senado, que deve ser amanhã ou quarta-feira.

A equipe do ministro Paulo Guedes, porém, é contra.

O problema, entretanto, é que o governo vai precisar alterar a Lei do Petróleo para permitir que o lucro da Petrobras possa compor um novo fundo público. Hoje, esses recursos são destinados, especificamente, a áreas como saúde, educação e meio ambiente.

O Palácio do Planalto ainda estuda como fazer essa mudança, se por projeto de lei ou por Medida Provisória. Isso será discutido pela Casa Civil.

Uma outra alternativa em estudo é usar esse lucro recorde para custear o congelamento do preço do diesel na bomba, em um movimento semelhante ao adotado por Michel Temer em 2018. Em 2018, Temer cortou em R$ 0,46 o valor do diesel após a greve dos caminhoneiros.

Apesar da reunião de hoje, a expectativa é que esse anúncio seja feito apenas amanhã pelo Palácio do Planalto.

Mundo

Biden diz a Netanyahu que EUA não vão participar de contra-ofensiva

14.04.2024 13:26 2 minutos de leitura
Visualizar

Como as mudanças climáticas aumentam casos de AVC

Visualizar

Ocidente livre condena o Irã. O Brasil torna-se cúmplice

Catarina Rochamonte Visualizar

Conor McGregor volta ao UFC

Visualizar

Onde assistir Vitória x Palmeiras: confira detalhes da partida

Visualizar

Geração Z em conflito com desafios econômicos

Visualizar

Tags relacionadas

Bento Albuquerque Ciro Nogueira combustíveis governo federla Palácio do Planalto Petrobras
< Notícia Anterior

Rússia fala em petróleo a US$ 300 por barril se EUA e Europa banirem importações

07.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Terceira guerra mundial - Papo Antagonista com Claudio Dantas e Diogo Mainardi

07.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wilson Lima

Wilson Lima é jornalista formado pela Universidade Federal do Maranhão. Trabalhou em veículos como Agência Estado, Portal iG, Congresso em Foco, Gazeta do Povo e IstoÉ. Acompanha o poder em Brasília desde 2012, tendo participado das coberturas do julgamento do mensalão, da operação Lava Jato e do impeachment de Dilma Rousseff. Em 2019, revelou a compra de lagostas por ministros do STF.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Receba Antes: Dicas para acelerar sua restituição do IRPF 2024

Receba Antes: Dicas para acelerar sua restituição do IRPF 2024

14.04.2024 12:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
IR 2024: simplifique com declaração Pré-preenchida e receba restituição via PIX

IR 2024: simplifique com declaração Pré-preenchida e receba restituição via PIX

14.04.2024 12:00 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Concurso Câmara de Paracatu–MG: salários de até R$ 10.4 mil, confira

Concurso Câmara de Paracatu–MG: salários de até R$ 10.4 mil, confira

14.04.2024 11:37 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Novo Bolsa Família 2024: e benefícios liberados

Novo Bolsa Família 2024: e benefícios liberados

14.04.2024 11:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.